segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Novas estátuas dos Beatles foram reveladas em Liverpool

O escultor Andrew Edwards e Chris Jones
Os fãs dos Beatles tiveram o primeiro vislumbre de um novo conjunto de estátuas dos Beatles em Liverpool.
As versões de resina de John Lennon, Paul McCartney e George Harrisone Ringo Starr foram revelados no hotel Adelphi como parte dos eventos internacionais da Beatleweek.
Em breve em bronze foram projetados pelo escultor Andy Edwards e pela Castle Fine Arts,vão ficar na zona portuária como Património Mundial da cidade.
As estátuas, que juntas pesam entre uma tonelada e meia estão sendo pagas pelo Cavern Club e doadas à cidade.
Enquanto isso, uma edição limitada de 50 conjuntos de maquetes de tamanho real serão criadas e vendidas.
Liverpool em 1964
E mais um conjunto de edição limitado de 1.000 estátuas de bronze também serão forjadas e estarão disponíveis para os fãs dos Beatles para comprar.
A idéia para as estátuas vieram de Chris Butler da Castle Fine Arts.
O diretor comercial Chris Jones disse: "Este é um projeto que está em curso há sete ou oito anos.
"Chris inspirou-se pela imagem dos Beatles fora da BBC, e estamos constantemente recebendo pessoas que vêm até nós perguntando aonde está a estátua dos Beatles.
"Uma das coisas bonitas sobre a imagem é que mostra-lhes como rapazes de Liverpool. Eles estão apenas andando pela rua como qualquer outra pessoa. "
O escultor Andy acrescentou: "De longe, quando você está recebendo um navio de cruzeiro, eles são apenas quatro rapazes.
"É sobre os Beatles para enfrentar o mundo e vencer.
"Todo mundo sabe cada pequeno detalhe sobre os Beatles, por isso a pesquisa tem sido bastante exaustiva. A mão esquerda de Paul está faltando no momento, porque nós só acabamos localizado o modelo exato da câmera que ele levava com ele em seus passeios em Liverpool. "
Enquanto isso o cinto de George tem um ditado sânscrito gravado nele.
Os fãs se reuniram para fotografar os modelos em exposição na Convenção Beatles no hotel Adelphi.
"Todo mundo começa a sorrir.Essa é a coisa linda. "

fonte: Liverpool Echo  (com video)

domingo, 30 de agosto de 2015

O leilão de memorabilia dos Beatles em Liverpool

Quatro desenhos feitos por Paul McCartney foram vendidos por £ 15.000 em um leilão em Liverpool, no sábado.
Os desenhos estavam entre mais de 300 lotes para venda no Leilão de Memorabilia dos Beatles na LIPA, organizado pela Beatles Shop e supervisionado pelo leiloeiro John Crane da Cato Crane.
Um lenço assinado pela Cilla Black era esperado vender por £ 20-30, mas foi vendido por £ 230, enquanto outro comprador pagou £ 1.300 por uma placa de plástico da loja de discos NEMS de Whitechapel.
Um radiograma que pertenceu a Ringo Starr foi vendido por £ 1900 e um pedaço do ingresso do último show dos Beatles em 29 de agosto de 1966 no Candlestick Park, em San Francisco foi vendido por £ 560.
Houve uma forte concorrência entre os licitantes para um cartão de Natal ilustrado com um desenho da casa de Londres de Brian Epstein, que foi vendido por £ 750.
Stephen Bailey, gerente da Beatles Shop, disse: "Nós estamos sempre surpresos com as coisas que as pessoas trazem.Há sempre algo que nunca vimos antes ou algo que não sabia que existia.
"Todos os leilões são grandes em sua própria maneira, e é agradável para mostrar esses itens. Faz com que os clientes que compram-os fiquem muito felizes e as pessoas que os vendem também"

fonte: Liverpool Echo (mais fotos dos itens)

sábado, 29 de agosto de 2015

Diário dos Beatles completa 6 anos!

O Diário dos Beatles completa hoje 6 anos e quero agradecer a todos que tem acompanhado e eu espero continuar a informar sempre com o mesmo prazer todos os dias!

