quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Paul McCartney "Estávamos totalmente fartos!"

Candlestick Park 1966
Ringo Starr revelou que os Beatles nunca pretendiam deixar de fazer shows depois de tocarem no Candlestick Park de San Francisco em 1966, auge da Beatlemania disse para o novo documentário
Eight Days A Week:The Touring Years que estréia dia 15 de setembro. 
Paul McCartney explicou o momento em que a banda decidiu que já era o suficiente: "Até então estávamos totalmente fartos e depois de nos colocarem na parte de trás de um carro forte de banco" referindo-se ao carro blindado quando deixaram o show no Candlestick Park, o que pode ser visto no documentário e fotos. 
"Agora isto é algo estranho tipo sci-fi 2001 ou algo assim. Era um lugar muito estranho. O que me fez lembrar ...a polícia nos colocavam na parte traseira de uma van, mas você não está amarrado?Bem, isso é o que era. E foi como, Oh,isso é foda ! e por fim. os caras , John [Lennon] e George [Harrison], estavam murmurando baixo sobre turnês e, finalmente, todos nós, dizemos ' Foda-se! ' Então esse foi o momento "
 Candlestick Park 1966
Na entrevista,o diretor do documentário Ron Howard discute a "crescente intensidade" da Beatlemania, que quase fez com que os Beatles se separarem. 
"Estavámos em conflito, estavámos um pouco fartos no fim" McCartney explicou.
Os gritos dos fãs eram tão altos nos shows ao vivo que o baterista Ringo Starr tinha de olhar para os outros membros 'movendo os ombros para seguir a música, incapaz de ouvir qualquer música. "Nós usavámos uma caixa PA, com aqueles enormes amplificadores e eu tive que olhar a parte de trás dos rapazes porque eu não conseguia ouvir nada, por isso,quando eles mexiam os ombros eu saberia" Oh, nós estamos lá! É onde estamos agora. Além disso, e isso é realmente minha opinião, nós realmente não estavámos tocando muito bem. " 
"No começo, a gritaria era emocionante. É como dar autógrafos, depois de ter sua foto, fazendo tudo", acrescentou McCartney. "Então, depois de um tempo,ficou mais e mais chato." 
Paul disse: "A gritaria, como disse Ringo, ficou tão alta que era inaudível.E assim que realmente estavámos atravessando e isso era legal de fazer 'Whoo-oooh!' porque alguma coisa estava acontecendo, porque caso contrário, eram apenas "pequenos homens palitos" que faziam essas coisas que você não podia ouvir. "
Em outra parte da entrevista, os dois membros sobreviventes dos Beatles rejeitaram a sugestão de que a coroa de flores na capa do álbum Sgt Pepper sugeria a morte dos Beatles, explicando que era mais
uma mudança na direção criativa da banda.

fonte: NME  

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

*****Diário dos Beatles completa 7 anos*****

Hoje! o Diário dos Beatles completa 7 anos e eu gostaria muito de agradecer a todos que tem acompanhado as informações e novidades.
Sempre dividindo com todos os fãs o dia a dia da banda que influencia gerações trazendo sempre a felicidade,amizade,alegria,paz e amor.
A todos....muito obrigado,pois é um prazer dividir com os fãs.


Breno Augusto

 ************************************************************

Hoy! Diario de los Beatles completos 7 años y me gustaría dar las gracias a todos los que han seguido la información y las noticias.
Siempre compartiendo con todos los aficionados en el día a día de la banda que influyó en generaciones llevando siempre la felicidad, la amistad, la alegría, la paz y el amor.
El todo .... muchas gracias, es un placer compartir con los aficionados.


Breno Augusto

**************************************************************

Today! Diary of The Beatles makes seven years and I would really like to thank everyone who has followed the information and news.
Always sharing with all the fans the day by day of the band that influenced generations always bringing happiness, friendship, joy, peace and love.
For all .... thank you very much, it is a pleasure to share with fans.


