quinta-feira, 30 de junho de 2016

Livro com fotos inéditas dos Beatles no Japão

Para marcar os 50 anos da visita dos Beatles no Japão,a Genesis Publications estão lançando um livro de fotos raras da viagem. HELLO, GOODBYE: The Beatles In Tokyo, 1966 apresenta fotos, tiradas pelo fotógrafo japonês Shimpei Asai, que nunca foram publicadas fora do Japão.
No dia 30 de junho de 1966, os Beatles chegaram em Tóquio, para enfrentar uma controvérsia sobre os cinco shows que tinham reservado no lendário Nippon Budokan. O local tinha sido previamente reservados para o entretenimento tradicional japonês, e que tinha sido construído para comemorar a vida soldados perdidos do Japão 
Através da lente íntima de Shimpei Asai, os Beatles parecem descontraídos.A sua coleção capta o quarteto no palco e fora,até com máscaras de teatro e de quimonos.
O livro HELLO, GOODBYE: The Beatles In Tokyo, 1966 será lançado a partir de novembro de 2016. A edição limitada está disponível na Genesis Publications em www.hello-goodbye-book.com ou Tel :. +44 (0) 1483 540 970.

fonte: MOJO

Assista o novo vídeo do Cirque Du Soleil para ''While My Guitar Gently Weeps" dos Beatles

Os Beatles autorizaram a produção de um novo vídeo para "While My Guitar Gently Weeps'' para marcar o décimo aniversário do seu show do Cirque Du Soleil.
The Beatles Love estreou em 2006, em Las Vegas e ainda está sendo exibido no Hotel Mirage na cidade.
O vídeo para a versão do Love de ''While My Guitar Gently Weeps" destaca novas performances dentro do show The Beatles Love. É dirigido por artistas como Dandypunk, Leah Moyer e Andre Kasten.
O remix no vídeo é uma versão do álbum 'Love' e centra-se em arranjos de cordas feitos pelo produtor dos Beatles,George Martin para o álbum que acompanha o show do Cirque Du Soleil.
Lançado em 2006, 'Love' foi o último trabalho completado por George Martin antes de sua morte em março.
O vídeo também coincide com a notícia de que a música dos Beatles foi transmitido pelos serviços de streaming mais de um bilhão de vezes desde a sua música que foi colocada em dezembro de 2015.
"While My Guitar Gently Weeps" foi originalmente escrita por George Harrison e foi lançada no álbum The Beatles auto-intitulado em 1968.Foi inspirada pelo interesse de Harrison no livro do filosófico chinês I Ching sobre o conceito de destino e interconectividade.

fontes: NME ou The Beatles

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Escapando de um tufão antes da chegada no Japão

os Beatles no hotel em Alaska
Depois dos shows na Alemanha,os Beatles pegaram um avião no aeroporto em Hamburgo dia 27 de junho de 1966.
Eles começaram retornando primeiro ao Aeroporto de Londres, antes de pegar o voo inaugural pela Japan Airlines. Isso levou os Beatles através do Pólo Norte, mas um aviso meteorológico adverso mudou o seu vôo para Anchorage, no Alasca.
Os Beatles se hospedaram no Anchorage Westward Hotel, e à noite, visitaram o Top Of The Club World no último andar do hotel. Eles também fizeram breve passeio pela cidade por um DJ local.
O grupo passou nove horas em Anchorage.Sua equipe ficou num andar inteiro do Westwood House, mas depois de 30 minutos de sua chegada, a área foi inundada por fãs. Uma estação de rádio local acampou nos jardins e fizeram transmissões regulares até sua partida.
No onibus rumo ao aeroporto de Alaska para o Japão
No dia 28 de junho de 1966,sairam do hotel em onibus e foram para o aeroporto rumo ao Japão.Dentro do avião cada Beatles recebeu um casaco Happi,uma vestimenta tradicional japonesa.
Ringo Starr foi uma das primeiras pessoas a ter um gravador de cassete portátil, e passou a maior parte da viagem gravando as conversas daqueles à sua volta no avião.
Os Beatles voaram do Aeroporto Internacional de Anchorage, e desembarcariam no aeroporto de Haneda em Tóquio às 03:40 da manhã em 30 de junho.

