domingo, 31 de janeiro de 2010

35 anos do Single #9 Dream de John Lennon


# 9 Dream" é uma canção escrita e interpretada por John Lennon e caracterizado como a sétima faixa do seu álbum de 1974 Walls and Bridges. Em 31 de janeiro de 1975, exatos 35 anos atrás,foi lançado como o segundo single do álbum apoiado por outra faixa do álbum, "What You Got". Ele continua o fascínio de Lennon com o número nove (ele nasceu no dia 9 de Outubro, e, coincidentemente, a pista também atingiu o número nove nas paradas E.U. quando foi lançado). O backing vocal é cantado por May Pang, parceiro de Lennon na época.
Segundo o site da May Pang, dois títulos de trabalho para a música eram "So Long Ago" e "Walls & Bridges". Pang também afirma que a frase repetida em coro: "Ah! Bowakawa poussé, poussé", veio a Lennon em um sonho e não tem nenhum significado específico,em seguida, Lennon escreveu a canção e dispostos em torno de seu sonho, daí o título e a sensação atmosférica de sonho da canção, incluindo a utilização de cellos no gancho.
Lennon gostou do arranjo de cordas que ele escreveu para Harry Nilsson, de "Many Rivers to Cross" (a partir de Nilsson's Pussy Cats que Lennon produziu) tanto que ele decidiu incorporá-lo a música.

Músicos que participaram da gravação:
  • John Lennon - vocais e violão
  • The 44th Street Fairies: Lennon, May Pang, Lori Burton, Joey Dambra — backing vocals
  • Ken Ascher - clavinet
  • Jesse Ed Davis - guitarra
  • Nicky Hopkins -piano elétrico
  • Arthur Jenkins - percussão
  • Jim Keltner - bateria
  • Bobby Keys - saxophone
  • Eddie Mottau - guitarra acústica e violão
  • Klaus Voormann - baixo
Curiosidade:
Quando saiu o Walls And Bridges remasterizado,a Yoko regravou os backings vocals onde May Pang cantou na parte da música,"Johnnnnnnn!"colocando a voz dela e apagando a da May.

fonte:http://en.wikipedia.org/wiki/Number_9_Dream

sábado, 30 de janeiro de 2010

30 de janeiro de 1969


Para não esquecer,mesmo que muito foi falado em todas as tvs e jornais,mas eu não pude.No dia 30 de janeiro de 1969,bem no horário do almoço em Londres na Saville Row número 3.Os Beatles subiam no telhado da Apple para tocar,isso todos já sabem mas é sempre legal lembrar essa data.

Ringo Starr fala das suas músicas favoritas

O ex-Beatle Ringo Starr recentemente sentou com o "Nightline" no estúdio de gravação Village, em Los Angeles para falar sobre seu novo álbum, "Y Not", e algumas das músicas que o influenciou no decurso da sua longa carreira.Ringo Starr acaba de lançar um novo álbum solo, "Y Not."
Starr, que vai fazer 70 anos em 07 de julho, era resistente à idéia de reduzir seus sons favoritos para uma pequena lista. "Eu amo a música", disse Starr. "Você sabe, as pessoas dizem, 'Seu top 10." Eu não tenho um top 10, eu tenho uma ou superior a 2.000.A música tem um grande significado, você sabe. "
Starr falou sobre algumas das faixas que soam melhor para ele estes dias:
Elvis Presley, "Don't Be Cruel"
"Eu estava trabalhando na fábrica e eu levei essa garota ao cinema, porque eu não tinha dinheiro", disse ele. "Havia apenas 2 bancos na frente, e nós estávamos na primeira fila e, haha, [Eu estava] tentando impressioná-la na primeira fila.Ela trabalhou no escritório da fábrica em que trabalhei, e, de qualquer forma, a data não vem. E que eu sorrateiramente fui até em seu escritório, e no dita fone eu gravei "Don't Be Cruel". Então esse é um tema importante. E Elvis foi o melhor, Elvis the King ".
Little Richard "Good Golly Miss Molly"
"Little Richard e sua banda era tão grande", disse Starr. "Little Richard foi sensacional... E o poder dele, quando você é um garoto em Liverpool, de um cara em uma banda, e ele estava tão só como, "Whooo, 'tão forte. E foi ótimo. A coisa toda sobre Little Richard era grande. E rock n' roll 'é tão importante para mim, e ele certamente é um ícone do rock' n 'roll. Ele provavelmente "o ícone."
The Beatles, "Rain"
"Rain "é grande, porque os tambores ficaram estranhos sobre 'Rain', e eu senti que só tocou assim na 'Rain'. Então eu voltei a tocar como eu toco. Foi rápido ... ninguém mais sabe, eles simplesmente disseram: 'Ah, eles estão tocando isso. " Mas para mim a bateria, eu sentia, tinha outra qualidade. Eu nunca toquei assim, pois, eu não sinto. ... Me pediram no outro dia para nomear uma obscura faixa dos Beatle, e eu estava dizendo, ' Há algum? Eu não sei. Essa foi a melhor banda na terra, e eu era parte dele, e os outros três músicos foram incríveis, e eu acho que nós tivemos mais do que isso, quando percebemos que estávamos a pensar quando estávamos fazê-lo.
"E nós tivemos nossos altos e baixos e alguns dias estávamos com raiva, mas logo que chegamos a contagem, um, dois, três, todos marcados na música. Nós colocamos tudo isso de lado."
Bob Dylan, "When the Deal Goes Down"
"Você só tem que amar Bob", disse Starr. "Minha antiga música favorita ultimamente é 'When the Deal Goes Down", e é apenas uma linda canção de amor. ... É esta linda canção de amor, ele é muito romântico em um lote de canções, todo mundo ouve coisas dele como sonho maluco, o que é ótimo. Ele me mexeu com esse disco.
"É por isso que eu gosto. Se ele me mexe, é o sentimento do disco e como ele diz. Mas ninguém pode dizer assim. ... Conhecemo-lo nos anos 60 em Nova York. Ele é um artista incrível que está bem colocado na história musical da música americana e música do mundo, por isso eu coloquei Bob por causa de tudo isso. Você não podia fazer uma lista sem mencionar Bob ".
Taylor Swift, "You Belong With Me"
Taylor Swift.Eu amo Taylor Swift, que é exatamente como eu sou", disse Starr. "Eu amo ela. ... E você sabe que não pode duvidar da Black-Eyed Peas, que é bastante poderoso. Mas há centenas de bandas lá fora. Você realmente não pode, não posso ouvi-los todos. Eu não escuto todos dos anos 60 ou 50, você sabe, você tem que escutar o que você ouve ".