***************Obrigado à todos!    Breno Augusto*****************
 The Diary of the Beatles complete 6 years today and I want to thank everyone who has been following and I hope to continue to always inform with the same pleasure every day
************** Thanks to all!           Breno Augusto******************

El Diario de los Beatles a cumplir 6 años y quiero dar las gracias a todos los que han estado siguiendo y espero que continúe informando siempre con el mismo placer todos los días

**************Gracias a todos!        Breno Augusto*******************

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Piano de John Lennon ficará em exposição em Liverpool por 3 anos

Algumas das pessoas mais próximas a John Lennon recordaram algumas memórias dele como novos artefatos que foram revelados no Beatles Story.
O piano tocado por John Lennon nos estúdios de gravação de Nova York durante os anos 70, e em seu álbum Double Fantasy, foi emprestado à atração em Albert Dock para os próximos três anos.
E junto vem com imagens nunca antes de John Lennon feitas pelo fotógrafo Bob Gruen durante os anos 70.
Gruen se juntou a irmã de John Lennon Julia Baird e sua ex-namorada May Pang no Beatles Story.
E ele e May recordaram o dia em que levaram Lennon até a Estátua da Liberdade para o que se tornou uma famosa imagem.
Bob, que conheceu Lennon em 1972 e se tornou um bom amigo de ambos ele e Yoko Ono, disse: "Foi um dia divertido.
Bob Gruen,Yoko e John Lennon
"O governo americano estava tentando deportá-lo e a Estátua da Liberdade é um símbolo de boas-vindas para os Estados Unidos.
"Foi muito espontâneo quando chegamos lá. A parte mais difícil foi fazer com que ele ficasse na frente da estátua - é em uma ilha e não foi fácil alinhá-los".
May, que foi companheiro de Lennon durante 18 meses,ela lembrou estar com John e seu filho Julian de férias na Disneylândia quando o ex-Beatle assinou o contrato da dissolução da banda.
Enquanto isso Julia Baird falou de como sua mãe Julia encheu sua casa com música,tocando o banjo. ukulele, acordeão e piano.
Bob Gruen,May Pang,Martin King da Beatles Story e Julia Baird
"Ela poderia tocar qualquer coisa, e John estava brincando no piano desde cedo", acrescentou.
O piano foi emprestado ao Beatles Story que foi recentemente vendido em leilão nos EUA para um comprador anônimo.
John estava tão ligado a ele que aqueles mais próximos a ele rebatizou-o como o "John Lennon Piano" devido à sua insistência em movê-lo para todos os estúdios onde ele trabalhou.
Ele a usou para compor Fame com David Bowie e Whatever Gets You thru the Night com Elton John, e ele também pode ser ouvido no álbum Walls and Bridges.

fonte: Liverpool Echo

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Há 50 anos,o encontro dos Beatles com Elvis Presley


O encontro de dois grandes astros do século 20 teve lugar neste dia, com um encontro entre os Beatles e Elvis Presley,no dia 27 de agosto de 1965.
Este foi o quinto dia dos Beatles em 2850 Benedict Canyon, a mansão de Beverly Hills onde eles alugaram de Zsa Zsa Gabor, durante uma pausa em sua turnê de 1965 da América do Norte. Apesar do forte esquema de segurança e atenção em torno do grupo, durante o dia, Paul McCartney e Alf Bicknell motorista conseguiram sair por algum tempo. McCartney usava um disfarce como o par fazendo alguns passeios ao redor de Los Angeles.
Aconteceu na mansão de Elvis Presley na 565 Perugia Way, Bel Air, Los Angeles. Os Beatles chegaram ao 11:00pm  e foram saudados por Elvis em sua sala escurecida. Ele estava assistindo a televisão a cores enorme com o som, brincando com um baixo, com os membros de sua comitiva nas proximidades.
A reunião foi organizada pelo empresário de Elvis Presley,Coronel Tom Parker, e foi muito esperado pelos os Beatles e Brian Epstein. Como eles chegaram Presley recebeu os Beatles na sala enorme, Epstein e Parker se afastaram para assistir a reunião.
O encontro não foi um grande sucesso, com uma atmosfera um tanto estranha e pouca conversa no início. Eventualmente, Elvis disse-lhes: "Se vocês caras vão sentar aqui e olhar para mim a noite toda Eu vou para a cama."
Com o gelo quebrado, guitarras foram pegas e tiveram uma breve jam session. Paul McCartney lhe ensinou algumas linhas de baixo, em seguida, tocava piano e violão. Há rumores de que uma fita da sessão foi feita, mas nunca veio à luz.
A conversa se tornou mais fácil, e eles conversaram sobre os seus fãs, turnês e respectivos filmes.John Lennon lhe perguntou se ele iria voltar a fazer discos de rock 'n' roll, para que Presley culpou sua apertada agenda de filmagem.
Durante sua visita a Elvis Presley, em Los Angeles,os Beatles também jogoram alguns jogos de bilhar com os membros da Máfia de Memphis e se reuniu brevemente com Priscilla Presley.
Também estiveram presentes na reunião foram Mal Evans, Neil Aspinall e Alf Bicknell,motorista dos Beatles. Eles ficaram surpresos ao descobrir que vivem com Presley 10 managers,responsáveis por ele e suas esposas em casa, dado o pequeno grupo com o qual os Beatles se cercaram.
Essa reunião durou cerca de três horas, a fim de que os Beatles receberam um conjunto completo de discos de Elvis Presley, coldres de armas com cintos de couro de ouro e um candeeiro de mesa em forma de um vagão.
Quando saíram, Lennon pediu ao outro, "Onde está o Elvis?" Eles saíram com a impressão que ele estava sob a influência de algo durante a noite; Lennon mais tarde descreveu como sendo "como o encontro de Engelbert Humperdinck (um famoso cantor popular anglo-indiano que fez muito sucesso nos anos 60 e 70).
Apesar de todos falaram que não existe fotos e nem gravações,rumores de que Mal Evans possuia fotos e um tape da jam session com eles.Depois de 50 anos desse encontro ainda tem muito o que contar.

