segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Stevie Wonder relembra a noite onde aconteceu uma Jam session com John e Paul em 1974.

Depois de uma separação amarga e textos explicativos desagradáveis em seus álbuns solo,os ex Beatles John Lennon e Paul McCartney passaram uma noite tocando juntos em Los Angeles. Tornou-se uma lenda - e não havia outra lenda da música lá quem se lembra de tudo.
Conversando com VMan Magazine, Stevie Wonder lembra daquela noite de rock.
"Eu estava no Studio B, e eles estavam no Studio A, no Record Plant, e eles estavam tocando, colocando coisas para o baixo, colocando faixas diferentes, tentando chegar a algo, na verdade, apenas se divertindo", disse Wonder à revista."E eu acho que nós fizemos "Stand by Me" juntos, só sendo louco. Foi engraçado. Acho que Phil Spector, também estava lá. Eu não consigo lembrar de onde estávamos, mas eu estava no banheiro ou algo assim e Eu estava cantando e ele disse: 'Cala a boca! " e eu estava, "Foda-se você! '"
Foi apenas uma das muitas vezes que Wonder e Paul McCartney se reuniram, mas ele também tinha um relacionamento com Lennon antes de sua morte prematura em 1980, que foi além da música.
"Toda vez que nos vimos, havia respeito e amor definitivo. Eu simplesmente amei o seu coração. Eu só gostava de seu desejo de querer ver a paz, a querer ver as pessoas se reunissem e vivessem juntas e fazer deste mundo um lugar melhor. A última vez que eu vi, eu lembro que ele estava trabalhando no último álbum e que ele e Yoko estavam juntos de novo, e, você sabe, era apenas uma coisa boa. "
Essa noite aconteceu em 1974 no estúdio Record Plant em Los Angeles e estavam tocando eram John Lennon no vocal e guitarra;Paul McCartney no vocal e bateria;Jesse Ed Davis na guitarra;Harry Nillson no vocal;Stevie Wonder no piano elétrico;Bobby Keys no saxofone;Mal Evans no chá e May Pang como simpatia.Essas gravações sairam num conhecido bootleg chamado A Toot And A Snore in '74.

fonte:http://www.huffingtonpost.com/2011/02/26/stevie-wonder-lennon-mccartney_n_828612.html

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Autógrafos de Lennon & Yoko de 1968 irão a leilão

Autógrafos de John Lennon e Yoko Ono, obtido em Co Mayo mais de 40 anos, será leiloada na próxima semana.
A  Sheppard’s Irish Auction House tem valorizado uma página tendo ambas as assinaturas de 500 € a 800 € para o leilão na próxima quarta-feira à tarde em Durrow, Co Laois.
O leiloeiro Michael Sheppard disse que os autógrafos estavam sendo vendidos por um homem de Mayo que, como um adolescente, o casal pediu para assinar o seu livro de autógrafos durante a sua visita em 1968.
Naquele verão, o Beatle John Lennon e a sua companheira Yoko Ono permaneceram no Great Southern Hotel em Mulranny. Sr. Sheppard disse que o adolescente tinha "empolgou a si mesmo" e ido para o hotel em 23 de junho para pedir os autógrafos e descobriu que o famoso casal eram "tão doce como o bolo".
Lennon estava visitando Mayo porque ele tinha comprado Dorinish, uma ilha de 19 acres desabitada em Clew Bay, no ano anterior. Ele tinha supostamente queria construir uma casa na ilha para usar como um recuo, mas o plano nunca se materializou.
Em vez disso, em 1970, ele recebeu permissão para posseiros com sede em Londres e "ativista em direitos de terra" Sid Rawle usar a ilha.
Rawle estabeleceu uma "colônia hippie" em Dorinish que durou dois anos.O 25-strong group,conhecido como o "Diggers", provocou grande publicidade e foi uma considerável controvérsia na época.
Lennon foi assassinado em Nova York em 1980.E Ono posteriormente vendeu Dorinish a um fazendeiro local e reverteu para pastoreio de ovinos.

Há um tempo atrás falei sobre essa ilha que Lennon iria viver os seus dias de descanso,pode rever aqui.