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Ringo fala sobre o novo álbum e Paul McCartney


E-Beatles revelou que sua relação com o antigo companheiro de banda é de uma 'proximidade frouxa'.Com participações especiais de Joss Stone, Paul McCartney e Ben Harper, o ex-Beatles Ringo Starr está lançando seu décimo-quinto álbum, "Y Not".
Falou sobre sua autonomia nesse novo trabalho, que "produziu, mixou e masterizou sozinho" e dá uma amostra de "Photograph", gravada em parceria com Ben Harper.
Ringo também comenta a participação de Macca, seu ex-companheiro de banda, no projeto e fala sobre sua relação com ele: "Ele decidiu cantar em 'Walk With You', ele inventou isso. Sou verdadeiramente grato. Se estamos na mesma cidade, nós saímos. Essa é a nossa 'proximidade frouxa'", finalizou.

fonte:http://multishow.globo.com/TVZ/Materias/Ringo-Starr-lanca-disco-e-desdenha-de-participacao-de-Paul-McCartney---Ele-que-decidiu-participar-.html

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Dvd "Everybody's Fine" com Paul McCartney de bonus


O filme "Everybody's Fine",de Robert DeNiro com a canção de Paul McCartney "(I Wanna) Come Home", indicado ao Globo de Ouro e VH1 Critics 'Choice Movie Award, será lançado em DVD dia 23 de fevereiro.
"Everybody's Fine" terá um preço de 29,99 dólares, apesar de vendedores de lojas de varejo on-line e vai vender mais barato.
Para aqueles de você que quer saber, não há nenhum lançamento em Blu-ray programada a partir de agora agora.
O lançamento do DVD contém um especial sobre a produção da música de McCartney,por de trás das cenas curtas e cenas deletadas e estendidas não incluído na versão teatral.

fonte:http://www.examiner.com/examiner/x-2082-Beatles-Examiner~y2010m1d27-Just-announced-Everybodys-Fine-on-DVD-with-Paul-McCartney-bonus-feature

Paul McCartney viagem de Los Angeles


Paul completou recentemente uma viagem grande de Los Angeles, onde, desde fim de semana da semana passada mostrou prêmios com uma infusão de realeza do rock. Apesar de um final de semana de chuvas torrenciais e rajadas de vento, Paul conseguiu fazer aparições no 67th Annual Golden Globe Awards, no 15th Annual Critics Choice Awards, um almoço Disney em sua honra e chá da tarde do BAFTA anual.
Enquanto "(I Wanna) Come Home" pode não ter ganho o Globo de Ouro e o Critics Choice Awards para o qual foi nomeado, Paul estava feliz simplesmente para ser um dos poucos candidatos honrado e para desfrutar as cerimônias e todo o caos que Merry acompanhou-os! Paul também apresentou o prêmio Globo de Ouro por 'Best Animated Feature. Antes de anunciar o vencedor, Paul se apresenta como "Paul McCartney, ou como eu estou agora conhecido aquele cara do Rock Band!"

fonte:http://www.paulmccartney.com/news.php ( galeria de fotos e 2 videos-photos and 2 videos)

Ringo Starr tendo aulas de tambor


Mesmo um ex-Beatle tem uma lição de música de vez em quando. Tal foi o caso quando Ringo Starr foi ensinado a tocar tabla pelo músico indiano Tina Sugandh.
Sugandh, nascido em Bombaim, mas criado em Nova Jersey, se chama TablaGirl. Ela é lançou a sua própria música e marcou faixas em filmes como "Around the World in 80 Days and Ice Princess."
A chance de sair com Ringo Starr e realmente ele na escola a maneira correta de tocar bateria com mão na tabla (como visto no vídeo) surgiu através de um amigo mútuo, o produtor Dave Stewart. Escusado será dizer que Sugandh aproveitou a oportunidade.
"Indo para sua casa, foi a experiência mais incrível", disse ela. "Ringo é tão gentil e simpático, cativante e histérico, e realmente é uma estrela - sem trocadilhos. Mas o que eu mais gosto é a humildade - e ele disse algo que eu sempre vou lembrar: Havia uma garrafa cheia de água deixou sobre a mesa que ninguém reclamou, e perturbá-lo. "Esta quantidade de água poderia salvar a vida de uma criança em outro país", disse ele, e saber que veio de uma boca de um Beatle foi tão legal! "
Por sua vez, Starr foi nocauteado por Sugandh, e ele deve ter percebido que quando chegou à tabla, deixando-o a um pro não era uma coisa tão má - execuções Sugandh (e ainda canta) em Y NOT o novo álbum do Ringo Starr.

fonte:http://www.musicradar.com/news/guitars/ringo-starr-gets-a-drum-lesson-234520

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Ringo sobre o iTunes "Sem conclusão"


Na edição atual da Rolling Stone (na foto, com John Mayer na capa), Ringo Starr diz ao escritor Neil Strauss que os Beatles e a Apple ainda estão brigando sobre a obtenção dos Beatles ao iTunes.
"Bem, a coisa é que o iTunes, você sabe, uma situação de três maneira. E os Beatles estão interessados nele, assim como a Apple, mas não há nenhuma conclusão ainda", diz ele.
Starr revela que os vocais na canção "Peace Dream", um tributo a John Lennon, foram intencionalmente modelada após aqueles em John Lennon "Imagine". "Seria estranho se você gostar (Strauss) tê-lo feito", explica ele, "mas era mais fácil para mim porque eu conheci o homem".
Ele também diz ao Strauss que ele é apenas um músico no coração. "Entrei para bandas, porque eu queria tocar com bons músicos.Isso é tudo que eu sempre quis fazer", diz ele. "Claro, a banda que acabou (era) realmente grande, mas foi um pouco louco".

Revista publica inéditas fotos dos Beatles


A revista Keep Rockin' comemora seu primeiro aniversário com uma edição especial de Beatles, que inclui uma apresentação de 10 páginas com fotos inéditas: dos Beatles entre 1963 e 1964 e foi selecionado para publicar essas fotos raras dos Beatles pelo fotógrafo, Ian Wright que estava lá no início dos anos 60 antes da Beatlemania varrer o mundo.
Juntamente com estas fotos exclusivas, vem a história não contada: BEATLEMANIA! On The Way Up, que revela primeiras influências de The Fab Four e as origens da Beatlemania.A página intitulada BEATLEMANIA! fornece detalhes nunca antes lançadas sobre John, Paul, George e Ringo.O editor Lou Holly da revista Keep Rockin disse que está entusiasmado para publicar essas fotos raras e o artigo na edição de primeiro aniversário.Visitem http://www.keeprockinmag.com/

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Ringo Starr não vai ter grande festa para comemorar 70 anos


Ex-Beatle Ringo Starr não vai ter uma grande festa para comemorar seu aniversário de 70 como ele vai estar na estrada com sua banda.
O cantor e compositor vai virar os 70 anos em 7 de julho, e amigos dizem que ele não estará fazendo nada de muito louco como ele vai estar na estrada com seu grupo, The All Starr Band.
Uma fonte disse: 'Ringo decidiu sair em turnê como ele deveria estar fazendo o que mais ama no grande dia, que está realizando.
'Ele não é titular de uma festa de aniversário.Não é seu estilo nestes dias.Para ele,continuar capaz de apresentat em palco para os seus fãs depois de todos esses anos é recompensa suficiente. "

fonte:http://www.monstersandcritics.com/people/news/article_1528207.php/Ringo-Starr-will-not-have-big-bash-to-celebrate-70th

Beatles tem primeiro item digital comercializado pelo iTunes


Songbook da banda traz letras e cifras para mais de 160 canções.Aplicativo tem venda exclusiva nos EUA e Canadá.Os fãs canadenses e norte-americanos dos Beatles já podem adquirir o primeiro produto licenciado da banda na loja virtual de música iTunes, informou o site da revista “Spinner”. “The little black songbook of The Beatles” é um novo aplicativo para o celular iPhone, que inclui letras e cifras para mais de 160 canções do grupo.
Cada música conta com amostras sonoras e detalhes de cada acorde utilizado. O aplicativo também contém 30 faixas gravadas para que o usuário possa tocar junto, e até mesmo algumas vídeo-aulas de instrução para auxiliar no aprendizado.