fontes: Beatles Bible e Elvis Australia

O assessor de imprensa dos Beatles disse que foi chato e decepcionante o encontro com Elvis

O único encontro entre duas das referências mais importantes da música do século 20, os Beatles e Elvis Presley, foi considerado entediante e decepcionante. 
Em um vídeo de Tony Barrow, o assessor de imprensa da banda de Liverpool nos 60, disse precisamente como foi o único encontro entre os ícones da música há 50 anos, segundo o jornal "The Guardian".
O histórico encontro aconteceu na casa de Elvis no luxuoso bairro de Bel Air, na Califórnia, durante a turnê que os Beatles fizeram nos Estados Unidos no verão de 1965. A visita dos Beatles ao verdadeiro ídolo "não começou bem", segundo Barrow. Logo após sua chegada, John Lennon perguntou o que tinha acontecido com o velho roqueiro Elvis que, quando tinha 30 anos, se dedicava quase exclusivamente às gravações de seus filmes.
"Ele disse meio brincando, mas pensava assim", revelou Barrow, que ainda relatou que o próprio rei do rock riu com o comentário. No entanto, a conversa ficou um pouco forçada devido à brincadeira de Lennon.
A situação só mudou quando Elvis pediu que levassem os violões ao quarto, momento em que começaram a tocar e cantar improvisando uma pequena festa. "Não tinham muito o que falar, mas quando começaram a tocar, a conversa começou fluir", contou o assessor dos Beatles
No entanto, o mágico momento parecia não convencer o baterista Ringo Starr, que tentou se integrar fazendo percussão com uma cadeira. Porém, ao se sentir fora de lugar, Ringo decidiu jogar sinuca com os técnicos de sua equipe.
Os ingleses se deram conta que a reunião havia acabado quando um representante de Elvis, o coronel Tom Parker, entrou no quarto com uma bolsa de presente para cada um dos integrantes, que trazia os grandes sucessos do rei do rock.
Apesar de estarem contentes por terem conhecido uma estrela com tanta influência em sua música, o quarteto não parecia estar muito impressionado. "Quando os Beatles foram visitar o rei do rock, para eles como ir à Terra Santa''. Mas, depois, chegaram até a perguntar se Elvis estava "completamente fumado", relatou o assessor de imprensa.

fontes: Globo/G1 e The Guardian UK

Desenhos feitos por Paul McCartney vão ser leiloados em Liverpool

Ao longo dos 24 anos a The Beatles shop tem organizado o leilão anual de memorabilia dos Beatles com vários itens incomuns e raros que passaram pelas mãos da loja,o gerente da loja Stephen Bailey que eles estão muito animados pela descoberta de alguns desenhos raros feito por Paul McCartney.
Ele disse que espera vender os desenhos por mais de £ 10.000 (cerca de $ 15.696) na próxima semana, quando o leilão em Liverpool será realizado durante a Beatle Week Internacional, que acontece de 26 de agosto a 1 de setembro. 
Os desenhos foram descobertos pelo vendedor em um sótão, ele disse, que são desenhos de rostos em tinta.Cada folha tem também a escrita de Paul McCartney no reverso. "Este é um achado surpreendente." Bailey disse. "Estes desenhos mostram o talento de Paul para capturar uma imagem em um rápido esboço" 
Os desenhos vão ser leiloados no sábado. 29 de agosto, na LIPA no Paul McCartney Auditorium da escola. A visitação pública será realizada um dia antes do leilão, no mesmo local.