fonte:http://www.irishtimes.com/newspaper/ireland/2011/0226/1224290927550.html

'Concert for George' é exibido on-line para celebrar aniversário do ex-beatle

Se estivesse vivo, George Harrison completaria 68 anos nesta sexta-feira (25). Para celebrar a data, o site oficial do músico exibe o DVD "Concert for George" na íntegra, em streaming, até as 4h (horário de Brasília).
Organizado por Olivia Harrison, viúva do cantor, e pelo guitarrista Eric Clapton, o show foi realizado no Royal Albert Hall, em Londres, em 2002, um ano após a morte de George em consequência de um câncer.
Além de Clapton, presente em quase todos os números, a apresentação contou com uma série de participações especiais, entre elas Paul McCartney, Ringo Starr, Tom Petty, Jeff Lynne, Ravi Shankar, Tom Petty & The Heartbreakers, Billy Preston, o grupo de humoristas britânico The Monty Pythons e o filho de George, Dhani Harrison.
O show será lançado em blu-ray e download digital em 22 de março — o blu-ray contará com dois discos e vai incuir a apresentação completa, além de entrevistas, ensaios e cenas de bastidores.
Veja o repertório completo de "Concert for George":
1. "Your eyes", Anoushka Shankar
2. "The inner light", Jeff Lynne & Anoushka Shankar
3. "Arpan", Conducted by Anoushka Shankar
4. "Sit on my face", Monty Python
5. "The lumberjack song", Monty Python with Tom Hanks
6. "I want to tell you", Jeff Lynne
7. "If I needed someone", Eric Clapton
8. "Old brown shoe", Gary Brooker
9. "Give me love", Jeff Lynne
10. "Beware of darkness", Eric Clapton
11. "Here comes the sun", Joe Brown
12. "That’s the way it goes", Joe Brown
13. "Horse to the water", Sam Brown
14. "Taxman", Tom Petty and the Heartbreakers
15. "I need you", Tom Petty and the Heartbreakers
16. "Handle with care", Tom Petty and the Heartbreakers with Jeff Lynne & Dhani Harrison
17. "Isn’t it a pity", Billy Preston
18. "Photograph", Ringo Starr
19. "Honey don’t", Ringo Starr
20. "For you blue", Paul McCartney
21. "Something", Paul McCartney & Eric Clapton
22. "All things must pass", Paul McCartney
23. "While my guitar gently weeps", Paul McCartney & Eric Clapton
24. "My sweet Lord", Billy Preston
25. "Wah wah", Eric Clapton & Band
26. "I’ll see you in my dreams", Joe Brown

fontes:http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/02/concert-george-e-exibido-line-para-celebrar-aniversario-do-ex-beatle.html ou http://www.musicnewsnet.com/2011/02/concert-for-george-streaming-live-on-harrisons-birthday.html

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

George Harrison faria 68 anos


Hoje,dia 25 de fevereiro,George Harrison se estivesse vivo faria 68 anos mas para nós fãs uma estrela nunca se apaga pois ela é eterna.Algumas frases que ele disse ao longo da vida que marcaram a sua personalidade:
-"Depois de tudo o que fizemos para a Inglaterra, que vendem de veludo e jeans tudo o que recebemos foi um pouco de estanho em um pedaço de couro." (quando receberam a medalha MBE em 1965)
-"Todo o mundo é um bolo de aniversário, pode pegar um pedaço, mas não muito."
-"Enquanto você odeia, haverá pessoas a odiar."
-"Eu queria ser bem sucedido, e não famoso".
-"Eu vou desistir deste tipo de loucura de turnê, certamente, mas tudo da música baseia-se na música. Não, eu nunca vou parar a minha música."
-"Os Beatles salvaram o mundo do tédio."
-"A melhor coisa é abrir os jornais e não encontrar-se neles."
-"O mundo usou-nos como desculpa para enlouquecer." (sobre os Beatles)
-"Nós éramos os Spice Boys." (sobre as Spice Girls)
-"Quando você enxergar além de si mesmo, então você pode encontrar, a paz da mente está esperando lá."
-"Com o nosso amor, nós poderíamos salvar o mundo."
-"Você tem tantas vidas quanto você gosta, e mais, mesmo que você não quer."

FELIZ ANIVERSÁRIO GEORGE!!

fonte:http://www.icelebz.com/quotes/george_harrison/

Ringo Starr participa do novo álbum de Ben Harper

Em um anúncio de seu novo álbum "Give Till It's Gone", Ben Harper revelou que co-escreveu com Ringo Starr e que toca em duas faixas, "Spilling Faith" e a instrumental "Get There From Here". O álbum será lançado no dia 17 de maio pela Virgin Records.

Paul McCartney põe amor, raiva e tristeza no ballet de Nova York

LONDRES - Paul McCartney está dando os retoques finais à sua primeira composição original para dança. O ex-Beatle anunciou nesta quinta-feira a colaboração com Peter Martins, mestre do Balé da Cidade de Nova York, na criação de um novo trabalho que a companhia vai estrear em 22 de setembro.
"Sempre me interesso por novos rumos, coisas com as quais não trabalhei antes", disse McCartney em seu site na Internet, "Fiquei interessadíssimo na ideia. Quando voltei para a Inglaterra, depois de me reunir com Peter, comecei a compor, e agora estou nos estágios finais da partitura orquestral."
De acordo com o New York Times, a obra é uma história de amor intitulada "Ocean's Kingdom", com duração de cerca de 45 minutos divididos em quatro atos. O elenco terá de 40 a 45 bailarinos, com quatro ou cinco nos papéis principais. A primeira apresentação será no teatro David H. Koch Theater, sede da companhia.
McCartney disse ao jornal que é "basicamente uma história romântica" envolvendo dois mundos: o reino do oceano, que representa a pureza, e o reino da terra, habitado por "gente do mal, por assim dizer".
McCartney compôs a trilha para a produção, enquanto o compositor John Wilson ajudou com a orquestração final. Martins é o responsável pela coreografia. O ex-Beatle disse que esse tipo de trabalho difere muito da composição de canções, por ser um exercício mais abstrato de expressão de emoção pura.
"Você tem medo, amor, raiva, tristeza com os quais mexer, e achei isso altamente instigante e desafiador", afirmou.
Martins e McCartney se conheceram em um evento de gala da Escola Americana de Balé em 2010 e começaram a discutir a possibilidade de trabalhar juntos.
"Como o resto de minha geração, cresci como fã enorme dos Beatles, então fiquei muito emocionado de conhecer Paul McCartney", disse Martins, "Depois de conhecê-lo um pouco, e ciente do enorme gosto que ele tem em compor música clássica, perguntei se estaria interessado em criar algo para o Balé da Cidade de Nova York, e estou extasiado porque ele concordou em compor para nós."
Paul McCartney, 68 anos, é um dos compositores mais bem-sucedidos na história da música pop, especialmente em função de sua participação nos Beatles. Desde que a banda se desfez ele passou a diversificar sua atuação, e em 1991 lançou-se na composição de música clássica com "Liverpool Oratorio".