Batalha judicial
A Apple Corps, empresa fundada pelos Beatles em 1968, e a Apple Inc, gigante da computação e criadora do iTunes, têm um passado de disputas judiciais em torno da marca (uma maçã) desde 1978. Em 1991, um acordo concedeu à Apple Corps. o uso exclusivo do símbolo no âmbito artístico.
As companhias, entretanto, voltaram a entrar em conflito em 2003, quando a Apple Inc lançou no mercado o serviço de downloads e o player iPod, percebidos pela empresa dos Beatles como uma invasão de seu território.
Um novo acordo então foi firmado: a empresa de informática passou a ter controle total sobre a marca Apple, mas desde então concede licenças à empresa dos Beatles para seu uso contínuo.
Apesar do cessar-fogo, a longa espera pelo lançamento dos 12 álbuns oficiais dos Beatles em formato digital parece longe de terminar.

fontes:http://www.spinner.com/2010/01/22/beatles-chordbook-breaks-itunes-embargo/ ou http://g1.globo.com/Noticias/Musica/0,,MUL1461622-7085,00-BEATLES+TEM+PRIMEIRO+ITEM+DIGITAL+COMERCIALIZADO+PELO+ITUNES.html

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

The John Lennon Educational Tour Bus


O Lennon Bus é um projeto criado por Yoko Ono que consiste em um ônibus equipados com dois estúdios surround 5.1 que roda o território americano ensinando crianças a manipular áudio e vídeo.Você pode conhecer mais no site http://www.lennonbus.org/

A Celebração do 70º aniversário de John Lennon


2010 provará ser um ano de longo tributo a John Lennon, em honra do que seria seu 70 º aniversário, que é em 9 de outubro de 2010.
Yoko Ono começou o pontapé de saída ao aparecer na NAMM semana passada, a Associação Internacional de Música de Produtos, para mostrar seu apoio ao ensino da música. Quincy Jones e Jackson Browne se juntou a ela na conferência de imprensa em Anaheim, Califórnia.
Durante seu discurso, Yoko expressou seu apoio a John Lennon Educational Tour Bus, um estado não-lucro da unidade de gravação de arte móvel que percorre escolas em todo os Estados Unidos. Ele proporciona aos alunos de todo os Estados Unidos com uma oportunidade de ter experiência prática em compor, tocar e gravar em um estúdio real.
Nós relatamos na semana passada que Yoko se reunirá com a Plastic Ono Band, para apresentações em Oakland, bem como Brooklyn em 16 de fevereiro, com um emocionante conjunto que vai incluir antigos membros Plastic Ono Band como Klaus Voorman, Jim Keltner e Eric Clapton, assim como como seu filho Sean Lennon.
E isso não é tudo. Também é relatado que a EMI tem trabalhado em uma re-edição da música de John deste ano. Isto inclui o lançamento da edição ampliada de cinco álbuns de Lennon solo com uma caixa de conjunto de sua obra lançada comercialmente. (A 4-CD box set Lennon, o Anthology, que foi lançada há vários anos, consistiu em demos e outtakes.)
Também foi relatado que há para ser lançado um drama pela BBC4 chamado "Lennon Naked", um especial de 90-minutos centrados na vida de John desde 1967-71. O ator Christopher Eccleston fará o papel de Lennon. Esta parte da vida de John que viu a morte de Brian Epstein, a dissolução de seu casamento com Cynthia Lennon, seu relacionamento com Yoko Ono e da dissolução dos Beatles, uma torrencial parte da vida de John, que será nada menos do que um desafio para retratar. Isto vem nos saltos de "Nowhere Boy", um filme baseado na formação de John na sua adolescência que também gerou controvérsia em muitos cantos.
Mas não esperem uma autobiografia de Yoko qualquer em breve.Yoko já pedalou para trás nessa idéia, dizendo que lamenta que talvez ela ia escrever um "em cinco anos", quando ela não estará tão ocupado.

sábado, 23 de janeiro de 2010

John Lennon diz-lhe como era


Poucos de nós iria transformar algo tão privado como a dissecção das nossas neuroses pessoais em um público com muito, muito vocal de acessos de dor.
Mas então, poucos de nós têm o que John Lennon tinha.
Até o final de 1970, Lennon podia contar com um público garantido, ansiosos para ouvir o que ele tinha a dizer na lavagem da morte dos Beatles.
O que eles esperavam, que era improvável de ser o off da sessão de terapia, que ele fez.
John Lennon / Plastic Ono Band (gravado e lançado simultaneamente com o solo de estréia de Yoko Ono Yoko Ono / Plastic Ono Band).
Fresco de quatro meses de terapia primal com Arthur Janov, ele se esvazia de respostas reprimida com a morte acidental de sua mãe e do abandono pelo pai, e vem limpo sobre a sua desilusão com um catálogo de religiões, os ídolos, os mantras e os mitos que ele quer interessou-se ou foram expostos.
Por duas vezes, no álbum de estréia Mother e no mais difícil rocker Well Well Well, Lennon deixa o rasgo com uma série de gritos que parecem concebidos para testar as teorias de Janov na resolução de traumas passados através de revivê-las.
Fiel ao mostrar a fé inabalável de que muitos fãs do Fab Four tiveram para o crucificaram, Lennon também reafirma seu amor por Yoko Ono.
Em God - a faixa do álbum que o vê como mágica, I Ching, a Bíblia, e os Beatles entre as muitas coisas que ele não acredita em - afirma simplesmente: "Eu só acredito em Yoko e eu / Isso é a realidade" e vai para explicar que o sonho acabou.
No final do ano comentarei sobre os 40 anos desse grande álbum,se você nunca escutou então senta e tranque as janelas,se prepare para abrir a cabeça que esse álbum mostra um outro lado de John muito forte,nada haver com o beatle.