fonte: Liverpool Echo

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Paul McCartney anuncia mais 3 shows nos Estados Unidos

Paul McCartney anunciou hoje mais 3 datas da turnê Out There.dia 15 de outubro em State College na Pensilvânia no Bryce Jordan Center,dia 21 de outubro em Detroir no Joe Louis Arena e dia 22 de outubro em Buffalo no First Niagara Center.
Ele já tinha anunciado os shows em Toronto dia 17 de outubro e em Columbus dia 13 de outubro
VENDA PÚBLICA
Os ingressos para as datas norte-americanas estarão à venda segunda-feira, 31 de agosto às 10:00 da manhã.
Os ingressos para Toronto estarão à venda sexta-feira 28 de agosto às 11:00 da manhã
PRÉ VENDAS
Para as datas dos EUA, clientes do cartão American Express podem comprar os ingressos antes da venda pública na quinta-feira 27 de agosto às 10:00 até o domingo, 30 de Agosto às 22:00
Para Toronto, os clientes do cartão American Express podem comprar os ingressos antes da venda pública na terça-feira 25 de agosto às 10:00 até a quinta-feira 27 de agosto às 10:00
Mais informações no site oficial do Paul McCartney

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Paul McCartney: "Eu temia pela minha própria vida depois de John Lennon ter sido morto"

Paul McCartney está na capa da nova edição da Uncut, que está à venda no Reino Unido amanhã terça - feira, 25 de agosto, 2015 que virá com um CD grátis.
Em uma entrevista exclusiva em seu estúdio em Sussex, onde ele fala abertamente sobre como foi trabalhar com e sem John Lennon - e discute extensivamente a relação que revolucionou a música.
"Quando eu penso em John, eu acho que nós escrevemos juntos", disse McCartney. "'A Day In The Life" ... coisas assim. "
Paul McCartney admitiu que temia por sua própria vida depois de John Lennon ter sido morto.
O ex-Beatle disse que ele estava em "estado de alerta" quando John foi morto.
Mas McCartney disse que sua própria casa no sul da Inglaterra ainda era em grande parte sem proteção e em uma localização remota dentro da floresta.
Ele disse que ficou dias aterrorizado após o assassinato quando avistou vários homens armados avançando sobre o imóvel.
McCartney disse a revista Uncut: "Foi estranho, porque nos dias que se seguiram, eu estava sentado na casa Tínhamos uma pequena cerca,principalmente para manter raposas longe, porque nós tínhamos algumas galinhas,.. por isso estava em estado de alerta e eu olho para fora e vejo alguém com uma arma porra, como uma metralhadora, um rifle de assalto - 'O que ?!' Ele está com equipamento militar completo, e então eu vejo que havia toda uma patrulha deles. Eu pensei, 'Puta merda, o que está acontecendo?' ". 
Ele acrescentou: ". Eu não sei o que eu fiz eu acho que chamei a polícia que acabou por ser manobras militares (Eles disseram) 'Oh, desculpe São estes os seus bosques.?.. Eu ia colocar dois e dois juntos e foram uns mil.Deus, eu não sei como eu vivi com isso.Eles estavam todos lá, vindo através destas madeiras"
McCartney admitiu recentemente que ele se sentiu "frustrado" pela mudança na percepção pública de Lennon após a sua morte.
Ele acrescentou: "Pós-Beatles George fez o seu disco,John fez o seu, eu fiz o meu, Ringo fez o dele Estávamos iguais Quando John levou um tiro, além desse horror, a coisa persistente,OK, agora.. John é um mártir.um JFK ".
"Então, o que aconteceu foi que eu comecei a ficar frustrado porque as pessoas começaram a dizer: 'Bem, ele era dos Beatles.E eu, George e Ringo pensamos,' Ei, espere.Foi apenas um ano atrás,éramos todos iguais'".
Para celebrar Paul disponibilizou esta raridade remasterizada a partir dos seus arquivos para download grátis de "Take It Away [single edit]".em sua página
A versão completa da faixa está disponível na próxima edição deluxe de Tug Of War, que, juntamente com Pipes Of Peace,serão relançados em 02 de outubro de 2015.
Ambos os álbuns virão com material adicional - incluindo faixas inéditas e nunca antes vistos,mais detalhes AQUI!e AQUI!

