sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Disco de ouro para o Revolver e autografado pelos Beatles vai a leilão

A Kings Auctions Inc em afiliação com California Estate Sales e Auction Gallery, anunciou que vai leiloar uma peça muito especial de memorabilia dos Beatles. Para o leilão será um disco de ouro do Revolver moldado com uma capa do Revolver que está assinado por todos os quatro Beatles. 
O item inclui duas autenticações forenses e irá ao leilão domingo,dia 7 de outubro às 08:00 da manhã. 
Estimativa é de $45,000 - $150,000,mas começando com $10,000. 
Dê uma olhada no site do leilão para ver mais fotos e mais informações para análise e licitação.

fonte: http://www.liveauctioneers.com/item/13178843_signed-beatles-album-authenticated-signaturesrevolver

12 comentários:

  1. Imagine que um disco autografado pode valer $ 10,000..Como disse Theodore Adorno
    é criar valor aonde não existe....
    Daqui a cinco anos vira lixo...


    ResponderExcluir
  2. Leiam o meu blog e descubram toda a verdade sobre a indústria cultural que criou os betales...

    bidous.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. o maior sucesso de george harrison pós beatles foi "my sweet lord" que é plagio da música ameicana He´s so fine" de 8 anos antes...e ainda foi processado..
    é disso que vocês gostam de plágios:
    leiam o meu blog:

    bidous.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. submarino amarelo é plágio de aida de verdi com toreador de carmem de bizet..
    george martin não mudou nem o andamento...

    bidous.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Vamos a outra descarado plágio de Lennon que “compôs” COME TOGETHER: acontece que, em dezembro de 1956, Chuck Berry havia lançado YOU CAN'T CATCH ME no filme Rock, Rock,Rock. E YOU CAN'T CATCH ME é a base de COME TOGHEHER , como bem o sabiam os bidous, de acordo com as declarações de paul mccartney. Transcrevo:-QUANDO ELE [REFERINDO-SE A LENNON] A TROUXE PELA PRIMEIRA VEZ, ERA UMA MUSIQUINHA BEM ANIMADA E EU LHE DISSE QUE SE PARECIA BASTANTE COM YOU CAN'T CATCH ME, DE CHUCK BERRY. JOHN RECONHECEU QUE PARECIA MESMO E EU DISSE: “BEM... FAÇA ALGUMA COISA PARA MUDAR ISSO”. SUGERI QUE TENTÁSSEMOS DESACELERAR O RITMO - O QUE FIZEMOS.”
    Só que o plágio perpetrado não deu certo e, devido a este “deslize”,Maurice Levy, detentor dos direitos autorais de diversas músicas de Chuck Berry (entre as quais YOU CAN'T CATCH ME) levou a questão à Justiça.




    Através de um acordo extrajudicial, john lennon se comprometeu a gravar três músicas do catálogo de Maurice Levy, inclusive YOU CAN'T CATCH ME, (que ele plagiara) e SWEET LITTLE SIXTEEN (que os beach boys transformaram em SURFIN’ U.S.A., outro descarado plágio). Também foram executados pelos bidous ROLL OVER BEETHOVEN e ROCK & ROLL MUSIC.





    ResponderExcluir
  6. I FEEL FINE e DAY TRIPPER são músicas inspiradas no mais consagrado dos consagrados riffs de Bobby Parker: “watch your step “ , o que, de certo modo o coloca como o tão decantado "quinto" bidou.

    Muitos acordos foram feitos debaixo dos panos, pois os artistas plagiados não tinham como reclamar, seriam retirados de cena e sabiam disso, já que quem controlava o ”show bis” era um grupo poderoso, então eles se contentavam em deixar os bidous gravar e recebiam algum por fora, quando recebiam...




    Veja a entrevista de Bob Parker: "foi um plágio: it was a rip off" !!!!!


    por isso o brasil não cresce


    leiam o meu blog

    bidous.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho um amigo bidoumaníaco que insiste em dizer que paul é gênio... gostaria de saber aonde esse gênio se manifesta. Quando observamos a apresentação de paul no estádio do Morumbi em 2011 (Brasil), verificamos que não é bem assim. Estamos no país dos ritmos e de grandes músicos, pessoas que tocam contrabaixo melhor do que ele você encontra nas esquinas. Quando ele pega no violão, ai é um desastre... não sabe nem arpejar as cordas, ele toca igualzinho a quando começou... e no país de Rafael Rabello, ele é uma criança no instrumento. É medíocre, dizem que canta em tons altos; os nossos sertanejos tem mais goela... O que sobra é a simpatia e o carisma, que logicamente ele precisa ter, por que a heater mill fez com que ele descesse à América tupiniquim, para ganhar uns trocos que ela arrancou com vontade... e nós os brasileiros, que somos conhecidos como bonzinhos, ajudamos a pagar a pensão da modelo ex de Paul... Lotamos o Morumbi, gastamos nosso dindin e ainda achamos o máximo!