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Turnê Européia de Ringo Starr em 2011


Ringo Starr e sua All Starr Band irá fazer uma turnê pela Europa nesse ano no verão e isso foi confirmado em seu site e aqui no blog.
E começa aparecer algumas datas,como na reportagem do video acima da Tv Holandesa onde fala que Ringo tocará num festival de blues chamado Bospop no dia 09 de julho de 2011.O festival acontece nos dias 8, 9 e 10 de Julho, em Weert.O ano passado marcou o seu trigésimo aniversário do Bospop incluindo Toto, Billy Idol, The Cranberries e John Fogerty.Antes disso,ele estará comemorando o seu aniversário na Alemanha em Hamburgo no dia 07 de julho,provavelmente fazendo um show.
O site sueco Liseborg.se está relatando que Ringo Starr e sua All-Starr Band vão tocar no dia 10 de junho na cidade de Gotemburgo em sua próxima turnê européia.
Representantes de Ringo Starr, no entanto, dizem que a data ainda não foi confirmada e paradas turísticas e outros detalhes ainda estão sendo trabalhados. A programação da excursão completa será anunciada quando for finalizado.
O artigo também sugere que Ringo vai usar a mesma All-Starr Band, como fez em sua turnê de 2010 dos Estados Unidos, mas que não foi anunciado.
E de acordo com o Wog Blog,Ringo estaria confirmado para tocar na Noruega no dia 11 de Junho de 2011,um dia depois da Suécia.Outra data seria na Dinamarca,em Værket no dia 12 de junho.A última turnê de Ringo pela Europa foi em 1998.Isto quer dizer que pelos menos os meses de junho e julho,Ringo vai está ocupado tocando pela Europa e o novo álbum deve sair até maio pois para tocar as novas músicas nessa turnê.

Paul McCartney não está incomodado por artistas remixarem músicas dos Beatles

Paul McCartney diz que não liga quando os artistas fazem algum remix e mudanças nas canções dos Beatles.Depois de algumas reportagens onde relatos de problemas entre a EMI e Danger Mouse sobre o Grey Album,McCartney saiu para discutir o assunto.
"Eu não me importo quando algo parecido aconteceu com o Grey album, mas a coisa foi da mentalidade da gravadora", disse ele. "Eles não gostaram disso e eles colocaram um pouco de barulho um tributo e existem tantas covers dos Beatles, se eles são musicalmente bom ou não, como um compositor é uma homenagem. Existem algumas versões que se destacam. A maioria dos artistas negros, pessoas como Marvin Gaye (Yesterday) e Ray Charles (Eleanor Rigby). A melhor coisa é ter a sua música renovada por alguém incrível e pensando, uau, que podemos escrever isso?"

fonte:http://www.411mania.com/music/news/175535/Paul-McCartney-Isn%5C%5Ct-Bothered-by-Artists-Remixing-and-Mashing-Up-Beatles-Music.htm

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Video será transmitido em homenagem à George Harrison

O site oficial de George Harrison, www.georgeharrison.com, anunciou o filme "Concert for George" que será transmitido gratuitamente no site a partir das 08:00 am do dia 25 de fevereiro para 24 horas de tributo.
O concerto apresenta Olivia e Dhani Harrison, Ringo Starr, Paul McCartney, Joe Brown, Monty Python's Flying Circus, Ravi Shankar e muitos outros. É um evento agradável do aniversário em homenagem à memória de George e preciso ver se você nunca viu.

fonte:http://www.georgeharrison.com/

Fotos raras dos Beatles estarão em exposição

The Beatles Picture Show, no Old Stables Gallery ao lado do Diss Corn Hall, contará com imagens de alguns dos fotógrafos mais famosos da década de 60, incluindo Norman Parkinson, Terry O'Neill, Frank Hermann, Michael Ward, Harry Benson e Astrid Kircherr - o último dos quais fotografou os Fab Four em Hamburgo.
Fotografias de cada Beatle por Robert Whitaker também será mostrado ao lado de suas imagens, cartazes e filmes raros e células de desenhos animados originais do filme Yellow Submarine estará à venda.
A exposição gratuita irá acontecer a partir de 3 a 26 de março.
Visita à noite será no dia 3 de Março 18:00-19:45, seguido de uma exibição de filme biográfico Nowhere Boy às 20:00, que conta a história da adolescência de John Lennon e a criação dos Beatles.