Paul McCartney trouxe os Beatles para Herning

Depois de se apresentar no Festival Roskilde ano passado,Paul voltou a se apresentar na Dinamarca dia 27 de junho em Herning.
O show aconteceu no Jyske Bank Boxen para 12.500 pessoas com todos os ingressos vendidos em 25 minutos.
  Foto: Tom Laursen
Abriu o show com A Hard Day's Night e Save Us,saudou a platéia em dinamarquês e cantou Can't Buy Me Love mostrando cenas do show dos Beatles no Shea Stadium no telão.
 Foto: Tom Laursen 
O set list foi o mesmo: 
1. A Hard Day's Night
2. Save Us
3. Can't buy me love
4. Letting Go
5. Temporary Secretary
6. Let me roll it
7. I've got a feeling
8. My Valentine
9. Nineteen Hundred and Eighty-Five
10. Here, There and Everywhere
11. Maybe I'm Amazed
12. We Can Work it Out
13. In Spite of All the Danger
14. You Won't See Me
15. Love Me Do
16. And I Love Her
17. Blackbird
18. Here Today
19. Queenie Eye
20. New
21. Fool On The Hill
22. Lady Madonna
23. FourFiveSeconds
24. Eleanor Rigby
25. Being For The Benefit Of Mr Kite
26. Something
27. Ob-La-Di Ob-La-Da
28. Band On The Run
29. Back In The USSR
30. Let It Be
31. Live And Let Die
32. Hey Jude
33. Yesterday
34. Hi Hi Hi
35. Birthday
36. Golden Slumbers/Carry That Weight/The End

Próximo show será dia 30 de junho no Festival Rock Werchter na Bélgica...

terça-feira, 28 de junho de 2016

Camisa ensanguentada de John Lennon foi vendida por $ 39.000

Através de um leilão,foi vendido uma camisa com sangue de John Lennon por US $ 39.000, surpreendendo a todos que esperaram receber cerca de 9.000, e a capa do álbum Double Fantasy que foi autografado por Lennon pertencia a Jay Hastings, que era o porteiro do prédio Dakota, em Nova York, onde o músico britânico vivia.
Hastings estava trabalhando no edifício em 08 de dezembro de 1980, o dia em que o ASSASSINO disparou contra Lennon, que com sua esposa Yoko Ono entrou em seu apartamento coberto de sangue, então ele ajudou o casal que era parte de sua roupa que estava manchado de sangue no pescoço e nas mangas.
Inicialmente, Jay manteve a camisa e não mencionou a ninguém, mas agora com o passar dos anos decidiu vendê-la,embora o preço final superou todas as expectativas. A este respeito, Garry Sharum da Heritage Auctions, disse que "em primeiro lugar nos perguntamos se isso era muito mórbido ou errado em vender', mas eu acho que não é. Ele não está explorando a morte de John Lennon. Ele está contando a história de como ele tentou ajudar Lennon nos últimos minutos de sua vida ".

Comentário:
Minha intenção de colocar essa matéria é que o porteiro tinha obrigação por lei de entregar essa camisa a Yoko e como tem fã babaca que paga 39 mil dolares para ter algo mórbido se dizendo fã de Lennon.
How has asshole fan who paid $ 39,000 to have something morbid by saying Lennon fan.I'm scared

fontes: Sopitas ou TV3/Xposé

Turnê de Ringo Starr confirmada no Japão

A Universal Music do Japão confirmou em seu site uma turnê de Ringo Starr & All Starr Band pelo Japão em outubro e novembro.
-24 de outubro de 2016 em Osaka no Orix Theater
-25 de outubro de 2016 em Nagoya no Aichi Arts Center
-27 de outubro de 2016 em Fukuoka no Sun Palace Hotel & Hall
-28 de outubro de 2016 em Hiroshima no Hiroshima Bunka Gakuen HBG Hall
-31 de outubro de 2016 em Tóquio no Bunkamura Orchard Hall 
-01 de novembro de 2016 em Tóquio no Bunkamura Orchard Hall 
-02 de novembro de 2016 em Tóquio no Bunkamura Orchard Hall 

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Paul McCartney participou do evento Children in Need 2016