    Quem chama paul de gênio precisa escutar Bach e Mozart, esses sim são gênios, já que após 3 séculos ainda nos deixam estupefatos, e quanto mais os escutamos, mais desvendamos segredos. Gênios são gênios, em qualquer época ou lugar, mas assim que paul se for não restará muito dos bidous, apenas o que a indústria cultural achar conveniente manter...



    Vamos ao gênio....paul cedeu à tentação do plágio e sua musicografia não nega.....

    Thomas Dekker (1570/1641),também conhecido como Thomas Decker ouThomas Deckar, foi um escritor inglês, autor de diversas peças, nas quais mostrou, sob sua peculiar ótica, os hábitos e costumes da vida inglesa nos Séculos XVI e XVII. Entre suas obras se destacam Old Fortunatus, Shoemaker's Holiday, Satiromastix e The Honest Whore. Muitos de seus mais importantes contemporâneos (Ford, Middleton e Jonson, por exemplo) foram seus parceiros e tal qual Jonnathan Swift, o autor das Viagens de Gulliver, também foi um panfletário.



    Sua mais famosa poesia é a berceuse GOLDEN SLUMBER, que foi apresentada, pela primeira vez na peça The Pleasant Comedy of Patient Grissill, em 1603. Entretanto, não foi a esta peça que à qual se deveu a popularização de seu mais famoso escrito.




    Somente após mais de quatro séculos se enferrujarem devido à oxidação do Tempo foi que GOLDEN SLUMBER veio a ser conhecida e imortalizada. Não na pessoa de Dekker, seu verdadeiro autor, mas através dos bidous que, com uma nova melodia, o acréscimo de uma estrofe e a supressão de uma outra, vivificaram-na..






    Sim. paul mccartney se apossou do trabalho intelectual deste seu conterrâneo e, assim, “compos” GOLDEN SLUMBERS (note um "s" final a mais, "a diferenciar").




    A poesia original e sua partitura constam de um livro nominado The Gray Book of Songs que, como amiúde é noticiado, paul mccartney conheceu na casa de seu pai. Compare as letras:











    GOLDEN SLUMBER

    (Thomas Dekker)


    GOLDEN SLUMBERS

    ((lennon/mccartney))




    Golden slumber kiss your eyes

    Smiles await you when you rise.

    Sleep, pretty lov'd ones, do not cry

    And i will sing a lullaby,Lullaby, Lullaby, Lullaby.





    Golden slumbers fill your eyes,

    Smiles awake you when you rise

    Sleep pretty darling do not cry

    And i will sing a lullaby











    De acordo com paul, sua “versão é uma alternativa para os bidous. Eis que, como sabido (segundo ele), o original se encontra em domínio público”. Contudo, sua justificativa não o exime da prática de plágio, eis que entre os autores de “sua” música não há citação a Dekker, o seu verdadeiro autor. O fato de uma obra estar em domínio público não significa que a mesma possa ser apropriada por qualquer um, em primeiro lugar porque o que é público é de todos, não de um.




    Mas pelo que sua musicografia parece indicar, paul é um provável criptomnético...


    ResponderExcluir
  8. No início de outubro de 2008, em Londres, paul mccartney lançou um disco nominado Electric Arguments, que foi gravado por ele e Youth (baixista do Killing Joke), seu parceiro no projeto Firemen. Foi o terceiro CD da dupla nesse trabalho.




    No referido ensaio paul mccartney executa todos os instrumentos, tal como o fez em seu primeiro disco solo (mccartney), lançado em abril de 1970.




    Em Electric Arguments há uma canção chamada LIGHT FROM YOUR LIGHTHOUSE, que é a prova viva da apropriação indevida de mais uma obra de terceiros, por parte de sir paul james.



    A canção original se chama LET YOUR LIGHTHOUSE SHINE ON ME. O refrão da cantiga não é de autoria de Paul, mas de “blind” Willie Johnson (1897/1945) que, entre 1927 e 1930 lançou quinze discos de 78 RPM, cada um deles com duas músicas (uma de cada lado). Ao depois de sua morte, em 1950, foi relançada toda a sua coletânea, então em vinil. Em 2009 eram mais comuns e disponíveis em MP3.







    Agora, voltando ao tema básico, compare o refrão de ambas as letras:














    LET YOUR LIGHT SHINE ON ME


    (“blind” Willie Johnson)







    LIGHT FROM YOUR LIGHTHOUSE


    (paul mccartney)





    Let it shine on me


    Let it shine on me


    Let your light from the lighthouse shine on me



    Oh let it shine on


    Oh let it shine on


    Let your light from the lighthouse shine on me










    A identidade lírica é inequívoca. Sir james acresceu um oh e suprimiu um me. O restante foi marcado com mais igualdade do que é parecido quando é cópia.
    Mas não só a identidade lírica é inegável. A música também é igual!
    paul se refere à “inspiração” de LIGHT FROM YOUR LIGHTHOUSE em LET YOUR LIGHTHOUSE SHINE ON ME, no encarte deste seu ensaio, mas não dá os devidos créditos na autoria.