Paul McCartney é flagrado dançando em show de Lady Gaga


Paul McCartney foi flagrado durante uma apresentação de Lady Gaga no Madison Square Garden, na noite de ontem, 21.
No video pode ser visto Paul dançando animadamente ao som de "Put Ya Paws Up" do show de Lady Gaga.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Os Beatles no topo da Top 10 das melhores bandas de rock

Os Beatles ficaram no topo de uma lista chamada Top 10 das melhores bandas de rock de sempre da Parade Magazine.Ficaram à frente do Led Zeppelin que não estão mais juntos nem gravando e tocando e dos Stones.Essa é ordem do Top 10:
1. The Beatles
2. Led Zeppelin
3. Queen
4. The Cars
5. Heart
6. Green Day
7. Journey
8. Santana
9. Rolling Stones
10. Motley Crue

fonte:http://www.starpulse.com/news/index.php/2011/02/21/the_top_10_best_rock_bands_ever_are e http://www.parade.com/celebrity/slideshows/editors-pick/facebook-rock-bands.html

Paul McCartney faz grande impressão de Tom Jones

Paul McCartney gosta de fingir que é Tom Jones quando ele deixa mensagens de voz para as pessoas.O ex-Beatle é um bom amigo da banda galesa Super Furry Animals, e até mesmo destacou a sua canção de 2001 chamada Receptacle for the Respectable.
O vocalista Gruff Rhys tem falado sobre como o grupo tornou-se amigo de Paul, revelando que se dão bem porque ele tem um senso de humor.
"Cian [Ciaran] do Super Furry Animals organizou [para Paul para trabalhar numa faixa]. Nós estávamos em uma cerimônia de premiação em 1999 e Cian percebeu que Paul McCartney era p ** cantor ao lado dele no mictório. Nós eram martelados e Cian estava lhe dando esse discurso, "Deixe-me fazer um remix de suas músicas, ele vai ser a melhor coisa que você já ouviu na sua vida", ele disse à revista Q. "Cian volta para a mesa com Paul McCartney e se apresentaram e ele foi bastante surpreendente. Mantiveram-se em contacto. Paul McCartney costumava telefonar-lhe todo o tempo e deixar mensagens respondendo como se fosse Tom Jones e as coisas"
Gruff e o resto da banda - composta por Huw Bunford, Guto Pryce, Dafydd Ieuan e Cian - ficaram emocionados quando Paul levou-os até a sua oferta e pediu-lhes para remixar algumas de suas canções. Ele ficou tão satisfeito com o resultado,que ele concordou em aparecer no Receptacle for the Respectable, onde ele é ouvido mastigando aipo e cenoura.
"De qualquer forma, a próxima coisa que soube que ele tinha nos enviado foi uma caixa de masters inéditas dos Beatles porque ele queria um remix.As fitas eram às interferências dos Beatles em estúdio ... Para retribuir o favor, que lhe perguntou se ele não se importaria de tocar no nosso disco", acrescentou.

fonte:http://www.musicrooms.net/showbiz/27100-paul-mccartney-does-great-tom-jones-impression.html e http://en.wikipedia.org/wiki/Rings_Around_the_World

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Ringo Starr de volta à cidade natal com um show

A lenda dos Beatles, principalmente agora morando em Los Angeles, foi memorável em 2008 depois de fazer a observação malfadada num talk show de Jonathan Ross.
Para piorar, o baterista tinha sido feito uma apresentação no dia anterior como convidado especial no lançamento da cidade de Liverpool como Capital Europeia da Cultura.Agora, Ringo, 70 anos, anunciou sua primeira turnê européia em mais de uma década com sua All Starr Band.
Seu show em sua cidade natal neste verão é obrigado a ser o mais aguardado de todos.
Starr também irá marcar o seu aniversário de 71 de 07 de julho, em Hamburgo, onde os "Fab Four" começaram o seu caminho. "Ringo não fez uma grande turnê na Europa em anos então sentiu que o momento era o certo. "O Liverpool está na agenda", diz uma fonte.
"Ele só fez esses comentários como uma brincadeira, mas tudo saiu do controle. Ele sempre terá um lugar no coração, é importante para ele fazer um bom show. "
Starr enfrentou uma reação furiosa em Liverpool depois de seus comentários e foi criticado por políticos locais e chefes de turismo. Uma escultura feita com folhagem foi decapitado. Entende-se que Ringo, que é casado com a ex-bond girl Barbara Bach, 63 anos, não visitou a cidade desde então.
Ringo diz: "Eu estarei em turnê pela Europa, da Rússia à Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, por toda parte. Espero ver meus fãs europeus como eu amo a Europa. "

fonte:http://www.express.co.uk/posts/view/230299/Ringo-Starr-Gets-Back-to-home-town-gig

Vendido mais um LP lacrado do "Yesterday and today"

