sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

A Capitol fala sobre a produção dos álbuns dos Beatles para 2014

A Capitol Records disse que tomaram muito cuidado para preservar as mixagens originais e únicas dos álbuns americanos que serão lançados sobre o novo "The Beatles: The U.S. Albums", chegando em janeiro. 
"Estes álbuns foram originalmente lançados entre 1964 e 1970 pela Capitol Records, Apple Records , e United Artists nos Estados Unidos ", disse um comunicado. "Estes novos lançamentos buscam replicar a experiência auditiva única ouvida pelos norte-americanos na época , preservando as seqüências ,horários e capas encontradas nos álbuns. Os engenheiros da Capitol nos anos 60 tiveram um grande cuidado para produzir o que eles acreditavam ser o melhor som possível para o equipamento de reprodução em uso naquele momento. " 
"Devido às limitações dos toca-discos,os engenheiros muitas vezes comprimiam o som aumentando o volume das passagens mais suaves e diminuindo o volume para as partes mais altas das canções. Eles também reduziam as frequências graves desde muito baixo que podia o disco pular . Em alguns casos,reverberação foi adicionado às faixas para torná-las mais som " americana ". 
(edição 2014)
"Na década de 60 , os álbuns eram comumente lançados em ambos os formatos mono e estéreo . Se nenhuma mixagem estéreo estava disponível para uma determinada música , Capitol seguia a prática da indústria do dia , criando um mix estéreo simulado. Isto foi conseguido através da execução do sinal mono através de dois canais , aumentando o baixo em um canal, ajustando os agudos no outro canal e , em seguida, executando os canais um pouco fora de sincronia e em alguns casos a adição de reverb .Estes foram muitas vezes chamados de ' mixes duofônicos ' . Em alguns casos, as mixagens duofônicas foram criadas mesmo quando mixagens em estéreo eram reais ou em breve estaria disponível no Reino Unido Esta foi provavelmente devido a cronogramas de produção e da disponibilidade das fitas analógicas originais. Cinco álbuns dos Beatles foram lançados pela Capitol , só em 1964 ! 
"Para algumas canções mono os engenheiros da Capitol criavam uma dupla mistura das mixagens em estéreo , misturando os dois canais estéreo discretos em uma mono , acreditando que isso iria adicionar mais potência ao som.Esses chamados mixes Tipo B Mono foram utilizados para alguns dos primeiros álbuns dos Beatles pela Capitol,incluindo muitas das faixas encontradas em ' Meet The Beatles ! ', ' The Beatles' Second Album ',' The Early Beatles 'e a trilha sonora ' Help! '. Muitas das canções utilizadas nos álbuns originais dos EUA foram feitas a partir de segunda, terceira e até mesmo fitas de quarta geração." 
A empresa diz que, na preparação dos álbuns para reedição , eles decidiram não recriar a partir das fitas originais da Capitol. 
 (edição 2014)
"Ao fazê-las teria sido a maneira mais fácil, ele não teria criado a melhor experiência possível de ouvir. Em um esforço para preservar as intenções originais da banda e os produtores , as masters utilizadas são , na maioria dos casos , o mesmo que os remasters estéreo e mono lançado em 2009 como parte do catálogo principal da Parlophone/Apple , todos aprovados por George Martin e os Beatles. Todos os mixes duofônicos foram substituídos por mixagens estéreo aprovados quando disponíveis e algumas mixagens mono nos poucos casos em que não exista um mix estéreo verdadeiro." 
Grande cuidado foi tomado para preservar as mixagens e edições específicas que tornam esses álbuns dos EUA únicos, disse a empresa. "Essas faixas, originalmente enviadas para os EUA por George Martin, foram remasterizados a partir das fitas masters originais analógica dos anos 60 nos EUA.Elas foram combinados com as masters britânicas aprovadas para reproduzir a mesma seqüência , a ordem, e os níveis como apresentados nos álbuns dos Beatles nos Estados Unidos. Os álbuns originais dos EUA foram usados ​​como modelos e definir a direção geral para o processo " .

Resumo feito pelo apresentador do programa Web Go The Beatles,Leonardo Conde:
- Aquelas músicas que estão em mixes exclusivos foram mantidas;
- As músicas que têm mix igual ao inglês foram substituídas pelo respectivo remaster inglês de 2009;
- As músicas originalmente em falso-stereo foram substituídas pelos mixes true-stereo.

6 comentários:

  1. O que a Capitol tenta produzir agora, foi o que o Dr Ebbetts fez com muita competência há uma década atrás.
    Lembro-me do "grã-fan" do Brasil, Mallagoli, comentar que não sabia o que o pessoal via de mais nas produções deste tal de Ebbetts (é que Mallagoli acha feio o que não é espelho).
    Antes de termos acesso aos remasters da vida, no final de 2009; tínhamos o prazer de nos deliciar com os CDs do Selo Ebbetts. E mesmo depois destes, ainda há dezenas de mixagens, em excelente qualidade, que só temos acesso com estes álbuns.
    Estou curioso de ouvir estes "novos" álbuns, mas suponho que depois de anos ouvindo os títulos americanos produzidos por Dr Ebbetts, esta caixa valerá mais pelos CDs prensados e pela arte de suas capas, do que propriamente pela NOVIDADE sonora.