fonte:http://www.odt.co.nz/entertainment/music/90123/lennon-tells-it-it-was

Paul McCartney vai lançar novo single no Reino Unido


Paul McCartney anunciou em seu site,o lançamento para o dia 01 de março de 2010,o Single de "(I Want) Come Home" no Reino Unido,indicada ao Globo de Ouro e tirada do filme "EveryBody's Fine" de Robert De Niro.
UK Digital Release - 1 de março de 2010 *
O filme termina com '(I Wanna) Come Home' de partida antes dos créditos finais e fornecendo o cenário perfeito para um filme que explora diversas áreas da vida familiar e os relacionamentos.
«Everybody's Fine", que estréia no Reino Unido em 26 de fevereiro, é sobre um viúvo (De Niro) que embarca em uma viagem para recuperar o atraso com seus filhos que cresceram e as suas vidas a fim de completar uma missão simples - para obter a sua família todos juntos em volta da mesma mesa para o Natal. Seus filhos estão sempre dizendo que eles são muito bem com tudo, mas ele logo descobre que não é bem o caso.
Falando sobre relação ao film,Paul disse, "Eu definitivamente poderia identificar-se com carácter de Robert De Niro, porque eu tenho crescido com as crianças que têm suas próprias famílias."
A faixa abre com apenas Paul ao piano, intimamente cantando a letra que se encaixam ao personagem de De Niro, "Por muito tempo eu estava para fora no frio e ensinei-me a acreditar em cada história que contei", antes que ele é acompanhasse por cordas e a faixa começa a construier.Paul colaborou com as orquestrações e com o compositor Dario Marianelli e os resultados são espectaculares.
Falando sobre o processo de gravação Paul explicou: "Quando eu vi o filme original, eu estava assistindo e gostando, quando, no final eu achei que o diretor teve desconhecido por mim, depois pôr no lugar onde ele queria que a outra nova canção minha: 'Let It Be ", cantada por Aretha Franklin. Eu gosto de pensar no teatro muito bem, eu não posso escrever outra "Let It Be" e eu não posso cantar como Aretha tanto quanto eu quero, assim eu poderia ter de passar. Mas naquela noite, voltei do jantar e começei a rabiscar com alguns acordes e eu tive uma idéia e todos cresceram a partir daí. "
(I Wanna) Come Home "já se tornou uma favorita música em shows ao vivo de Paul. Foi dada a sua estreia ao vivo em dezembro recente na turnê esgotada 'Good Evening Europe", onde sentou-se perfeitamente à vontade no set-list em outros escreveram entre McCartney Os clássicos no piano'Long And Winding Road 'e' My Love' . Recente visita de Paul terminou no dia 22 de dezembro, quando ele tocou em seu primeiro e único show do Reino Unido do ano no O2 Arena de Londres, que já está sendo falado sobre como a mostra de 2009.
A canção foi indicada na categoria de Melhor Canção Original, este ano no Globo de Ouro, bem como receber uma nomeação para Melhor Canção nas concessões do 15th Annual Broadcast Film Critic's Choice, que teve lugar na sexta-feira, 15 janeiro de 2010.
Detalhes * das datas de lançamento internacional será em breve. Por favor, note o single já está disponível nos Estados Unidos tendo sido emitido no momento do lançamento do filme, em 4 de dezembro de 2009.

fonte: http://www.paulmccartney.com/news.php

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Escola frequentada por John Lennon proíbe fãs de tirarem fotos


Uma cruz por cima da imagem de uma câmera indica: ali é proibido fotografar. Várias placas com essa imagem foram colocadas na cerca ao redor do parquinho da Dovedale Junior School, na Barndale Road, em Liverpool.
Tanto John Lennon quanto George Harrison frequentaram a escola no fim dos anos 40 e início da década de 50. Funcionários do colégio garantem que não querem dar a impressão de que são antipáticos e de que os fãs dos Beatles não são bem-vindos. Mas advertem: fotos só são permitidas quando os alunos não estão por ali.
- Às vezes é muito complicado explicar que não é permitido fotografar quando os alunos estão no parquinho porque muitos turistas são estrangeiros e tem a barreira da linguagem - disse o professor Nik Smith, ao jornal "The Telegraph". - Um sinal é universal e auto-explicativo. Nós estimulamos os turistas a virem ao prédio, mas há crianças que não podem ser fotografadas por razões pessoais e de segurança.
O professor contou ainda que a escola se sente muito honrada de estar associada à imagem de Lennon e que já recebeu muitos visitantes ilustres, como sua viúva, Yoko Ono.
Mas para Nick Seaton, diretor da Campanha pela Real Educação, não vê a medida com bons olhos:
- Esse é outro produto do clima de medo e correção política no qual as escolas trabalham agora.

fontes:http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2010/01/21/escola-frequentada-por-john-lennon-proibe-fas-de-tirarem-fotos-915664567.asp ou http://www.liverpoolecho.co.uk/liverpool-news/local-news/2010/01/21/john-lennon-s-old-school-dovedale-puts-up-no-camera-signs-to-ward-off-beatles-tourists-100252-25648301/

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Ringo Starr se apresentou no Museu do Grammy


O evento abriu com Ringo sendo entrevistado pelo apresentador.Depois ele e Ben Harper responderam perguntas feitas pela platéia.
Depois disso, Ringo trouxe o Ben Harper e Relentless 7 até o palco.Abriu com "Photograph", então "Walk With Me" (do novo cd). Apenas cantou, sem está na bateria.
Então, ele deixou o palco e transformou as coisas sobre a Ben Harper, que fez 2 de suas próprias canções. Então Ringo e outros membros da banda voltaram ao palco. Ele então entrou em "The Other Side of Liverpool" do novo CD. Seguido por "With A Little Help from My Friends". Então, ele deixou o palco dizendo "Good Night", mas voltou um minuto depois, pulou na sua bateria, e eles entraram em "Boys".
Foi um evento muito pequeno. Apenas 200 bilhetes vendidos para os membros do Grammy. Estavam presentes Dhani Harrison,Edgar Winter, Max Weinberg (baterista Springsteen), Barbara Orbison e ator Jason Schartzman. Barbara Bach não foi visto na platéia. Paul McCartney não estava lá.
Terminou às 9:30 pm (começou às 8:15 pm). Ele correu mais curto do que se esperasse, mas era muito íntimo.

Paul McCartney recusa show em Milão por limite acústico


Shows na cidade italiana não podem passar dos 78 decibéis.Artista pode aceitar limitação horária, mas não acústica', diz produtor.
O limite acústico de 78 decibéis para os shows de rock imposto por lei em Milão vetou um show de Paul McCartney previsto para o mês de junho no estádio de futebol San Siro da capital lombarda.
O ex-Beatle recusou tocar em Milão após uma oferta da agência de shows italiana D'Alessandro & Galli em 20 de dezembro, quando o músico britânico encerrava em Dublin sua turnê europeia "Good evening Europe".
A negativa de McCartney ao que seria seu primeiro show no templo do futebol milanês surpreendeu a prefeita da cidade, Letizia Moratti, que admitiu estar "muito descontente pela decisão de Paul", informa o jornal "La Repubblica".
Moratti lamentou que o limite acústico surja de protestos de moradores, os quais "prejudicam tanto a cidade quanto as oportunidades para a música, para os jovens e para o turismo cultural".
Segundo o promotor de eventos Mimmo D'Alessandro, que negociou diretamente com McCartney o possível show em Milão, assegurou que o ex-Beatle recebeu ofertas para se apresentar em Roma, Florença e Turim, o que qualificou de uma "campanha para humilhar Milão".
"Um artista pode aceitar uma limitação horária, mas não acústica", sentenciou D'Alessandro. "Os jogos de futebol superam os 90 decibéis, e a música é vida, não barulho", conclui.