O álbum mais famoso dos Beatles,foi vendido por mais de 26.000 dólares em um leilão.
O álbum era "Yesterday and Today", mas foi amplamente conhecido como o "Butch Cover".
Ela mostrava os Beatles com sangue respingado em partes de bonecas.
Todas as cópias deveriam ser destruídos. O que foi vendido no leilão foi de 26.290 dólares. Ainda está lacrado e em bom estado.

fonte:http://abclocal.go.com/kabc/story?section=news/entertainment&id=7968997

A arte de John Lennon nunca vista em exposição

A arte de John Lennon contará com estampas de desenhos originais feitos à mão de Lennon, a partir do arquivo de sua obra de arte pertencentes a Yoko Ono, a viúva, incluindo três desenhos inéditos capturando sua atuação como militante político e homem de família.
Power to the People retrata um homem adequado sobre um pedestal com um punho levantado e fechado, usando uma touca com espinhos, lembra a Estátua da Liberdade.
O quadro é confundido com data de cerca de 1972, quando Lennon e Yoko Ono,estavam algum tempo em Nova York, seu quinto álbum em conjunto, que incluía canções de protestos sobre temas sociais e políticos do dia.
O álbum também continha um encarte com um postal com um desenho de Lennon da Estátua da Liberdade ostentando um punho fechado no lugar de uma tocha flamejante, e Power to the People é acreditado para ser uma versão mais recente do que o desenho.
Outro desenho intitulado Dream Power retrata Lennon, usando óculos sua marca circular, sentado sob uma árvore com o braço em torno de Yoko nus e deitados.
A terceira foto, Family of Peace é um retrato em "tinta sumi" de Lennon, Yoko Ono e seu filho, Sean, que tinha cinco anos quando seu pai foi morto a tiros por Mark Chapman em frente ao seu apartamento em Nova York em dezembro de 1980.
O desenho é o pensamento até à data de algum tempo após 1977, quando Lennon viajou ao Japão para aprender a técnica complexa de desenho a tinta sumi.
Cada imagem é carimbado com o selo de Lennon com letras japonesas que se traduz: "Like a cloud, beautiful sound.(Como uma nuvem, o som bonito)"
Em uma homenagem à paixão do marido pela a arte, que farão parte do catálogo que acompanha a exposição, Yoko Ono disse: "Em sua vida, John Lennon, o artista manteve-se" um estranho "ao mundo da arte, principalmente por causa de sua fama como um "Beatle"e como ele era visto pelo mundo como resultado.
"John fez os seus desenhos com inspiração e velocidade, muito parecido como ele criou suas canções. Na maioria das vezes, os desenhos refletem seu humor.
"Junto com seu violão, caneta e papel parece ter servido como ferramenta ideal para expressar emoções complexas de John."
Enquanto Lennon é mais conhecido por sua música, suas realizações como artista surgiram antes de seu talento musical.
De 1957 a 1960, cursou o Instituto de Arte de Liverpool, mais tarde, abandonando a carreira de um artista para formar os Beatles, mas ele continuou a desenhar até à sua morte.
Jonathan Poole, o curador da exposição e um porta-voz da Bag One Arts, empresa de Yoko Ono, a publicação de arte, disse: "Muito poucas pessoas sabem o que um artista talentoso como John foi - eles apenas dizem respeito a ele como um músico.
"Mas grande parte da sua obra de arte mostra o que é um fantástico senso de humor que ele tinha e também comovente retratado do seu amor por Yoko e Sean."
Os três desenhos inéditos estarão entre 30 obras para serem vendidas como edição limitada em estampas, variando no preço de £ 800 a £ 2,500, na arte de John Lennon, que abre exposição no Hotel Mandeville em Londres, em 26 de fevereiro.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Um anônimo na capa do "Abbey Road"

Imagine um dia você decidi passear pelas ruas de Londres em um dia ensolarado,raro de acontecer por lá e vai conhecer os alguns pontos turísticos e percebe que sem querer acabou ficando para história da música.Isso aconteceu com Paul Cole que aparece em uma das fotos mais famosas do século 20 e, mesmo assim, não era muito conhecido. Ele pode ser visto na capa do álbum "Abbey Road", em pé, logo atrás dos BEATLES, observando-os.
Em uma entrevista dada em 2004 ao jornal "Scripps Treasure Coast", Cole explicou como ele foi parar ali, naquele exato momento.
De férias em Londres com a esposa, Cole, então morador de "Deerfield Beach", declinou o convite de sua mulher para entrar em um museu na famosa rua. "Eu disse a ela que já havia visitado museus suficientes e continuei: 'Você vai lá, dê uma olhada, não tenha pressa e eu ficarei aqui para ver o que está acontecendo do lado de fora'".
Estacionado do lado de fora, estava um carro da polícia. "Eu gosto de puxar papo com as pessoas", Cole disse. "Eu saí do museu e havia um policial sentado na sua viatura. Eu comecei a conversar com ele. Eu estava fazendo algumas perguntas sobre Londres, o controle do tráfego, coisas desse tipo. Só matando o tempo."
Eram 10 da manhã do dia 8 de agosto de 1969. O fotógrafo Iain McMillan estava em uma escada portátil no meio da rua, fotografando os BEATLES enquanto atravessavam, em fila única, a "Abbey Road". John Lennon em seu famoso terno branco, Paul McCartney descalço. A sessão de fotos durou apenas 10 minutos.
"Aconteceu de eu levantar os olhos e ver aqueles caras atravessando a rua, como uma linha de patos", Cole lembrou. "Um bando de malucos, eu os chamei assim, porque eles tinham um visual bem radical para a época. Não se andava em Londres com os pés descalços."
Mais ou menos um ano depois, Cole notou, pela primeira vez, o disco "Abbey Road" no toca-discos da família. Sua esposa estava aprendendo a tocar a canção "Something", de George Harrison, no órgão. Ao ver a foto de McMillan na capa do álbum, Cole se supreendeu.
"Eu estava com um casaco novo e tinha acabado de comprar um novo par de óculos", ele disse. "Eu tive que convencer meus filhos que era eu na foto. Eu disse para eles, 'Peguem a lupa, crianças, e vocês verão que sou eu.'"
* Paul Cole, vendedor aposentado, faleceu aos 96 anos em Pensacola, no dia 13 de fevereiro de 2008.