fontes: UNCUT e NME

John Lennon recorda seu primeiro encontro com Paul McCartney


Em Radio.com Minimation,o site vasculhou os arquivos da CBS Radio e criou uma animação de uma entrevista de 1975,onde John Lennon,estava promovendo ao mesmo tempo o seu álbum "Rock 'n' Roll '. Este foi animado pela Radio.com por Jeff Schweikart.
Em 1975, John Lennon voltou as suas raízes através de seu álbum que ele gravou alguns clássicos do rock. "Você pode chamá-lo de 'Oldies but goldies,' Eu estava chamando-o de 'Oldies but Moldies'", ele brincou.
John Lennon falou sobre as músicas do Little Richard e Gene Vincent no começo dos Beatles.
 John na WFIL Radio em 1975
"Algumas delas foram as primeiras músicas que eu aprendi que foram rock and roll", disse ele.
Uma dessas canções foi de Gene Vincent "Be-Bop-A-Lula", e ele observa que foi a primeira vez que ele tocou em público no dia em que ele conheceu Paul McCartney.
Anos mais tarde, Paul iria gravar sua própria versão da mesma música no álbum MTV Unplugged.

fonte: Radio.com

Paul McCartney anuncia show em Columbus

Paul McCartney anunciou hoje em seu site outro show e será dia 13 de outubro em Columbus no Nationwide Arena.
Paul voltará a Columbus quase 10 anos depois da sua última aparição na capital de Ohio.
Os ingressos estarão à venda às 10 horas da manhã de segunda-feira, 31 de agosto e podem ser adquiridos no Nationwide Arena, todas as localidades da Ticketmaster, no ticketmaster.com ou pelo telefone 800-745-3000.
Paul deve anunciar novas datas...provavelmente shows em Detroit e Buffalo

Colaboração: Beatle Ed do Canadá

fontes: Paul McCartney e Columbus Live

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Os Beatles no Maple Leaf Gardens 1964

Quase 51 anos atrás,vários jovens gritando e correndo nas ruas de Toronto, provando definitivamente que a Beatlemania estava viva no Canadá. 
crédito (CBC Still Photo Collection/Dale Barnes)
Eles estavam esperando ansiosamente o seu primeiro vislumbre dos Fab Four em carne e osso,quando os Beatles se preparavam para tocar em Maple Leaf Gardens pela primeira vez. 
 (CBC Still Photo Collection/Dale Barnes)
A CBC estava lá, capturando o pandemônio feliz de fãs jovens e velhos (confira os avós que dão as caras seu selo de aprovação, porque eles são "decentes, meninos limpos!"),
(CBC Still Photo Collection/Dale Barnes)
Bem como falar com John Lennon, Paul McCartney, Ringo Starr e George Harrison sobre a fúria de fãs que os acompanhava em todo o mundo.
 (CBC Still Photo Collection/Dale Barnes)
Mais fotos no link abaixo.

Colaborações: Eric Bourgouin correspondente do Canadá e Beatle Ed do Canadá

fonte: CBC (more photos)

sábado, 22 de agosto de 2015

Paul McCartney anuncia show em Toronto

Paul McCartney anunciou seu primeiro show em Toronto desde 2010 no Air Canada Centre, sábado 17 de outubro de 2015 parte da turnê Out There que começou em 2013.
Mas para ver a lenda dos Beatles não será barato.Os ingressos variam de preço de $ 54,25 até $ 319,25.A pré-venda do pacote VIP estará a venda na segunda-feira,24 de agosto e na Line Amex na terça-feira,25 de agosto
Os ingressos gerais para o show de Toronto estarão à venda sexta-feira 28 de agosto