Breno Augusto

Há 50 anos,os Beatles fizeram seu último show - Parte 1


Embora eles terem feito uma aparição surpresa ao vivo em 30 de janeiro de 1969 sobre o telhado do edifício da Apple,esse foi o último show ao vivo dos Beatles que ocorreu em 29 agosto de 1966 no Candlestick Park, em San Francisco, Califórnia.
"Houve uma conversa séria no Candlestick Park que tinha chegado ao final. San Francisco, naquele show, parecia que este poderia ser a última vez, mas eu nunca me senti 100% de certeza até que voltamos para Londres.
 John queria desistir mais do que os outros. Ele disse que tinha sido o suficiente"  Ringo Starr 
Capacidade do local era de 42.500 lugares, mas apenas 25.000 ingressos foram vendidos, deixando grandes partes de assentos não vendidos. Fãs pagaram entre $ 4,50 e $ 6,50 pelos ingressos, e os Beatles receberam cerca de US $ 90.000.A produção do do show foi feita pela Tempo Productions uma  empresa local.
Os Beatles levaram 65% da receita bruta, a cidade de San Francisco levou 15% e receberam 50 ingressos grátis.Este acordo, juntamente com a baixa venda de ingressos e outras despesas inesperadas resultaram em uma perda financeira para Tempo Productions.
Os Beatles chegando no aeroporto de San Francisco
Candlestick Park foi a casa do time de beisebol do San Francisco Giants. O palco estava localizado logo atrás da segunda base em campo, e tinha cinco metros de altura e cercada por uma cerca de arame de seis metros de altura.
 Os Beatles chegando no aeroporto de San Francisco
O apresentador foi Gene 'Emperor'' Nelson da rádio 1260 KYA FM, e os shows de abertura foram, em ordem de aparição, The Remains, Bobby Hebb, The Ronettes e The Cyrkle. O show começou às 20:00.
As músicas que tocaram foram:Rock And Roll Music, She's A Woman, If I Needed Someone, Day Tripper, Baby's In Black, I Feel Fine, Yesterday, I Wanna Be Your Man, Nowhere Man, Paperback Writer e I'm Down.Durante a turnê eles ocasionalmente substituíam a última música com Long Tall Sally.
os Beatles no backstage antes do show
Os Beatles sabiam que era para ser o seu último show.Reconhecendo seu significado, John Lennon e Paul McCartney levaram uma câmera para o palco, com os quais tiraram fotos da multidão, o resto do grupo,se comprimentando.
 os Beatles no backstage antes do show
"Antes de um dos últimos números, nós realmente pegamos a câmera, eu acho que tinha um olho de peixe, uma lente grande angular. Nós configuramos a no amplificador e Ringo saiu da bateria, e ficamos de costas para o público e posamos para uma fotografia, porque sabíamos que era o último show."  George Harrison

Continua na parte 2...