fontes:http://whiplash.net/materias/curiosidades/124712-beatles.html e http://www.tcpalm.com/news/2008/feb/15/30gtpaul-cole-man-on-beatles-abbey-road-cover/

Os Beatles são tema de curso de pós-graduação na Inglaterra


Na Inglaterra, os Beatles fazem parte do curso de pós-graduação da Liverpool Hope University. Uma canadense é a primeira a se formar em Beatles que, na verdade, é um curso muito mais abrangente sobre a cultura e a sociedade britânica na década de 60 do século passado.


Comentário:
Juro que ainda não entendi esse curso pois depois que você ganha o diploma vai arrumar emprego aonde?na Apple?

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Ringo Starr prepara um novo álbum e uma turnê pela Europa em 2011


Se você acha que uma pessoa chega aos 70 anos e vai ficar sentado em casa descansando,vendo a vida passar.Pois bem,Ringo Starr anunciou ontem em site oficial atravês de um video que está gravando um novo álbum e prepara uma turnê pela Europa neste verão em 2011.
Ele mencionou os países como Rússia,Espanha e Dinamarca e deve comemorar os seus 71 anos em Hamburgo na Alemanha.Lembrando que Ringo não faz shows pela Europa desde de 1998.
Estando disponível colocarei o video aqui e mais informações.

fonte:http://www.ringostarr.com/news.php

Feliz Aniversário Yoko Ono

Hoje,dia 18 de fevereiro,Yoko Ono fazendo 78 anos!Feliz Aniversário!

Ringo Starr em um evento beneficiente no Reino Unido

Ringo Starr, junto com Eric Clapton e amigos, Bill Wyman & The Rhythm Kings e outros, vão ajudar a comemorar o 25 º aniversário do Bunbury Celebrity Cricket Club Team em um evento de gala de 07 de maio no The Grosvenor House Hotel, em Londres.
O evento é para arrecadar dinheiro para instituições de caridade do The English School's Cricket Association, Crossroads Centre.Ringo irá realizar com o grupo do Bill Wyman "na companhia do DJ Lara", de acordo com um panfleto de divulgação do evento.

fonte:http://www.whereseric.com/eric-clapton-news/303-eric-clapton-bill-wyman-ringo-starr-help-celebrate-bunbury-cricket-clubs-25th-

Músico indiano tem uma gravação esquecida de George Harrison

Juntando poeira no sótão, uma gravação longa esquecida tem estado enterrado por mais de 40 anos, nunca tocou em público.
A faixa sem título de Aashish Khan em 1969, com a colaboração de George Harrison é pensado para ser a inspiração para a canção My Sweet Lord, lançado em 1970.A canção anterior é de seis minutos de duração, mas seu significado é muito maior do que a soma de suas partes: uma mistura de ragas de Khan está assombrando com intercaladas com a guitarra rock de Harrison.
Suas notas remetem tanto fascínio contemporâneo ocidental com a música clássica indiana e um crescente de música de fusão, dos quais 72 anos de idade de Aashish - o último de uma longa linhagem de músicos famosos da Índia - foi um pioneiro.
"Naquela época, as pessoas não sabiam a palavra "fusion"", diz ele, durante uma breve visita a Dubai.
"George e eu nos tornamos amigos, enquanto trabalhava em uma produção cinematográfica. Os cineastas queriam uma música baseada na música pop, então eu pedi sua ajuda porque eu não sabia o que era música pop. Ele tocou a introdução e um solo no meio na guitarra enquanto eu cantava. Foi baseado no fato de que todos somos filhos de Deus.
"O filme nunca foi [adequadamente] lançado e nem a canção. Talvez eu vou lançá-la um dia. É uma trilha linda e vai ser enorme."

fonte:http://www.thenational.ae/featured-content/home/middle-national-conversation/aashish-khans-long-lost-song-with-george-harrison