Paul McCartney encabeçou neste 25 de junho, o evento "10th annual Dine and Disco for Children in Need 2016", organizado por Chris Evans, apresentador da BBC, e sua parceira Camilla S Hansen, para arrecadar fundos para ajudar as crianças e jovens com deficiência no Reino Unido.
Este show especial, o último a ser realizado no pub The Mulberry Inn (Petworth Road, Chiddingfold, Haslemere, Surrey, Inglaterra),com uma pequena platéia de 200 pessoas que arrecadou 2.000.000 libras, a maior quantidade que o evento reuniu.
Enquanto Paul encantou o público em uma atmosfera intimista e cheio de alegria, ao lado de Melanie Chisholm, ex-Spice Girls; cantora canadense Shania Twain; guitarrista de blues, Seasick Steve, e a dupla Paul Heaton e Jacqui Abbott, ex-membros do Beautiful South.
foto: Veronica Lane
Esse foi o set list:
1-A Hard Day's Night
2-Save Us
3-I've Got a Feeling
4-My Valentine
5-Nineteen Hundred and Eighty-Five
6-In Spite of All the Danger
7-Love Me Do
8-FourFiveSeconds
9-Lady Madonna
10-Ob-La-Di, Ob-La-Da
11-Band on the Run
12-Back in the U.S.S.R.
13-Hey Jude
14-Birthday

Colaboração: Claudia Tapety e Beatle Ed do Canadá

domingo, 26 de junho de 2016

Os shows dos Beatles em Essen e Hamburgo 1966


Essen
Na parte da manhã os Beatles foram levados em uma frota de carros Mercedes,escoltados por policiais em motocicletas, para a estação ferroviária de Munique. De lá, um trem especial levou os Beatles a partir de Munique para Essen para dois shows no Grugahalle.
O trem tinha sido usado no ano anterior pela Rainha Elizabeth II durante sua visita real para a Alemanha Ocidental. Os Beatles receberam a cada um conjunto de salas a bordo, assim como sua comitiva de cinco homens.
Eles fizeram dois shows no Grugahalle no dia 25 de junho de 1966 durante os quais eles realizaram as mesmas 11 músicas:Rock And Roll Music, She's A Woman, If I Needed Someone, Day Tripper, Baby's In Black, I Feel Fine, Yesterday, I Wanna Be Your Man, Nowhere Man, Paperback Writer e I'm Down.
Entre os dois shows os Beatles realizaram uma conferência de imprensa e desfrutaram de uma refeição em seu camarim. Após a sua segunda apresentação no Grugahalle embarcaram no trem, uma vez mais para viajar para Hamburgo, cheganndo duas horas depois.
Hamburgo
Os Beatles quando chegaram em Hamburgo,deram uma entrevista para imprensa local mas as perguntas que foram feitas não agradaram especialmente a John que chegou a dizer calmamente para os outros Beatles, "Que tipo de perguntas são essas ?" e perguntando em voz alta: "Tem alguém da imprensa aqui?".Quando as perguntas de baixa qualidade continuaram mais tarde na conferência de imprensa, Lennon pode ser ouvido dizendo "oh inferno, porra!" calmamente para os outros Beatles, em sua frustração.
Os Beatles não apareciam em Hamburgo desde 1 de Janeiro de 1963.Neste dia, no entanto, eles foram recebidos como heróis  por uma multidão.
Eles chegaram na estação ferroviária central de Hamburgo, logo após 05:20 da manhã, e foram levados para o Schloss Hotel em Tremsbüttel, apenas fora da cidade. Eles dormiram até 13:30, depois acenaram para os fãs que estavam debaixo da varanda do hotel.
Durante o seu curto período de tempo em Hamburgo os Beatles foram rever vários lugares e pessoas do seu passado.John Lennon fez uma visita a Astrid Kirchherr, que lhe deu várias cartas escritas por Stuart Sutcliffe.Eles também foram visitados por Bert Kaempfert, que tinha produzido My Bonnie e suas outras gravações com Tony Sheridan. 
Os Beatles fizeram dois shows na cidade de Halle em Ernst Merck Jungtusstrasse, cada um dos quais foram vistos por 5.600 pessoas.A conferência de imprensa foi realizada entre os sets.Quarenta e quatro pessoas foram detidas por tumulto durante o show, tanto dentro como fora do local.
O show começou às 18:00 do dia 26 de junho de 1966,o grupo tocou as mesmas 11 músicas que constituíram seu conjunto padrão durante todo a turnê:Rock And Roll Music,She's A Woman,If I Needed Someone,Day Tripper,Baby's In Black,I Feel Fine,Yesterday,I Wanna Be Your Man,Nowhere Man,Paperback Writer e I'm Down. A Ernst Merck Hall, em Jungtusstrasse de Hamburgo, mais tarde foi demolida, mas não antes de uma série de bandas importantes como Queen e Pink Floyd tocarem lá.
Após o show,John Lennon e Paul McCartney fizeram uma visita nostálgica ao Reeperbahn,onde visitaram uma série de pessoas e lugares do seu passado.