    Para tanto, como em vezes anteriores de “inspiração”,Paul diz que a canção de Jonhson é baseada no folclore (o que não é verdade) e, deste modo, não há que se cogitar plágio. Só que a letra que Johnson elaborou é uma letra de sua autoria, não algo pertencente ao folclore. Com a música se dá o mesmo.

    Ah... em 23 de março de 2004 esta canção de "blind" Willie foi relançada no CD THE LADY KILLERS.

    Enfim, paul faz parte daquela elite dos que não plagiam, mas que se inspiram em inspirações alheias.
    Como é bom, na Inglaterra, ter as benesses de um Sir !

    ResponderExcluir
  9. Yesterday –plagio de música napolitana Ontem – Essa é melhor música para quem deseja se suicidar...

    O compositor Italiano Lilli Greco, afirmou que paul não compôs a melodia de yesterday (ontem) e sim que a roubaram de uma canção napolitana do século XIX (1895) cuja melodia possui características do quarteto.

    Em uma reportagem no diário Corriere Della Sera, brian epstein foi entrevistado e confessou que john e paul sentiam predileção especial por canções antigas de Nápoles.

    Outro dado que corrobora totalmente o plágio é que o gênio Paul, enquanto escrevia a letra, ao longo de oito meses, (a música foi inicialmente chamada de “Scrambled Eggs” (Ovos mexidos), saiu mostrando a canção para todo mundo perguntando se alguém já havia ouvido aquela melodia... (A história por trás das canções: TURNER, STEVE e Wikipedia)
    Ora meus amigos, gênios não saem mostrando suas músicas e perguntando se é plágio! Ele sabia que era plágio, e gênio não sai de “ovos mexidos” para “ontem”.... ponto.. e ainda por cima demorou oito meses para escrever essa letra.....convenhamos .

    O final da música “I wanna be your man”, dos bidous, de 1963, foi sugada de uma canção gravada pelos rolling stones, no mesmo ano. paul mccartney admitiu isso também, em sua biografia Many Years from Now, de Barry Miles.

    O desenho do contra-baixo de “I saw her standing there”, de 1963, também dos bidous, a linha de contra baixo foi todo tirado por paul mccartney da música “Talkin’ about you”, de Chuck Berry. Ele mesmo admitiu isso. Ele usou a mesma linha melódica no baixo de Boys, gravada no mesmo álbum, e mais tarde como solo de uma música dos bidous de 1968 – “Birthday”.

    ResponderExcluir
  10. “let it be” – nada mais é do que o Cânone de Pachelbel...... ouçam........

    yellow submarine” – Nada mais é do que a combinação do tema de Aida de Verdi com o Toreador de Carmen de Bizet. E a letra, mas que letra idiota...


    A bidoumania criou uma engraçada distorção do tempo: muitos fãs da banda tem a mais absoluta certeza de que o rock começou nos anos 60, que rock psicodélico e os hipies foram um fenômeno de 1967, que as manifestações estudantis começaram em 69, sempre seguindo a trajetória dos bidous. Esses fãs acreditam que os bidous foram os primeiros em tudo, quando na verdade foram os últimos em quase tudo... Só foram os primeiros no plágio!


    ResponderExcluir
  11. Pegue quatro idiotas selecionados de um grupo de 437 candidatos através de anúncio para um classificado de jornal com os seguintes dizeres “queremos quatro loucos entre 17 e 21 anos", tenha a parceria de uma rede poderosa de TV, no caso a NBC, coloque os quatro idiotas num estúdio, contrate músicos experientes para gravações e também arranjadores e forneça a eles músicas compostas por outros e outras deles, insira-os na mídia com séries de TV, faça um longa metragem, programas de entrevistas, grave diversos álbuns e pronto.....Com essa fórmula um grupo de 4 idiotas pode vender mais de 65 milhões de cópias de discos e você como produtor idem e transformar o que não têm valor em algo valoroso......


    Não!! não estou falando dos beatles estou falando dos monkees, você se enganou !! Alguma semelhança entre esses dois grupos ?? Acredito que se você completou o ensino fundamental consegue fazer diversas correlações. Por isso eu adoro os monkees, pois nada mais o fazem do que provar que os beatles foram forjados por uma indústria cultural, por isso gosto tanto deles...só isso...Os monkees foram criados imagem e semelhança dos beatles....quatro idiotas ....beatles é besouro = inseto e monkees é macaco = + evoluído ....Apenas um trocadilho de bichos....


    ResponderExcluir
  12. gente é muito plágio pra 4...
    viva the fool four

    ResponderExcluir