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

As músicas dos Rolling Stones com os Beatles


Desde dos anos 60,a imprensa já fazia sempre uma disputa dizendo que era melhor os Beatles ou os Stones,mas eles eram super amigos.Frequentavam as mesmas festas e um visitava o outro durante as gravações de cada álbum,como por exemplo Mick Jagger apareceu durante as gravações do álbum dos Beatles em 1966,o Revolver e no video promocional de A Day In The Life aparecem Jagger e Richards em 1967.
Pois bem,em 12 de junho de 1967, durante as sessões de seu álbum Their Satanic Majesties Request,John Lennon e Paul McCartney apareceram para fazer uma visita e nesse dia os Stones estavam gravando a música We Love You que era um agradecimento aos fãs pelo apoio quando eles foram presos por uso de drogas.John e Paul gravaram os backings vocals para essa música que foi lançada como lado A de um single.
Cantariam também nas faixas "Sing This All Together" e "Sing This All Together (See What Happens)" que estão no álbum  Their Satanic Majesties Request dos Stones.
O poeta beat Allen Ginsberg que estava nas sessões disse "Eles pareciam uns anjinhos!cantando juntos pela primeira vez!"
Em 1969 os Beatles estavam gravando a música You Know My Name (Look Up The Number) e quem apareceu durante a gravação era Brian Jones.que veio visitá-los na sessão e acabou fazendo um solo de saxofone.A música saiu como lado B do single Let it Be.
Essa participação de Lennon e McCartney nas músicas dos Stones não tiveram créditos.

Curiosidade:
Na música We Love You,que está também no álbum More Hot Rocks (Big Hits & Fazed Cookies) dos Stones se escuta no fim da faixa Lennon dizendo ""Your health! A sua saúde!" que foi removida da versão original do single.

fontes:http://en.wikipedia.org/wiki/We_Love_You e http://en.wikipedia.org/wiki/Their_Satanic_Majesties_Request

Colaboração:Eric Bourgouin correspondente do Canadá

O mistério da música Etcetera de Paul McCartney

Começando uma nova parte no blog,falarei sobre algumas músicas dos Beatles e vou começar pela raríssima música chamada Etcetera.
Uma das mais raras de todas as gravações dos Beatles era, Etcetera foi escrita por Paul McCartney, com Marianne Faithfull em mente, mas nem ela nem os Beatles jamais gravaram.
McCartney gravou um demo da música em um único take durante uma sessão de Mother Nature's Son, durante o qual também gravou Wild Honey Pie.
"Esta era uma canção muito bonita. Eu lembro que era uma balada e tinha várias vezes "etc" a palavra na letra. Eu só ouvi-la duas vezes: quando ele gravou e quando nós tocamos de volta para ele.A fita foi levada para longe e eu nunca ouvi falar dele desde então." 
Alan Brown,engenheiro de som do livro The Complete Beatles Recording Sessions,de Mark Lewisohn
Paul McCartney lembrou a canção em sua biografia autorizada, embora em termos menos favoráveis
"Eu conheci a Marianne então que era natural que eu seria convidado para escrever uma música em algum ponto. Eu escrevi uma música, mas não ficou muito boa.Foi chamada de Etcetera e é uma música ruim.Mesmo assim acho que me lembro de pensar que não era muito boa. Havia sempre a tentação de manter a sua música melhor para si e depois dar suas canções mais próximas com outras pessoas conhecidas, por isso, quando se tratava de alguém como Marianne, que na época era recém-chegada,não seria bom.
Suponho que, pensando nisso, depois de As Tears Go By talvez eles estavam à procura de mais uma espécie de Yesterday, algo mais pungente, mais barroco. Provavelmente eu pensei, bem, isso é realmente tudo o que tenho no momento. Vou enviá-la e espero que tudo OK, e talvez eles vão colocar uma coisa barroca nela e que vou fazer isso OK. Ela provavelmente fez Yesterday, porque pensei, Bem, pelo menos é melhor do que Etcetera."
Paul McCartney do livro Many Years From Now,de Barry Miles
McCartney é incomum e enfaticamente fez um julgamento severo de sua própria canção que parece curioso, principalmente porque é uma lembrança tão contraditório de Alan Brown. Além disso, seu desejo de que ele acabou em um resto de fita é estranho, dado a sua disponibilidade para abraçar normal nostalgia dos anos 60.
A cronologia dos acontecimentos em conta,McCartney acrescenta mais confusão. Marianne Faithfull fez uma versão de Yesterday que foi gravada em outubro de 1965, mais de três anos antes da demo de Etcetera ser gravada. Se McCartney realmente não gostava da canção, parece estranho para tê-la registrado durante as sessões do Álbum Branco, especialmente se ele não gostava dela.
Em outra parte da biografia, McCartney diz que Faithfull e Mick Jagger pediram Eleanor Rigby, depois de terem rejeitado Yesterday, antes da gravação do Revolver.
"Marianne estava muito mais interessado em Eleanor Rigby, mas eu tinha a dizer, 'Não,eu serei o único'", lembra ele no livro. Se isso for verdade, parece provável que Etcetera foi composta por volta de 1966 mais cedo.
Seja qual for a verdade, e se ou não McCartney minimizou deliberadamente a música por motivos pessoais, parece provável que a música continuará a ser perdida a menos que uma demo gravada por Faithfull venha um dia vir à luz.A fita foi tirada no final da sessão de 20 de agosto de 1968 pelo assistente de George Martin, Chris Thomas.