É realizada a 1ª transmissão mundial ao vivo de TV

O dia 25 de junho é uma data marcante para a história da televisão. Foi neste dia que a emissora Eurovision fez a primeira transmissão global ao vivo. O programa transmitido foi o “Our Word” e a transmissão durou duas horas.
A realização da empreitada foi complexa e envolveu o uso de estações de transmissão em vários países, três satélites, mais de 1,5 milhão de km de cabo e uma equipe de 10 mil técnicos e controladores.
A ideia do programa era fazer uma conexão global para mostrar que todo mundo é parte do “Nosso Mundo” (significado do nome do programa, Our World). A transmissão começou com um coro de meninos de Viena, na Áustria, cantando o tema de abertura do programa em 22 idiomas.
Depois, passou para o estúdio do Canadá, que transmitiu uma entrevista com o acadêmico especialista em mídia Marshall McLuhan. A transmissão encerrou com os Beatles cantando All You Need is Love, acompanhado de uma orquestra no Reino Unido.
Atualmente, esse tipo de transmissão é bastante comum. Mas a de 1967 teve um forte impacto no conceito de mídia como uma ferramenta de comunicação globalizada.

A história musical de Paul McCartney em Bergen

Paul McCartney ontem dia 24 de junho em Bergen na Noruega no Bergenhus Fortress debaixo de muita chuva.
Antes do show alguns fãs inauguraram em frente ao "Bergen Beat Club" uma pedra na "calçada da fama" en homenagem ao ex Beatle que infelizmente não pode comparecer.
Sobre o show,Paul abriu com A Hard Day's Night e saudou o público em norueguês bem humorado "Hallaien, Bergen!".
Foto: BENTE GULLERUD
O público muito contido mas cantou durante 2 horas e meia as 38 músicas deixando pra lá a chuva.
O set list foi o mesmo:
1. A Hard Day's Night
2. Save Us
3. Can't buy me love
4. Letting Go
5. Temporary Secretary
6. Let me roll it
7. I've got a feeling
8. My Valentine
9. Nineteen Hundred and Eighty-Five
10. Here, There and Everywhere
11. Maybe I'm Amazed
12. We Can Work it Out
13. In Spite of All the Danger
14. You Won't See Me
15. Love Me Do
16. And I Love Her
17. Blackbird
18. Here Today
19. Queenie Eye
20. New
21. Fool On The Hill
22. Lady Madonna
23. FourFiveSeconds
24. Eleanor Rigby
25. Being For The Benefit Of Mr Kite
26. Something
27. Ob-La-Di Ob-La-Da
28. Band On The Run
29. Back In The USSR
30. Let It Be
31. Live And Let Die
32. Hey Jude
33. Yesterday
34. Hi Hi Hi
35. Birthday
36. Golden Slumbers/Carry That Weight/The End

Próximo show será dia 27 de junho em Herning na Dinamarca...