Colaboração: Beatle Ed do Canadá

fontes: Toronto Sun e Paul McCartney

Exposição de memorabilia dos Beatles em Vancouver


A Pacific National Exhibition (PNE) está apostando em uma valiosa coleção de memorabilia dos Beatles - a maior parte dela nunca antes mostrada ao público.
"A coleção vale provavelmente cerca de $ 100 milhões, mas é difícil colocar um preço sobre isso", disse a porta-voz do PNE Laura Ballance em Vancouver. 
"Jim Pattison comprou o Rolls Royce de John Lennon na década de 80 por US $ 2,5 milhões e que está em nossa exibição de mais de 200 itens - muitos deles nunca antes vistos em exposição." 
A feira anual abre dia 22 de agosto, que será o 51º aniversário do show dos Beatles que aconteceu no Empire Stadium em 1964. 
Cinco ávidos colecionadores de memorabilia dos Beatles recentemente se reuniram e decidiram reunir suas coleções para começar a mostrar-las em museus.
Os itens, que são parte de uma exposição chamada de Magical Mystery Tour, uma exposição de memorabilia dos Beatles.
Um dos itens nunca antes exposto é uma carta assinada por John Lennon, George Harrison e Ringo Starr e enviado para o advogado de Paul McCartney, Lee Eastman, indicando que Eastman já não era um advogado dos Beatles e que ele iria agora representar unicamente Paul Mccartney. 
A carta datada de 18 de abril de 1969, o documento "carta de dissolução", que essencialmente sinalizou o fim do grupo.
Outro item na exposição que nunca antes foi exposto ao público é a cópia do álbum Double Fantasy do ASSASSINO que horas antes de matá-lo foi autografado por Lennon.

Comentário:
Ridículo! exibir um disco de um assassino!

Colaboração: Beatle Ed do Canadá

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

O álbum HELP! completa 50 anos - Dizzy Miss Lizzy

"Dizzy Miss Lizzy" é uma canção composta e cantada por Larry Williams, em 1958. Ele compartilha muitas semelhanças com a canção de Little Richard Good Golly Miss Molly. O título é brincadeira enganosa, a letra é verdadeira, "Você me deixa atordoado, Miss Lizzie".

A canção foi regravada muitas vezes, inclusive - a mais famosa - pelos Beatles em 1965 para o álbum Help!, embora a gravação foi inicialmente prevista para a coletânea americana Beatles VI de 1965, juntamente com a cover de Larry Williams, "Bad Boy", gravada pelos Beatles no mesmo dia. Paul McCartney declarou que acredita que esta canção foi das melhores gravações dos Beatles.Apresenta John Lennon particularmente com vocal bem excitante.A canção também apareceu em uma versão solo ao vivo de Lennon no Live Peace Toronto da Plastic Ono Band, em Toronto 1969.
No Reino Unido, apareceu na primeira versão do álbum Help!,mas nos EUA apareceu com erro ortográfico como "Dizzy Miss Lizzie". Na América do Norte, foi incluído no Beatles VI.
A música foi gravada no dia 10 de maio de 1965 nos estúdios da EMI em Londres.Era para ser um dia de folga mas a Capitol exigiu que os Beatles gravassem as faixas Bad Boy e Dizzy Miss Lizzy no dia.