fonte:http://g1.globo.com/Noticias/PopArte/0,,MUL1455984-7084,00-PAUL+MCCARTNEY+RECUSA+SHOW+EM+MILAO+POR+LIMITE+ACUSTICO.html

Imagine relançado em vinil


O segundo e mais famoso álbum solo de John Lennon ganhou uma versão especialíssima para fãs de boa música. “Imagine”, lançado originalmente em 1971, foi relançado em vinil de 180 gramas para audiófilos.
Além da qualidade do som ser excelente, o pacote ainda conta com o pôster e o cartão postal que vinham com a edição original impressos novamente e o encarte original completo, para não faltar nada.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Entrevista promocional do "Meet The Beatles" em 1964


No dia 20 de janeiro de 1964,saia nos Estados Unidos o álbum "MEET THE BEATLES!".Para promover o álbum e de sua primeira visita nos Estados Unidos,a Capitol Records conduziu a entrevista a seguir com os Beatles.Discos da entrevista gravada foram então enviados para estações de rádio americana.
Ele foi criado para ser um "open-end" da entrevista - o que significa que uma vez que a entrevista foi gravada, as perguntas foram editadas de modo que disc jockeys locais poderiam ler perguntas do roteiro junto com a gravação de som como se fossem pessoalmente conduzindo a entrevista.Este disco promocional também continha 3 faixas do álbum, "This Boy", "It Won't Be Long" e "I Want To Hold Your Hand".
Q: "Como é que vocês decidiram sobre um nome como The Beatles para o grupo?"
John: "Bem, eu tive uma visão quando eu tinha doze anos. E vi um homem numa torta flamejante, e ele disse: 'Você serão Beatles com um A." e nós somos "
(risos)
John: "Isso é como começou, de qualquer maneira."
Q: "Como é que tudo começou para você, Paul?
Paul: "Nós fizemos o nosso primeiro disco no início de 1963 e tivemos sucesso com isso. Mas acho que, uhh, o bit realmente começou quando fizemos um show no Palladium. E depois fomos convidados a fazer o Royal Variety Command Performance, você sabe, e nós conhecemos a rainha-mãe - e ela começou a bater palmas. " (risos)
John: "e da princesa Margaret, também."
Paul: "Sim, e da princesa Margaret."
Q: "Você sabe quantos discos vocês já venderam até o momento?"
Ringo: "Uhh, bem ... A última contagem foi, umm, seis milhões, eu acho.
John: (brincando) "Esses são os discos do Ringo."
Paul: (risos)
Ringo: "Bem, os outros estão à venda."
(risos)
Q: "Você já ouviu falar que os discos estão entrando nas paradas pop em países de todo o mundo?"
George: "Sim". Bem, nós ouvimos que o nosso último disco "I Want To Hold Your Hand 'entrou no top australiano.Top 20 no número um, que é muito agradável. E eu acho que é a venda na Finlândia e na Suécia e outros lugares como aquele,foram demasiado. "
Ringo: "Além disso, na Irlanda."
John: "Israel, creio eu."
Paul: (para John) "Oh yeah!"
George: "Israel, para citar apenas alguns."
Paul: "Estou contente por eles como nós."
Q: "Aposto que você nunca pensou que iria receber esse tipo de aceitação mundial."
George: (brincando): "Bem, isso é uma coisa agradável para dizer, não é ."
(risos)
Ringo: "Estamos muito felizes".
Q: "Há um rumor de que você rapazes usam perucas".
Paul: "Não, é um boato sujo. Nós não."
John: "Não, nós cortamos nós mesmos."
(risos)
Q: "O que influenciou vocês,caras,para deixar o cabelo crescer tanto tempo?"
Paul: "Eu acho que foi meu pai, realmente. Ele disse, 'Você sabe, Paul,isto é um pouco quadrado," o corte de cabelo que eu tinha - você sabe,curto em volta e os lados. Ele disse,' Porque você não pega um corte Beatle, filho. "
(risos)
Q: "Já houve um tempo em que você sentiu que estava em perigo de ser atacado por fãs alucinados?"
Paul: "Bem, eles são alucionados, você sabe, mas nós estamos uhh - Nós gostamos dele. Nós não chegamos a qualquer dano,os polícias são tão alucionados. A polícia tem um grande momento."
(risos)
Q: "Onde você conseguiu esses coletes mal arrumados?
Ringo: "Eu não sei. Estávamos andando" e olhei em volta da cidade em uma vitrine. E nós gostamos assim foi e acabamos de comprar uma jaqueta para cada um, e decidimos usar ternos feitos para o palco.É como tudo começou , você sabe, e nós temos gastos desde então. "
Q: "Bem, você sabe que você começou uma nova tendência entre os seus adeptos".
John: "Sim, em um monte de que estão desgastando.Muitos em que não são. Mas existem alguns em desgastá-lo. (Risos) Eu vi um homem velho em um, também."
Ringo: "Eu vi uma mulher velha".
(risos)
John: "Eu vi quatro homens de idade. Veja isso!"
Ringo: (rindo) "Eu estou dentro"
Q: "Muitas de suas canções contêm as palavras 'você', ou 'eu', ou 'eu'
George e John: "Please Please Me", "From Me To You", "She Loves You", "I Want To Hold Your Hand."
Q: "Certo. Agora, qual é o significado disso?"
Paul: "Não, a única idéia sobre isso é que, uhh ... Quando nós cantamos canções, nós preferimos a cantar aquelas com um tipo de toque pessoal, você vê. Então, a melhor maneira de conseguir isso em uma canção é apenas para escrevê-los com o 'eu' ou 'você' ou 'eu' ou 'ele' ou 'a' ou 'por' ou 'isso' ".
(risos)
Q: "O que o traz para os Estados Unidos neste momento em particular?"
George: "Bem, nós estamos aqui para fazer três programas na TV de Ed Sullivan, e atender a imprensa, e um pouco de descanso em Miami Beach."
Q: "Existem planos para um filme?"
George: "Yeah. Bem, quando voltarmos para a Inglaterra a partir desta atual visita da América ..."
John: (risos) "... a América."
George: "... a América, sim. Bem, veja você, nós estamos fazendo um filme - que não sabemos o título - mas deve ser um filme apenas sobre nós."
Paul: "Nós não sabemos o roteiro, e nós não sabemos quais as músicas estarão nela."
George: "Ele deve ser lançado nos Estados até o final deste ano, em algum momento, temos esperança."
John: (rindo) "Sem título e sem músicas!"
Paul: "e sem roteiro".
Q: "Gostaríamos de agradecer a vocês por está aqui e desejamos-lhe o melhor em sua turnê nos Estados Unidos"
George: "O prazer de estar aqui."
Paul: "Obrigado."
John: "Tchau adeus".
Ringo: "Muito obrigado".