fonte:http://www.beatlesbible.com/songs/etcetera/

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Paul McCartney escreveu trilha para balé

RIO- Paul McCartney escreveu a trilha de um balé que será apresentado em Nova York e Londres. O ex-beatle falou ao jornal inglês The Sun que irá anunciar o projeto em algumas semanas.
"Tenho trabalhado em um espetáculo de balé faz um tempo. É um projeto muito emocionante para mim", revelou Sir Paul McCartney.
Detalhes sobre o espetáculo ainda não foram revelados, mas segundo relatos a produção terá abertura em Nova York para depois estrear na capital inglesa.

fontes:http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2011/02/15/paul-mccartney-escreveu-trilha-para-bale-923807888.asp ou http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/showbiz/bizarre/3411714/Sir-Paul-McCartney-writes-ballet-score-for-New-York-production.html

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Paul McCartney surpreso com o Grammy


Paul McCartney comentou em seu site oficial que ficou surpreso com o Grammy que ganhou no domingo por Melhor Performance Vocal de Rock Solo  por "Helter Skelter" do álbum Good Evening New York City,mas não pôde receber porque no mesmo dia estava no BAFTA,o Oscar Britânico premiando o filme O Discurso do Rei como melhor música original e disse:
"Foi uma grande surpresa para mim que veio no final da véspera do Dia dos Namorados depois que tinha acabado tarde o BAFTA com pós-show. Eu vi um texto dizendo "Você ganhou o Grammy!" Foi brilhante. Mesmo que eu não poderia estar lá este ano foi muito emocionante receber a notícia tarde da noite - fomos todos à loucura!"

fonte:http://www.paulmccartney.com/news.php#/2123/2011-02

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Paul McCartney entrega prêmio no BAFTA 2011


Paul McCartney compareceu junto com a filha Mary e a namorada Nancy Shevell ao BAFTA,British Academy of Film and Television Arts Awards 2011,o Oscar britânico onde o filme O Discurso do Rei foi o grande vencedor de 2011.
Paul subiu ao palco para entregar o prêmio para a Melhor música original e deu um pouco de impulso para suas músicas, bem, dizendo: "Algumas das melhores músicas já escritas vem dos filmes .... A Hard Day's Night .... Yellow Submarine" e depois anunciou o premiado que foi para O Discurso do Rei.Paul disse brincando "É um grande negócio quando alguém usa o seu trabalho em um filme. Eu, pessoalmente, telefono para o diretor e que ele sabe o quanto eu estou processando-os"
O roteirista Assron Sorkin disse "Normalmente eu já estaria empolgado por vir aqui. Mas, vejam, um Beatle estava sentado na minha frente"em referência a Paul McCartney.

fontes:http://www.hollywoodtoday.net/2011/02/13/bafta-2011-mccartney-gives-volume-to-kins-speech/ e http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/showbiz/bizarre/3409036/King-Colin-reigns-at-the-BAFTAs.html

Paul McCartney vence o Grammy 2011 por 'Helter Skelter'


Paul McCartney ganhou o Grammy Award 2011 de Melhor Performance Vocal de Rock Solo na noite de domingo.
McCartney foi indicado para "Helter Skelter", uma faixa de seu álbum "Good Evening New York City" tirado dos seus concertos no Citi Field. Também nomeados na categoria foram Eric Clapton, John Mayer, Robert Plant e Neil Young. Sua última vitória no Grammy em 1979,com os Wings "Rockestra Theme" na categoria de Melhor Gravação de Rock Instrumental.
McCartney foi indicado duas vezes para o seu CD "Amoeba's Secret" em 2008, mas não ganhou o prêmio. A primeira indicação foi para isso mesmo na categoria Melhor Performance Vocal de Rock Solo pela  "I Saw Her Standing There".Perdeu para John Mayer "Gravity". McCartney também foi indicado para Melhor Performance Vocal Pop Masculino por "That Was Me", mas perdeu para outra faixa de John Mayer, "Say".

fonte:http://www.examiner.com/beatles-in-national/breaking-news-paul-mccartney-wins-grammy-award

Os Beatles ganharam o Grammy 2011


No 53º Grammy Awards,Os Beatles ganharam o Grammy deste ano para Melhor Álbum Histórico (Jeff Jones & Allan Rouse, os produtores da compilação; Paul Hicks, Sean Magee, Guy Massey,Sam Okell & Steve Rooke, masterização - Capitol / Apple).
Esse prêmio é dado ao Melhor conjunto histórico pela caixa stereo dos Beatles.Realmente prêmio merecido pois fizeram um grande trabalho nessa caixa stereo e também na mono.

fonte:http://www.examiner.com/beatles-in-national/breaking-news-beatles-win-grammy-award