fontes: VG e BA

sexta-feira, 24 de junho de 2016

O show dos Beatles no Circus Krone-Bau 1966


Os Beatles tinham lançado o single Paperback Writer e Rain e a fase da mixagem do futuro álbum que seria o Revolver estava sendo feita,eles começaram uma nova turnê pela Alemanha Ocidental, Japão e as Filipinas.
No dia 23 de junho de 1966,os Beatles chegaram em Munique e foram para o Hotel Bayerischer Hof.
Dia 24 de junho de 1966,50 anos atrás,os Beatles fizeram dois shows no Circus Krone-Bau, em Munique.
Os shows aconteceram às 17:15 e 21:00.O segundo show foi filmado pela rede de televisão alemã Zweites Deutsches Fernsehen (ZDF), e seguido de um ensaio breve à tarde para as câmeras.
A filmagem foi mostrada como Die Beatles no canal dois na terça-feira 05 de julho,no horário das 20:00 até 20:45.Foi filmado a parte do show dos Beatles apenas 15 minutos.
Os shows de abertura foram Cliff Bennett and The Rebel Rousers,The Rattles e Peter and Gordon. 
A turnê alemã foi conhecida como a Blitztournee Bravo, e foi patrocinado pela revista de entretenimento Bravo.
(ingresso original do 2º show que foi gravado)
O set list do show foi composto de 11 músicas:Rock And Roll Music, She's A Woman, If I Needed Someone, Day Tripper, Baby's In Black, I Feel Fine, Yesterday, I Wanna Be Your Man, Nowhere Man, Paperback Writer and I'm Down.
Vários erros foram cometidos pelos os Beatles durante o show pela ausência de apresentações ao vivo como George Harrison apresentou a música Yesterday como sendo do álbum Beatles For Sale, e I'm Down enquanto não era tocada,John Lennon, Paul McCartney e Harrison tentavam lembrar da letra no verso de abertura. Apesar disso, McCartney conseguiu cantar cada verso errado e se você ouvir atentamente John canta a primeira parte da canção.
Horas antes do show, a polícia descobriu um esquema de ingressos falsos.No mesmo dia,George Martin casava-se com Judy Lockhart-Smith.

fonte: Beatles Bible

1966: o ano em que os Beatles sacudiram a Alemanha


Três dias de estado de exceção
A carreira dos Beatles começou em 1962, no Star-Club de Hamburgo, local de rock em que várias bandas se lançaram. Pouco depois, os quatro jovens de Liverpool já eram superstars, desencadeando ataques de histeria onde quer que se apresentassem. Em 1966, eles retornaram à Alemanha para dar uma amostra de sua magia. Durante os três dias da turnê, a imprensa não falou de outra coisa.
Salve-se quem puder
O avião levando o grupo desembarcou em 23 de junho de 1966 no aeroporto Munique-Riem. A loucura se instaurou já na pista de aterrissagem: 200 policiais tentaram conter os fãs, mas os repórteres invadiram a escada de descida. Enquanto Paul sorria, o agente Brian Epstein gesticulava: "Calma, gente..." John abriu caminho com expressão estressada, e os demais Beatles se perderam na confusão.
Hotel sitiado
Os fãs aguardavam diante do Bayerischer Hof, onde os "Fab Four" se hospedariam. Munique jamais vira tantos "adolescentes de juba comprida e jaqueta de vagabundo" juntos. Os ídolos eram chamados em coro, enquanto no hotel era preciso regularizar as acomodações: por descuido haviam sido reservados quartos duplos, para desagrado dos músicos. O público foi à loucura quando eles apareceram na janela.
Trajes típicos e perguntas bobas
Como relatou o jornal "Die Welt", "para seu deleite" os "quatro rapazes do coro" foram presenteados com "lederhosen" com botões de chifre de veado e camisas típicas bávaras. Uma coletiva de imprensa no hotel foi marcada por muitas perguntas bobas. Um repórter do "Bild" perguntou a Ringo se a calça de couro não era grande demais: "Pode ser. Então vou esperar até o bebê crescer dentro."
Fabulosos, mas nem tanto
Enquanto a juventude alemã entrava em êxtase naqueles dias de verão, os mais velhos expressavam sua desaprovação com epítetos como "bobalhões" e "macacos". E a imprensa estava atônita com o sucesso dos quatro. O "Münchener Merkur" se concentrou nos "defeitos": "O míope John Lennon, o canhoto Paul McCartney, o orelhudo George Harrison e o narigudo Ringo Starr."
Decibéis incompreendidos
Em 24 de junho os Beatles fizeram dois shows no Circus Krone de Munique, um à tarde e outro à noite. Durante as apresentações, era quase impossível escutá-los, sob a gritaria histérica do público. O "Süddeutsche Zeitung" desaprovou os decibéis: "Quando as guitarras começam com seu ritmo pesado, o barulho é tanto que, por razões médicas, seria melhor ficar bem longe."
Momentos de histeria
Pela primeira vez a Alemanha vivenciava até onde pode ir a histeria das fãs: uivos de prazer, êxtase até o limiar da dor, desmaios. O repórter do "Main-Echo" capturou alguns desses momentos: "18h56: Uma menina de 16 anos salta de seu lugar, desce correndo os degraus até o palco, cai no chão, aos berros. Os paramédico intervêm e levam a menina para fora."
Felicidade em Essen
Da capital bávara direto para Essen. Por que essa cidade relativamente pequena, na região industrial e carbonífera do Vale do Ruhr? Antes da viagem, Berlim negociara com os agentes do grupo. Mas nessa turnê-relâmpago os Beatles não queriam tocar em locais gigantescos, como a Waldbühne ou o Estádio Olímpico. Em vez disso, apresentaram-se para um público de 8 mil na arena Grugahalle de Essen.
De volta a Hamburgo
O "Hamburger Morgenpost" noticiou: "Por 25 minutos os jovens hamburgueses endoideceram no frenesi dos Beatles. As garotas se contorciam, gemendo e roucas de gritar, ao ritmo fustigante de seus ídolos. Foi a maior loucura já vista nesta casa de shows." O "Bild" foi mais conciso: "Eles gritavam. Eles choravam. Eles caíam." Os dois concertos no Ernst Merck Halle atraíram 5.700 beatlemaníacos.
Corações partidos
O que era doce se acabou. No aeroporto de Hamburgo, os fãs se despediram dos Fab Four, que partiram para Tóquio, onde começaria sua turnê pela Ásia. O jornalista do "Die Sonne" de Baden-Baden respirou aliviado: "Sobrevivemos aos Beatles sem danos ao corpo ou à mente." Não exatamente: a turnê relâmpago na Alemanha deixou um saldo de nove cadeiras quebradas. E milhares de corações de fãs partidos.