fontes: Wikipedia e Like The Dew

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

O álbum HELP! completa 50 anos -Yesterday

"Yesterday" é uma música originalmente gravada pelos Beatles para o seu álbum Help!De acordo com o Guinness World Records, "Yesterday" tem mais covers de qualquer canção já escrita.A música continua a ser há mais popular até hoje com mais de 3.000 regravações.A Broadcast Music Incorporated (BMI), afirma que foi tocada ao longo de sete milhões de vezes no século 20.A canção não foi lançada como single no Reino Unido no momento do lançamento americano e, portanto, nunca ganhou um status de número 1 no país. No entanto, "Yesterday" foi eleita a melhor canção do século 20 em 1999 pela BBC Radio 2 na pesquisa de especialistas em música e ouvintes. Em 2000, "Yesterday" foi votada a canção pop nº 1 de todos os tempos pela MTV e Rolling Stone Magazine. Em 1997, a canção foi introduzida no Hall da Fama do Grammy.Embora creditada a Lennon / McCartney ", a canção foi escrita exclusivamente por McCartney. Em 2002, McCartney pediu a Yoko Ono se ela consideraria reverter os créditos de composição na música para "McCartney/Lennon." Ono recusou.
Origem
Segundo os biógrafos de McCartney e os Beatles, McCartney compôs a melodia inteira em um sonho de uma noite em seu quarto na casa em Wimpole Street de sua então namorada Jane Asher e sua família.Ao acordar, ele correu para o piano e tocou a música para evitar de esquecê-la.Ainda não tinha letra e ele a chamou de Scrambled eggs. Mas Paul ficou encucado, achando que já tinha ouvido aquela melodia em algum lugar. Então passou vários dias mostrando para os amigos e perguntando se eles já não a conheciam.Não, ninguém nunca tinha escutado aquilo antes.
Após ser convencido de que ele não havia roubado de alguém a melodia,McCartney começou a escrever letras para adequá-la.O verso inicial de trabalho foi "Ovos mexidos / Oh, meu amor como eu amo seus pés" (Scrambled Eggs/Oh, my baby how I love your legs), foi utilizado para a música, até algo mais apropriado foi escrito. Em sua biografia, Paul McCartney: Many Years From Now, McCartney lembrou: "Então, primeiro de tudo eu verifiquei a melodia, e as pessoas me diziam: 'Não, ele é lindo, e eu tenho certeza que ele é todo seu." Demorei um pouco para me permitir afirmar isso, mas então, como um garimpeiro eu finalmente aceitei e disse: "Ok, ela é minha!" Ela não tinha palavras. Costumava chamá-lo de "ovos mexidos".
Durante as filmagens de Help!, Um piano foi colocado em um dos lugares em que a filmagem estava sendo realizada e McCartney queria aproveitar esta oportunidade para mexer com a música. Richard Lester, o realizador, acabou por ser extremamente irritante com isso e perdeu a paciência, dizendo para McCartney terminar de escrever a música ou que teria o piano removido.Paciência dos outros Beatles, também foi testado por um trabalho de McCartney em andamento,George Harrison somando isso quando ele disse: "Caramba, ele está sempre falando sobre essa música!"
McCartney disse que a descoberta com a letra surgiu durante uma viagem a Portugal em Maio de 1965 quando esteve em Algarve:
"Lembro-me remoendo a canção" Yesterday ", e de repente começei com uma palavra para o verso. Comecei a desenvolver a ideia ..." da-da da, yes-ter-day, sud-den-ly, fun-il-ly, mer-il-ly and Yes-ter-day, that's good. All my troubles seemed so far away". É fácil para rimar os A's: dizer, ou melhor, hoje, fora, joga, fica, há uma muitas rimas e aquelas com bastante facilidade, por isso gradualmente coloquei as partes juntos daquela viagem. Sud-den-ly, e 'b', novamente, outra rima fácil: e, me, tree, flea, we, e eu tinha a base"
 Jane Asher e Paul em Portugal
Em 27 de Maio de 1965, McCartney e Asher voaram para Lisboa para passar férias em Albufeira, Algarve, e pediu um violão de Bruce Welch, em cuja casa eles estavam hospedados, e completou o trabalho em "Yesterday"
A canção foi oferecida como uma demo para Chris Farlowe antes da gravação dos Beatles, mas ele a recusou por considerá-la "muito branda".
Gravação
A faixa foi gravada no Abbey Road Studios (imediatamente a seguir na gravação de "I'm Down"), em 14 de Junho de 1965. Há relatos conflitantes sobre a forma como a canção foi gravada, o mais citado é que McCartney gravou a música por si próprio, sem se preocupar em envolver os outros membros da banda.Fontes alternativas, no entanto, afirma que McCartney e os outros Beatles tentaram uma variedade de instrumentos, incluindo bateria e um órgão, e que George Martin mais tarde convenceu-os permitindo que McCartney tocasse o seu violão Epiphone Texan.Nenhum dos outros membros da banda foram incluídas na gravação final.No entanto, a música foi tocada com os outros membros da banda em shows em 1966, em Sol maior, em vez de Fá maior.
McCartney gravou dois takes de "Yesterday", em 14 de junho de 1965.Take 2 foi considerado o melhor e usado como o take master. Um quarteto de cordas foi adicionada no take 2 e essa versão foi lançada.Take 1, sem o overdub que foi lançado posteriormente no Anthology 2.Em um teste, McCartney pode ser ouvido dando mudança de acordes para George Harrison antes de começar, mas George não parece realmente para tocar.Take 2 tinha duas linhas transpostas a partir do primeiro take: "There's a shadow hanging over me"/"I'm not half the man I used to be,"",embora pareça claro que a sua ordem no take 2 foi correta, porque McCartney pode ser ouvida, em ter um, contendo o riso em seu erro.