    Cláudio Sales (Jacobina)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Claudio

      mas os de 2009 foram remasterizados a partir das fitas originais..o Dr Ebbetts não...pois só a Apple tem acesso as fitas originais...

      um abraço

      Excluir
  2. Isso e discussao pra horas e horas e horas em um topico sobre isso, ah, mas se o som do Dr. Ebbetts se trata de tecnologia inferior ? Por que na epoca a EMI nao mandaria a ele em 2009 uma carta com os dizeres de extremo agradecimento pelo trabalho dele, pela excelencia, pelo carinho, capricho e zelo com os lancamentos, por ajudar de maneira crucial a proliferacao do som dos Beatles no mundo, porem, a EMI estava vindo com os Remasters 2009, e seria bom q ele por gentileza retirasse o seu catalogo do mercado se nao...................E assim ele o fez, voltou em 2011 apenas para finalizar o que havia pra terminar em 2009 e encerrou suas atividades de vez, com os seus albuns se tornando os mais preciosos, importantes e procurados por toda a beatlegmania, hj seu catalogo pertence a fabrica FAB Productions(antiga e saudosa Vigotone). Me impressionei muito com a EMI no lancamento dos Anthology, tanto os cds em 1995-96 e a caixa de DVDs em 2003, com o cd Yellow Submarine Songtrack em 1999, com o Let It Be Naked em 2003, e PRINCIPALMENTE, com o Love em 2006. Achava que o padrao Remaster de 2009 iria sair naquele nivel do Love pra cima, mas nao, ao inves do remaster-remix, preferiram o remaster apenas. Por isso nao vejo nada do Ebbetts inferior aos mixes da EMI, hoje Universal. Meus boxes remasters Stereo e Mono estao zerados, novinhos. Ouvi cada CD apenas uma vez. Nada me impressionou ou me surpreendeu. Dai vem os ''puristas'', de que remixar soa como um crime, e vi ''puristas'' elogiando a colecao do John lancada em conta gotas pela Yoko ao longo dos anos 2000 a 2005, elogiando pelo REMASTER-REMIX e pelos bonus tracks por elas colocadas nos albuns em qualidade soberba, e os puristas desceram a lenha nela pois ela novamente relancou o trabalho do John em 2010 apenas o remasterizando ficando com um som inferior aos cds de 2000 a 2005 e muitos a tachando de burra. Se a Yoko e burra, os engenheiros de som da Apple sao um bando de jegues. Se somente a Apple tem acesso as fitas originais, parabens, estao fazendo pessimo uso delas desde 2009. By Thiago Trota.

    ResponderExcluir
  3. Gostem ou nao, sejam a favor ou nao, que venham os argumentos de que ''como um cd oriundo de uma remasterizacao mesmo vinda de um vinil virgem de qualidade soberba pode superar as fitas masters da Abbey Road ? '' Simples, somente o aparelho de se ouvir vinil para audiofilo do Dr. Ebbetts vale U$$150.000,00, dizem que a Abbey Road tem um similar,e de la riparam muitas das faixas de vinis para fazerem os masters dos Boxes Capitol Vol.1 e 2, e tambem os boxes de 1992 EP Collection e The Singles Collection, ja que a gravadora nao mais tinham as fitas masters originais para tal. Prova disso ? O Capitol Vol.2 que com o ouvido de fans mais atentos e daqueles nem mais atentos assim, mas que possuiam os vinis originais, notaram mixes forjados, obrigando a EMI/Capitol na epoca a um recall constrangedor. Os engenheiros de som da EMI, ao confeccionar o som, disseram na epoca claramente que utilizaram-se de ''CDS-GUIA'' para reproduzir o som dos albuns americanos. Agora, pergunto-lhes: Que CDS-GUIA seriam esses ??? Prezado Breno, DUVIDO que nao se trata dos remasters do Dr.Ebbetts !!! D-U-V-I-D-O !!! Provavelmente eu, beatlemaniaco idiota e die-hard collector, vou adquirir o tal novo box, mesmo sabendo da improcedencia original de muitas de suas faixas reprocessadas para se tornaram mais agradaveis aos fans pouco informados, e nao respeitando o mercado norte-americano, que mesmo retalhando os albuns dos Beatles em seu formato original ate o Revolver, foi a verdadeira mola propulsora para a Beatlemania explodir para o resto do planeta. Nao discutindo aqui qualidade, dou total apoio as palavras do Claudio Sales, vale pelo package, pelo encarte, pela historia, pelo completismo, embora eu nao tenha tido a menor intencao de comprar os boxes Capitol 1 e 2, pois faltavam albuns, alegavam que A Hard Day's Night era originalmente da United Artists( e era em 1964(!!!), nao era mais ha mt tempo), os mixes eram forjados, este box de 2014 como esta completo e mesmo nao se tratando de mixes 100% originais, eu vou comprar. A Universal e a Abbey Road perderam uma chance de ouro de lancar um material de OURO com seus mixes originais. Pra que suprimir os fake stereo ou duophonic stereo ? Ou os fake mono ? Quanta burrice, mas burros somos nos, q no final das contas acabamos comprando, parcelando em 50 vezes no cartao e eles sabem disso. Falei q so compraria uma edicao do ''New'' do Paul, no final, comprei a edicao japonesa e a da Target, eles sabem que no final das contas, enfiamos a mao no bolso mesmo sem poder e consumimos. Agora, querendo ou nao, gostem ou nao, a unica maneira de se ouvir os albuns americanos ou qualquer som dos Beatles originais oriundos de vinis com mixes do mundo inteiro de 1962 ate 1988 seria com os vinis originais mesmo, ou com o Dr.Ebbetts e em menor escala com o Mirror Spock(maravilhoso, mas com um catalogo bem menor).

    ResponderExcluir
  4. Breno, a parte 01 vem embaixo e a 02 do meu texto acima. By Thiago Trota.

    ResponderExcluir
    Respostas


    1. Não tem nada mudado....nem modificado...Thiago

      Excluir