fonte:http://www.beatlesinterviews.org/db1964.0100.beatles.html

Paul McCartney queria se juntar ao supergrupo de Dave Grohl


Paul McCartney revelou que ele queria se juntar supergrupo de Dave Grohl o Them Crooked Vultures.
O ex-Beatle, admitiu que ele pediu à Grohl quando o casal foi ao jantar, depois de Fevereiro no último Grammy, mas o baixista John Paul Jones já havia sido recrutado.
"Nós saímos para comer depois e Dave me disse que estava começando a banda com Josh [Homme]", disse ele ao jornal Daily Mail.
"Perguntei-lhe quem estava tocando baixo e ele timidamente me disse que ele se aproximou de John. Então, você leu aqui primeiro; Paul McCartney foi quase baixista do Them Crooked Vultures".
Them Crooked Vultures confirmou recentemente que eles começaram a trabalhar em seu segundo álbum.

fonte:http://www.digitalspy.co.uk/music/news/a197664/mccartney-wanted-to-join-grohl-supergroup.html

Universidade de Oxford oferece curso de verão sobre Beatles


Oxford University anunciou um curso de uma semana de Verão sobre "The Beatles, música popular e Grã-Bretanha anos 60" O curso é parte do programa Experience Oxford, e tem lugar na Igreja de Cristo, um dos
maiores e mais belos colégios de Oxford de 4 de julho a 10 de 2010.
Venerado e odiado em igual medida, os anos sessenta continuam a fascinar. Este curso é uma viagem através da perspectiva britânica, observando eventos-chave na política, na sociedade e nas artes. Vamos traçar o desenvolvimento da música dos Beatles e colocar suas músicas no seu contexto, discutindo exemplos notáveis por outros grupos britânicos da época. No entanto familiar você acha que essa música é, preparar-se para ouvir mais nele do que antes.
O curso será conduzido pelo Dr. Rikky Rooksby, um professor da Universidade de Oxford do Departamento de Educação Continuada, e autor de muitos artigos, revisões e livros em Inglês de literatura e música popular.
O conteúdo do curso inclui 1960-63; os Beatles no Início, 1963-65; Liverpool primeiro, então o mundo, 1966-67; Sgt Pepper e a Summer of Love, The Beatles no estúdio, The Sixties vai em cores: o país da cultura, psicodelia, encontros ou delírios? A natureza da consciência e realidade, 1968; The White Album - Doll's House ou Glass Unions? Política, barricadas, e street-combatentes, e 1969-70; Let it Be e Abbey Road.Gravação em 8 canais, contencioso e papel engraçado. O fim do sonho ou do início da viagem?
As inscrições serão aceitas até 1 de junho de 2010.Inscrição o mais rápido é aconselhada como muitos cursos preencher antes de fevereiro. Para mais informações sobre o curso ea "Experiência Oxford 2010 ", visite www.conted.ox.ac.uk/courses/details.php?id=O09I102JDR.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Carro de Paul quebra na Califórnia


O ex-Beatle Paul McCartney precisava de uma pequena ajuda de seus amigos depois que seu carro quebrou na Califórnia.
Ficou encalhado na sequência de um desengate de caminhada em Santa Monica com a namorada Nancy Shevell, quando o motor do veículo morreu.
Mas o casal não precisou esperar por um caminhão de reboque pois uma equipe de segurança estava de espera.
Enquanto isso, um assistente ficou para trás para organizar e conduziu o carro de volta para a casa de Sir Paul.

Paul McCartney põe filha como mais importante que a carreira


Paul McCartney põe filha antes de sua carreira.Sir Paul McCartney diz que sua filha Beatrice com Heather Mills é mais importante que sua carreira musical.
O ex-Beatle revelou que ele trabalha sua programação em torno de sua menina de seis anos de idade, para que ele possa passar tempo de qualidade com ela.
"Faço alguns shows e depois desapareço por um tempo e aproveitar ao máximo a minha custódia.Eu cuido da minha pequena um pouco sempre que posso, e ela determina o que posso fazer e onde eu posso fazer isso ".citou Paul para a Contactmusic.
Paul disse com 67 anos não tem planos de ir em uma longa turnê mundial."Isso deve significar alguma coisa. Isso provavelmente significa que eu poderia tocar no O2 a cada semana para o resto da minha vida, mas eu "em vez de fazer as coisas como a fantasia me toma. Honestamente, não existe um plano mestre. Minha carreira é uma coisa aleatória.Eu estou apenas me divertindo,feliz e aliviado que outras pessoas ainda estão interessados."

Paul McCartney no Globo de Ouro


Paul McCartney apresentou o prêmio para a Melhor Animação na noite do Golden Globe Awards, em Los Angeles na noite do dia 17 de janeiro na NBC.
Paul estava muito engraçado. Ele abriu sua apresentação dizendo: "Olá, sou Paul McCartney. Ou, como eu estou agora conhecido, aquele cara do Rock Band".
Ele também disse que gosta de animação e mencionou Yellow Submarine, e ele disse: "Mas a animação não é só para crianças. É também para os adultos que estão sobre drogas".
O prêmio foi para o filme de animação Up.Paul foi nomeado para um prêmio, por sua canção "(I Want) Come Home" para o filme de Robert DeNiro "Everybody's Fine"
Paul McCartney não ganhou o Globo de Ouro de melhor canção de um filme. Ela foi para "The Kind Wear(Theme From Crazy Heart)".

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Ringo Starr e a alma na bateria


Ringo Starr estava prestes a ir no Late Night com Jimmy Fallon para promover seu novo álbum, Y Not.Um monte de estrelas convidadas apareçeram : Joss Stone, Joe Walsh, Dave Stewart e Fab Four seu companheiro, Paul McCartney.Starr produziu uma gravação completa de músicas olhando para a frente e para trás.E é a primeira vez que ele produziu um próprio.
"É a primeira vez que tomo o controle total das rédeas. Com este, eu tive muito com ele", disse Starr.
Em uma entrevista, Liane Hansen lembra algo que produtor dos Beatles George Martin, uma vez disse-lhe: "Produzir, por vezes, é tanto a arte de subtração, pois é a arte de lado."
"Eu sempre senti que um espaço é tão bom como um preenchimento", disse Starr."As diferenças podem ser muito emocional".

Uma vez que um baterista sempre baterista
"Eu vou dizer novamente: Eu amo estar em uma banda", disse Starr."Eu adoro tocar com outros seres humanos. Eu nunca pratiquei bateria a menos que houvesse um outro ser humano no quarto.Se você pudesse tocar, eu toco com você a noite toda. Mas se eu estou tocando apenas para mim,fica chato muito rápido."Pra Ringo a bateria é aonde está sua alma,pois é ele nela.
Brian Epstein foi um formidável parte dos Beatles.Segundo Starr, Epstein deu-lhe cadeira, quando o baterista Pete Best não poderia fazer um show.Epstein também ajudou a formar o famoso visula de cima.
"Brian era grande porque ele disse, 'Você sabe, eu acho que seria uma ótima idéia, se você não beber e fumar e jurar para a platéia enquanto você está no palco," Starr diz.
Para Y Not,nada foi escrito de antemão.Foi construída inteiramente fora das gravações separadas das faixas com sintetizadores, bateria e guitarras.
"Nós não tínhamos músicas, apenas faixas", disse Starr.
Um desses companheiros foi o único e Sir Paul McCartney.Ele empresta a voz para a canção "Walk With You".