George Martin disse mais tarde:
"[Yesterday] não era realmente um disco dos Beatles e eu discuti isso com Brian Epstein:" Você sabe que esta é a música de Paul... vamos chamá-lo de Paul McCartney? Ele disse 'Não, tudo o que fazemos,sem divisão do Beatles.''
Lançamento
A influência dos Beatles sobre sua gravadora americana.,a Capitol, não era tão forte como era na Parlophone da EMI na Grã-Bretanha. Um single foi lançado nos Estados Unidos.com o "Act Naturally", uma faixa com vocais de Ringo Starr.O single foi feito até 29 de Setembro de 1965, e liderou as paradas por todo o mês, com início em 9 de outubro.A canção passou um total impressionante de 11 semanas nas paradas americanas,vendendo um milhão de cópias em cinco semanas."Yesterday" foi a canção mais tocada nas rádios americanas por oito anos consecutivos,a sua popularidade se recusa a diminuir.
"Yesterday" foi o terceiro de seis singles número 1 nas paradas americanas, um recorde na época.Os singles foram "I Feel Fine", "Eight Days a Week", "Ticket to Ride "," Help! "," Yesterday "e" We Can Work It Out ". "Yesterday " também marcou uma viragem no que escreveu uma série de singles para o grupo.Lennon escreveu cinco através de "Help!", Ao passo que depois McCartney escreveu oito começando com "Yesterday".
Em 4 de março de 1966, "Yesterday" foi lançada como um EP no Reino Unido, juntamente com "Act Naturally" no lado A com "You Like Me Too Much" e "It's Only Love" no lado-B. Até 12 de Março, tinha começado a sua execução nas paradas. Em 26 de março de 1966, o EP foi o número um, a posição que ocupava há dois meses.Mais tarde naquele mesmo ano, "Yesterday" foi incluída como faixa-título do Yesterday and Today album nos EUA.
Dez anos depois, em 8 de março de 1976, "Yesterday" foi lançado pela Parlophone como single no Reino Unido, apresentando "I Should Have Known Better", no lado-B. Entrando nas paradas em 13 de Março, o single permaneceu lá por sete semanas, mas nunca subiu mais do que o número 8 (no entanto, por esta altura a canção tinha sido apresentado em pelo menos três top 5 de álbuns e um EP, que liderou as paradas).O lançamento aconteceu devido à expiração do contrato dos Beatles com a EMI Parlophone.

fonte: Wikipedia

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

John Lennon e Paul McCartney improvisando em uma rodada de cervejas na Áustria

foto: Heritage Auctions
Dois negativos coloridos originais de 35 milímetros tiradas por um fotógrafo desconhecido em março de 1965 em um hotel austríaco vão a leilão.
Os Beatles estavam filmando Help! e aconteceu uma reunião no salão do hotel com bebidas fluindo, uma performance improvisada com Paul e John no palco na bateria e guitarra,com Richard Lester participando
Como Richard Lester recordou no DVD Help!: "[O hotel] tinha uma espécie de adega de cerveja que tinha uma banda com 3 peças, e meu assistente,um homem chamado Clive Reed, fez aniversário.
A banda tocou por um tempo, e então nós ficamos e dissemos: "Isso é bom, adeus." E Paul ficou na bateria e eu fui para o piano e John e George se revezaram [na guitarra].E ele só começou .... e continuou indo e indo e eu acho que nós tocamos até às três horas da manhã, em que numa hora nós todos estavámos bêbados e fomos para a cama ".
foto: Heritage Auctions
O fotógrafo Henry Grossman, que acompanhou os Beatles para a Áustria e fez a famosa foto da capa do álbum Help! estava lá,tirou o que pode ser a única fotografia do desempenho que está no livro I Remember: My Time With The Beatles, o que mostra Paul na bateria. 
Henry Grossman falou sobre a noite: "Havia algo de especial sobre este improviso Em retrospecto, eu acho que foi porque John e Paul estavam tocando porque queriam ... Vê-los naquela noite na Áustria - cheia de cerveja, tocando rock and roll um atrás do outro - deve ter sido como vê-los em Hamburgo antes de se tornarem mundialmente famosos ". 
Os negativos vão a leilão dias 19 e 20 de setembro pela Heritage Auctions

Colaboração: Eric Bourgouin correspondente do Canadá

fonte: Heritage Auctions

Foto rara dos Beatles em 1961 vai a leilão

foto: Heritage Auctions
Uma fotografia preto e branco tirada po Gerd Mingram vai a leilão dias 19 e 20 de setembro pela Heritage Auctions. 
Foi a segunda turnê dos Beatles em Hamburgo,na primavera de 1961 que pode ser o período do comportamento mais rebelde do grupo.
Eles dividiram o palco no Top Ten Club com Tony Sheridan,com acomodações apenas no andar de cima no sótão da casa do clube e o espectáculo acontecia com muitas garotas,bebidas,e estimulantes conhecido como Preludin.
As horas no Top Ten foram extremamente longas, e os "Prellies" ajudou-os a tocar até as primeiras horas da manhã com várias palhaçadas no palco.
Nesta foto do Top Ten, Paul e John estão brincando no palco ajoelhados,com Stuart e George olhando para eles rindo com casal dançando.

Colaboração: Eric Bourgouin correspondente do Canadá

fonte: Heritage Auctions