fontes: DW Pt ou DW English

Paul McCartney,Ringo Starr e Yoko Ono assinam carta pedindo mudanças no porte de armas nos EUA

Cerca de 200 artistas e personalidades da área do entretenimento se uniram à Billboard para uma carta aberta/abaixo-assinado enviado ao Congresso dos Estados Unidos. Intitulado “Stop Gun Violence Now”, o texto pede mudanças na regras para porte de armas no país. Segundo a carta, cada comprador de arma deveria ter sua ficha avaliada e suspeitos de terrorismo deveriam ser proibidos de comprar armas.
“A coisa que conecta as recentes tragédias em Orlando é que é muito fácil, para pessoas perigosas, terem armas nas mãos”, diz o texto, que ainda ressalta que 90 americanos morrem baleados diariamente. Ele está estampando a capa da revista nesta semana. “Música sempre foi celebrada em comunhão, nas pistas de dança e nas casas de shows. Mas essa vida, um ritual, como tantas outras experiências diárias, como ir à escola, à igreja ou ao trabalho, agora está ameaçada, por causa da violência com armas no país”.
Assinam o texto artistas como Adam Lambert, Alanis Morissette, Alicia Keys, Barbra Streisand, Beck, Billy Joel, Britney Spears, Calvin Harris, Charlie Puth, Cher, Christina Aguilera, Christina Perri, Courtney Love, Cyndi Lauper, Demi Lovato, Diplo, Eddie Vedder, Elle King, Halsey, Iggy Pop, Jack Antonoff, Jason Mraz, Jennifer Lopez, Joe Jonas, Kaskade, Katy Perry, Kelly Rowland, Kesha, L.A. Reid, Lady Gaga, Macklemore, Mark Ronson, Meghan Trainor, Michael Bublé, Nate Ruess, Nick Jonas, Paul McCartney, Pete Wentz, Ricky Martin, Ringo Starr, Ryan Lewis, Sara Bareilles, Selena Gomez, Shakira, Sia, Sting, Thom Yorke, Tony Bennett, Tori Amos, Troye Sivan, Wayne Coyne, Yoko Ono e Zayn.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Carta de Paul McCartney para uma fã foi vendida por £ 1.725

Uma coleção de memorabília dos Beatles, incluindo uma carta pessoal de Paul McCartney e alguns singles foram leiloados em Darlington por £ 1.725 ($2,500).
Os itens tinham sido mantidos em um sótão em Liverpool por décadas até que seu proprietário descobriu o seu verdadeiro valor.
O proprietário contactou Thomas Watson Auctioneers no mês passado para perguntar se eles estariam interessados em vender a coleção.
Ela tinha conhecido o pai de Paul McCartney e assim escreveu para o jovem Paul assim como os Beatles quando estavam se tornando populares em Liverpool para pedir algumas fotografias.
Ele respondeu com uma carta pessoal e algumas fotos.

fonte: ITV News