Lições de George Martin
Uma coisa que aprendi sobre a produção de Martin era manter a "maldita fita rolando."Membros dos Beatles estaria pensandor o melhor exame de uma canção, e Martin iria responder: "Ah, você queria registrar o que rapazes?"
"George foi a única pessoa que teve uma chance de gravar um disco com nós"disse Starr.Quando George oferecia uma canção aos Beatles,e depois passava para o Gerry and the Pacemarkers tinha êxito.
"Nós estávamos determinados a fazer apenas a nossa música - Lennon e McCartney", disse Starr.
Ele diz que não tem nenhum problema que citam seus companheiros de idade em suas canções: "Peace Dream" é sobre John Lennon, e "Y Not" tem tablas, Hansen, que tomou como uma alusão a George Harrison.Este último não é, mas Starr diz que gosta da idéia.Ele também usa linhas de canções antigas como "Free" e "Don't Come Easy" nas letras de suas canções novas.

A grande questão
Depois de obter o sinal de que o tempo se esgote para a entrevista, Starr pede, "OK, qual é a grande questão?"
Hansen flutua esta idéia: Quatrocentos anos a partir de agora, as pessoas vão ainda estar a ouvir Mozart, Beethoven e os Beatles?
"Bem, sim, eu tenho que concordar com isso", disse Starr."Eu acredito que a música vai estar indo para baixo ainda. Fizemos esses registros um bom tempo atrás, e continuamos a colocar os mesmos registros fora porque não estamos fazendo nenhum novos.Os jovens estão interessados na música deles. Eles não estás interessado na MOP-tops e botas Beatles e ternos.Está tudo para baixo a música agora - é o que eles ouvem, e isso é o que eles amam ".

fonte:http://www.npr.org/templates/story/story.php?storyId=122620250

"The Beatles: Rock Band": Ringo não consegue jogar o game


Ringo Starr revelou que não consegue jogar o game "The Beatles: Rock Band", apesar de ter tocado bateria nas gravações originais.
O músico - que foi o baterista dos Fab Four - tentou bater nas peles virtuais, mas está penando para reproduzir suas partes no mundo virtual. Disse Ringo: "Eu sou uma verdadeira porcaria nisso. Nós tentamos quando eles estavam desenvolvendo o game e eles traziam todos esses gênios para jogar. É frenético demais pra mim."
Ringo, 69, acha que é muito velho hoje em dia para dominar os videogames e prefere deixar a diversão para as gerações mais jovens. Ele ainda disse para seu entrevistador, em um talk show na TV: "a parte gráfica é demais, eu amo o game e eu amo a música. Mas é para os jovens."
Ringo, aliás, não é o único membro do lendário grupo que não consegue se entender com o jogo. O baixista Paul McCartney declinou a chance de recriar seus maiores hits no jogo, mas seus netos, Arthur, de dez anos, e Elliott, de sete - os filhos de sua filha Mary - amam o game.
O produtor de criação Giles Martin - filho do produtor dos Beatles, Sir George Martin - disse: "Paul segurou o instrumento e lhe perguntaram se ele queria jogar. Ele disse: 'pra ser honesto, eu já estava na banda da primeira vez.'"
"Eu estava nos estúdios da Abbey Road quando Paul estava lá. Ele estava com suas filhas Beatrice e Mary, que também trouxe seus filhos, e eu perguntei aos meninos: 'vocês querem jogar e fingir que são seu avô?' Eles adoraram."

domingo, 17 de janeiro de 2010

Yellow Submarine 41 anos


Esse blog foi criado em agosto de 2009,então não pude falar sobre os 40 anos do Yellow Submarine,mas não esqueci.
Yellow Submarine é o álbum trilha-sonora lançado pelos Beatles, que corresponde ao filme de mesmo título. Em contraste com a recepção do filme pela crítica, este é considerado o disco mais fraco dos Beatles e o único disco a não alcançar o 1° lugar nas paradas nos EUA e no Reino Unido (a melhor posição foi o 2° lugar, curiosamente como o “Álbum Branco”, lançado 2 meses antes, em 1° lugar). Porém esse disco não é considerado pelos Beatles como um disco de estúdio, já que somente as seis músicas do lado A são do grupo e apenas quatro delas são inéditas e ainda assim foram gravadas entre 1967 e 1968.Foi lançado nos Estados Unidos dia 13 de janeiro de 1969 e na Inglaterra no dia 17 de janeiro de 1969.

