segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Há 45 anos,morria Brian Epstein

 
No final da noite de sexta-feira 25 de agosto de 1967,Brian Epstein havia retornado de seu retiro em Sussex. No dia seguinte, ele permaneceu em seu quarto, e pela manhã de domingo suas governantas estavam preocupadas com a sua aparência. 
Epstein havia convidado sua assistente Joanne Newfield, para passar o fim de semana em sua casa em Kingsley Hill, Sussex. Seu assistente Peter Brown e o chefe executivo da NEMS, Geoffrey Ellis, também tinham sido convidados. Na época os Beatles estavam em Bangor, norte de Gales, com Maharishi Mahesh Yogi. 
Epstein pediu a Newfield para trazer um amigo em comum, a cantora Lulu. No entanto, as duas mulheres tinham compromissos anteriores e recusaram a oferta de Epstein. No entanto, Epstein partiu de sua casa em Londres de bom humor na tarde de 25 de Agosto, e se juntou mais tarde, em Sussex com Brown e Ellis. 
Um jovem que Epstein esperava conhecer melhor não apareceu. Epstein ficou decepcionado com a perspectiva de ter de passar o feriado prolongado com dois amigos que ele viu com frequência, e após o jantar - durante a qual ele bebeu uma quantidade considerável - Epstein escolheu para dirigir de volta para Londres em seu Bentley conversível. 
Pouco tempo após a saída de Epstein, um táxi de Londres chegou ao Kingsley Hill contendo quatro pessoas que Epstein havia convidado. Embora surpreso que o anfitrião tinha deixado, eles se hospedaram a noite na casa, festejando com Brown e Ellis.
Após o almoço, no sábado 26 de agosto, Brown falou com Epstein no telefone.
"Ele chamou no final da tarde e estava falando com uma voz enjoada. Ele pediu desculpas por não voltar e talvez deixar-nos preocupado.Eu suspeito que, quando ele voltou para Londres, ele saiu, cruzou West End,e depois foi para casa. 
Pedi-lhe para voltar ao país. Mas não havia nenhuma maneira que ele poderia dirigir de volta, porque ele parecia muito ruim, e eu sugeri-lo ir no trem. Foi uma coisa improvável para ele fazer, mas foi a única coisa que eu conseguia pensar no momento." disse Peter Brown 
O mordomo espanhol de Epstein, Antonio, e sua esposa Maria, viu que seu patrão quando ele retornou na noite de sexta-feira, mas não ouvi nada dele no sábado.No dia seguinte eles ficaram preocupados. Eles não foram capazes de falar com Brown e Ellis, mas Antonio falou com Joanne Newfield. Ela pediu-lhe para não se preocupar, mas decidir ir para Chapel Street para verificar no início da tarde,às 13 horas.
"Eu Bati na porta e chamei seu nome. Eu chamei, "Atenda a porta. Você está aí? "E então eu fui para o meu quarto e eu tentei o interfone, e não houve resposta ...
Eu precisava de uma pessoa mais próxima e chamei o Dr. Cowan e não achei.Chamei Peter Brown de volta para que chamasse o médico John Galway e disse que viria até a casa,enquanto isso chamei tentei outras pessoas e chamei Alistair Taylor.
Então John Galway chegou e fomos até o quarto de Brian, até as portas externas. Antonio e John Galway quebraram as portas. Eu acho que, nesse meio tempo eu tinha chamado de volta.Então eu subi quando eles quebraram as portas.
Antonio e John Galway estavam e eu segui-los. Maria foi ficando para trás. As cortinas estavam fechadas e John Galway foi diretamente à minha frente. Eu podia ver parte de Brian na cama e eu estava totalmente atordoada. Eu sabia que algo muito ruim tinha acontecido. Então eu acho que John Galway me disse: 'Só espera lá fora. "Eu estava na porta. Poucos minutos depois, John Galway saiu. Eu nunca vi um médico tão branco. Nós eram todos brancos e sabíamos que Brian tinha morrido." disse  Joanne Newfield 
Enquanto isso, Brown estava esperando na linha telefônica. Galway informou que Epstein havia morrido, e Brown chamou David Jacobs, advogado e amigo de Epstein, que viveu em Brighton. Ele e Ellis seguida, partiram para Londres. 
O assistente pessoal de Epstein,Alistair Taylor chegou à casa. Aqueles que encontraram o corpo de Epstein ainda estavam em estado de choque.Eles atrasaram para chamar a polícia porque queriam primeiro ter certeza que não havia substâncias ilegais na casa.
Joanne Newfield ficou surpreso com as reações de Geoffrey Ellis e Peter Brown quando eles chegaram em Chapel Street.
Um inquérito encontrou a causa da morte por ser acidental, resultante de "auto medicamento exagerado 'do Carbitral, uma droga levada para auxiliar o sono.
Depois, os Beatles estavam no terreno da faculdade em Bangor após um almoço de domingo à tarde quando o telefone público em seu dormitório começou a tocar,às 16 horas. 
Depois de um tempo o telefone continuava a tocar, e Jane Asher entrou para respondê-la. Assistente de Brian Epstein, Peter Brown, que tinha sido dado o número pela Pattie Harrison, pediu para falar com Pau McCartney imediatamente e souberam da morte.

fonte: http://www.beatlesbible.com/1967/08/27/brian-epstein-dies/

Nenhum comentário:

Postar um comentário