quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O álbum Ringo the 4th faz 35 anos

Ringo the 4th é o sexto álbum de Ringo Starr, lançado em 20 de setembro de 1977 no Reino Unido e 30 de setembro nos Estados Unidos.É, de fato, o seu sexto álbum de estúdio, mas o seu quarto álbum de rock. Ringo the 4th tem mais contexto dançante, não são típicos de Ringo Starr. 
História 
Depois da decepção comercial de Ringo's Rotogravure (1976), Ringo decidiu mudar sua fórmula de usar seus amigos músicos bem conhecidos (principalmente seus companheiros ex-Beatles) para escrever canções e aparecem em seus álbuns. Em vez disso, ele intensificou sua parceria com Vini Poncia, com quem escreveu várias das canções aqui apresentadas, ao usar a entrada de músicos diferentes. O álbum foi produzido por Arif Mardin. As fotos de capa foram da noiva de Ringo Starr, Nancy Lee Andrews. David Foster tocava teclado em algumas músicas, enquanto Melissa Manchester e Bette Midler apareceu ocasionalmente em backing vocals. 
Ringo the 4th foi reeditado em CD nos EUA pela Atlantic Records em 18 de Agosto de 1992,sem faixas bônus. 
A música "Wings" foi re-gravada anos depois e lançado no álbum Ringo 2012 e novamente como um single em 2012. 
Lançamento e Recepção 
Ringo the 4th foi um fracasso no seu lançamento, tanto comercialmente e criticamente. Nunca tocou nas paradas britânicas, o álbum mancando até # 162 nos EUA, antes de expirar. Pouco tempo depois, a Atlantic Records tirou Ringo Starr de sua lista. No Reino Unido,a Polydor cumpriu a sua obrigação contratual de três álbuns, seguindo-se com o álbum para crianças, Scouse the Mouse que contou Ringo, no papel principal, realizando a maior parte do material. 
O jornalista Peter Palmiere afirma em sua reportagem de capa da frente com Ringo para a revista DISCoveries em janeiro de 2003, que "Os críticos de música e público de compram discos levou o álbum como uma brincadeira para a voz de Ringo que não era adequada para a música disco com sabor a Ringo the 4th". Palmiere passou a reivindicar que o Ringo the 4th destruiu a carreira e que ele nunca se recuperou disso comercialmente.
Do single puxado de Ringo the 4thª, "Wings" e "Drowning in the Sea of Love", nem alcançou nas (nos EUA). No entanto, tanto destaque que é hoje, provavelmente, um dos álbuns de Ringo Starr mais procurados entre as raridades sobre o outro lado: "Just a Dream". A cópia de estoque dos EUA de "Drowning in the Sea of Love" é ultra rara e cópias de qualquer condição tendem a buscar uma bolada entre os colecionadores. Em países estrangeiros, outras canções foram lançadas como singles: "Sneaking Sally through the Alley" / "Tango All Night" (Australia) e "Tango All Night" / "It's No Secret" (Argentina).
Faixas:
 Lado A
1-"Drowning in the Sea of Love" (Kenny Gamble, Leon Huff) – 5:09
2-"Tango All Night" (Steve Hague, Tom Seufert) – 2:58
3-"Wings" – 3:26
4-"Gave It All Up" – 4:41
5-"Out on the Streets" – 4:29
Lado B
1-"Can She Do It Like She Dances" (Steve Duboff, Gerry Robinson) – 3:12
2-"Sneaking Sally Through the Alley" (Allen Toussaint) – 4:17
3-"It's No Secret" – 3:42
4-"Gypsies in Flight" – 3:02
5-"Simple Love Song" – 2:57

Comentário:
Para o jornalista Peter Palmiere,"nossa como a carreira de Ringo foi destruída!!ele sumiu!não faz mais shows e nem lança discos,não é?"

fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Ringo_the_4th

2 comentários:

  1. ma convenhamos, depois dos Beatles o sentimental journey e o beacoups of blues sao fraquissimos, o Ringo(1973) e fantastico, porem depois disso houve um hiato forte, bem dificil achar um bom album do Ringo ate a decada de 90, a partir do Vertical Man, todos os albuns do Ringo merecem ser ouvidos, todos muito bem produzidos, com muito esmero, muito cuidado, bem dosados em versatilidade e estilo. E convenhamos George, o Ringo The 4th faz parte dessa leva de discos beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem fraquinhos que o Ringo fez ate a decada de 90. Abracao. By Thiago Trota.

    ResponderExcluir