Curiosidades sobre as Músicas.
'"Yellow Submarine"'(Lennon/McCartney) – Paul McCartney morava com Jane Asher e foi lá que ele teve a inspiração para a música. “Eu procurava algo para Ringo cantar, então decidi fazer uma canção simples com poucas notas e vocal simétrico. Comecei a bolar toda a história sobre um marinheiro e seu submarino colorido, que depois passei para um submarino amarelo.” Paul estava tentando completar a primeira de muitas idéias irreverentes que teria: Um tema infantil.McCartney)
As gravações foram um dia de festa no estúdio 2 do Abbey Road, quando Neil Aspinall e Mal Evans ,os roadies e companheiros de banda, saquearam o “trap room”, uma sala cheia de tranqueiras do escritório e trouxeram sinos de navio, correntes, sinos de mão do tempo da guerra, apitos, buzinas, latas, máquinas que imitam sons de vento e de tempestades e até uma banheira que foi enchida com água. Tudo para produzir os efeitos da música. Trouxeram Brian Jones dos Stones, Marianne Faithfull e Pattie Harrison (esposa de George) para chacoalhar tudo que podia fazer barulho. A música foi gravada em 1966 e também está no disco “Revolver”.
"Only a Northern Song" (Harrison) – George Harrison conseguiu ter um pouco mais de espaço nesse disco com 2 músicas no total de 6 (bom número pelas proporções). A música foi gravada em 1967 e ficou de fora do disco “Sgt Peppers”, segundo Geoff Emerick, pelos outros membros, por acharem que a música não servia aos propósitos da concepção do disco. Uma das músicas mais psicodélicas gravada pelos Beatles, contando com trompetes distorcidos, um órgão com reverb, piano revertido e um xilofone. Um “mellotron” também pode ser ouvido e a música ganhou uma nova roupagem no “Anthology” e na reedição do disco “Yellow Submarine” em 1999.
A letra é mais um desabafo e crítica de Harrison tanto sobre o preconceito e desrespeito ao povo de Liverpool (“É apenas Uma Canção do Norte”) quanto a empresa no qual Lennon/McCartney eram vinculados e omissos, a Northern Songs Published, e as canções de Harrison eram consideradas “músicas contratadas”. No refrão ele diz: “It doesn't really matter what cords I play/What words I say/Or time of day it is/As it's only a northern song” ou “Não importa os acordes que eu toco/Ou as palavras que digo/ Ou qual hora ou dia é hoje/É apenas uma canção da Northern Songs” ou “Apenas uma canção do Norte”.
"All Together Now" (Lennon/McCartney) – Está canção composta por Paul (introdução e refrão) e John (middle-eight) e foi mais uma música baseada em canções infantis. Paul imaginou marinheiros cantando enquanto trabalhavam numa embarcação: “Sail the ship/Chop the tree/Skip the rope/Look at me” ou “Remem o barco/Corte a árvore/Içar as cordas/Olhe pra mim”.
A música foi gravada em 12 de maio de 1967 em apenas 6 horas. Em um ritmo de “skiffle”, Paul toca o baixo acústico enquanto John toca banjo, George toca harmônicos e faz os backings, buzinas de carros e Ringo com a bateria peculiar do estilo. A música aparece durante o filme e após com os Beatles em “live-action” cantando.
"Hey Bulldog" (Lennon/McCartney) – Rock & roll enxuto liderado por um riff de piano, composto por John e gravado em maio de 1968 durante as gravações do compacto de “Lady Madonna”. Geoff Emerick disse: “Durante aquelas gravações foi a última vez que vi eles tocando juntos, num sentimento dinâmico de entusiasmo e compaixão... Depois disso eles foram para Índia e tudo desmoronou”. A música iria se chamar “Hey Bullfrog” (em alusão a uma raça de cachorro que parecia um sapo), mas Paul ficou latindo sem parar e cantando “Bulldog”, então decidiram mudar o título. Paul McCartney não grava com seu famoso baixo Hofner por querer um som mais linear e pesado.
"It’s All Too Much" (Harrison) – Canção gravada pouco depois do lançamento de “Sgt. Peppers” em 1967, e pronta a entrar em “Magical Mistery Tour”, mas mais uma vez boicotada pelos companheiros de banda. A música foi gravada no estúdio “De Lane Lea”, e uma das poucas músicas fora do estúdio Abbey Road. Com um ar psicodélico e uma microfonia inicial muito bem trabalhada lembrando a introdução de “I Feel Fine”, foi compactada para 06:28 mas a versão original tinha aproximadamente 8 minutos. Com George nas guitarras, órgão e baixo, John nas guitarras e Ringo na bateria, (essa gravação não contou com Paul) a música é uma homenagem para Pattie, sua esposa e conta com algumas referências durante a música: “With your long blonde hair and your eyes of blue” extraído de “Sorrow” da banda The Merseys e as linhas de trompete são facilmente identificadas como “Prince of Denmark's March” ou “Trumpet Voluntary” de Jeremiah Clarke. No filme são exibidas frases diferentes da música, extraídas da versão de 8 minutos.
"All You Need Is Love" (Lennon/McCartney) – Essa música composta por John Lennon, quebrou uma grande barreira ao ser executada pela primeira vez no “Our World”, o primeiro link televisivo transmitido para mais de 26 países e visto por mais de 400 milhões de pessoas no dia 25 de junho de 1967. A BBC pediu que eles escrevessem uma mensagem para o mundo, e segundo a “Rolling Stone” essa é a melhor canção de todos os tempos (em algumas de suas listas). Há uma certa controvérsia se a música foi feita especialmente para a transmissão, George Martin e Ringo Starr acreditam que sim, porem Paul acha que “a música já estava lá, só esperando uma boa oportunidade.”
A canção é recheada de referências: a introdução francesa de “La Marseillaise”, “Greensleeves”, “In The Mood” de Glenn Miller executado com saxofones, “She Loves You” cantado espontaneamente por John Lennon, além das palavras “Yes, you can” e “Yesterday”, outra citação ao passado. George Martin ainda acrescenta passagens de “Brandenburg Concerto n° 2”. Durante a transmissão, Lennon estava tão tenso que Paul colocou uma rosa na orelha a fim de descontrair e relaxar John. Amigos e parentes participam dos corais: Mick Jagger, Kim McLagan, Keith Moon entre outros.
O lado B do disco são trilhas musicais compostas e orquestradas pelo produtor da banda George Martin, sendo elas "Pepperland", "Sea of Time", "Sea of Holes", "Sea of Monsters", "March of The Meanies", "Pepper Land Laid Waste" e '"Yellow Submarine in Pepperland"' essa última com participação da dupla Lennon/McCartney. Segundo John Lennon, ele odiou o trabalho feito por Martin e disse ser desnecessário usar o nome dos Beatles para produzir "aquela porcaria horrível, para impressionar amantes de música clássica". John também achava que Martin era mais um daqueles que queria ser o "quinto beatle" e injustamente referia-se a ele como "essas pessoas que acham que nos fizeram musicalmente."

Curiosidades
A máquina registradora usada nos efeitos da música “Yellow Submarine” foi a mesma usada posteriormente na música Money da banda Pink Floyd.
“Baby You're a Rich Man”, foi feita para o filme, porém acabou entrando como Lado B do compacto de "All You Need Is Love" e posteriormente em “Magical Mistery Tour”. As versões em EP têm "Lucy in the Sky With Diamonds” como bônus.
A música "All You Need Is Love" foi executada em 2 de Junho de 2002 durante o Jubileu de Ouro da Rainha Elizabeth II, mas ao invés da introdução do hino francês, foi executado “God Save the Queen”, o hino inglês.
Após o lançamento do filme, os Beatles adoraram e se arrependeram de não terem feito as vozes originais, agendaram uma reunião para relançar com as vozes, mas com o final da banda esse projeto não foi pra frente.

John Lennon no VH1 Classic


(RTTNews) - Um episódio de John Lennon está entre aqueles previstos para a série Behind the Music Remastered ,que vai estrear no VH1 Classic no próximo mês.
No episódio anterior do Behind the Music,o ex-Beatle - John Lennon: The Last Years - centrou-se quase exclusivamente nos meses que antecederam a sua morte. Estreou em 2000. O episódio Remastered contará com cenas adicionais e entrevistas.

Paul McCartney no Critic Choice Awards


Paul McCartney fez uma aparição no 15th annual Critics' Choice Movie Awards realizada no Hollywood Palladium em 15 de janeiro de 2010 em Hollywood, Califórnia.Ele estava acompanhado por Nancy Shevell. Os dois foram apresentados no site VH1.com e em todo o webcast de 2 horas em contraste com a transmissão de TV no canal VH1, onde Paul foi mal mostrado.
A popularidade de Paul entre as celebridades estava em alto nível pois foi evidente e constantemente vinha pessoas até sua mesa para apertar a mão ou tirar fotos com ele.
Paul não venceu a categoria de melhor canção para sua canção "(I Wanna) Come Home" do filme de Robert De Niro "Everybody's Fine",apesar que ele teve 65% dos votos on line e enquanto o vencedor do prêmio,a música "The Weary Kind" de Ryan Blingham e T-Bone Burnett do filme "Crazy Heart" teve apenas 5% dos votos on line.

photos:http://www.zimbio.com/pictures/VqXfIcEdzMV/15th+Annual+Critics+Choice+Movie+Awards+Arrivals/OIkqZzHdHsh/Paul+McCartney

fontes:http://www.bfca.org/ccawards/2009.php