fonte: The Beatles Bible

Há 50 anos,os Beatles fizeram seu último show - Parte 2


Quando os Beatles estavam a caminho até Candlestick Park, Paul McCartney pediu para o seu assessor de imprensa Tony Barrow fazer uma gravação do show em fita cassete de áudio, usando um gravador de mão.Como o cassete tem duração de 30 minutos de cada lado, e,Tony Barrow não podia trocar durante o show, a gravação foi cortada durante a última música Long Tall Sally.
"Havia uma espécie de fim acontecendo, e também houve esse tipo de sentimento entre todos nós em torno dos Beatles, que este podia ser apenas o último show que eles nunca mais iriam fazer. Lembro-me de Paul, casualmente, no último minuto, dizendo: 'Você tem o seu gravador com você?' e eu disse: 'Sim, claro. "Paul então disse, 'você tem fita? Mostra a fita ', que eu fiz, literalmente, apenas segurando o microfone no meio do campo. Como uma lembrança pessoal da ocasião, era uma coisa muito agradável ter, e a única diferença foi que não era uma ocasião espetacular. Não foi nada como Shea Stadium, não havia nada especial sobre ele em tudo".   Tony Barrow
Barrow deu a fita original do show do Candlestick Park para McCartney. Ele também fez uma única cópia, que foi mantida em uma gaveta trancada na mesa do escritório de Barrow. A gravação se tornou amplamente difundida nos bootlegs, embora bastante como não é conhecido.
"No aeroporto de San Francisco, quando o nosso avião se preparava para decolar, a cabeça de Paul veio por cima do meu assento da fileira de trás: "Você conseguiu algo na fita?" Passei o gravador de volta para ele: 'eu gravei muita coisa, exceto que a fita acabou no meio da Long Tall Sally ". Ele perguntou se eu tinha deixado o gravador em funcionamento entre os números para obter todos os anúncios e as observações de improviso. Eu disse: 'Está tudo lá a partir do feedback de guitarra antes do primeiro número. " Paul estava claramente querendo ter essa lembrança exclusiva do que viria a ser uma noite histórica - o show de despedida do Fab Four. 
De volta a Londres eu mantive a fita do show a sete chaves em uma gaveta de minha mesa de escritório, fazendo uma única cópia para minha coleção pessoal e passar o original para Paul para ele se manter. Anos mais tarde a minha gravação do Candlestick Park re-apareceu em público como um álbum bootleg. Se você ouvir uma versão bootleg do concerto final, que termina durante a Long Tall Sally  ele deve ter chegado a partir da cópia de Paul ou minha, mas nunca conseguiu identificar o ladrão!"     Tony Barrow
Particularmente reveladores são os comentários de McCartney antes de Paperback Writer, durante o qual ele questiona o futuro do grupo, e Long Tall Sally, que pode ter levado uma referência velada à arte da capa do açougueiro para o álbum "Yesterday... and Today". 
"Obrigado!Muito boa noite,,gostaríamos de continuar com uma próxima música,não surpreendentemente, ,ter sido escrita por George Harrison e está no LP Rubber Soul.Essa se chama If I Needed Someone"   Paul McCartney
"Obrigado a todos, obrigado. Gostaríamos de continuar agora, continuar juntos, à vontade como um conjunto e todos por um - com outro número que costumava ser um single ... há muito tempo. E esta é sobre uma senhora pervesa chamada Day Tripper! John Lennon

"Obrigado! Obrigado. Gostaríamos de continuar com algo que é muito antiga, de fato. E esta foi gravada por volta de 1959, e é chamada de I Feel Fine." George Harrison
“Obrigado Ringo. Lindo trabalhar com você, Ringo. Nós gostaríamos de tocar outra música agora do nosso álbum da  BBC. E se chama "He's a real Nowhere Man, sitting in his nowhere land". Oh yeah”    John Lennon 
“Nós gostaríamos de continuar, eu acho. Nós não estamos realmente certo ainda. Eu gostaria de continuar, com certeza. Definitivamente. Bem, vamos apenas assistir a este um pouco? Basta vê-lo. A próxima música é chamada Paperback Writer” Paul McCartney
“Muito Obrigado a todos. Todo mundo, maravilhoso.Nós gostaríamos de dizer que,tem sido maravilhoso estar aqui, neste maravilhoso ar do mar. Desculpe sobre o tempo. E gostaríamos de lhe pedir para participar e aplaudindo, cantando, conversando, fazendo qualquer coisa. De qualquer forma, a música é ... boa noite....” Paul McCartney anunciando Long Tall Sally 
Pouco antes de deixar o palco, John Lennon ficou tocando compassos de abertura de In My Life, antes de correr para se juntar ao resto do grupo no backstage.
Os Beatles foram rapidamente levados para o aeroporto em um carro blindado. Eles voaram de San Francisco a Los Angeles, chegando às 12:50 da manhã. Durante o vôo,foi ouvido George Harrison falando: "É isso, então eu não sou mais um Beatle.."

Comentário:
Em uma entrevista recente para a revista Rolling Stone,Paul McCartney diz não se lembrar da fita e nem com quem ficou.

domingo, 28 de agosto de 2016

Demo perdida dos Beatles é vendida por £18.000


A demo de uma música dos Beatles escrita para Cilla Black foi vendida por £ 18.000 em um leilão. 
Houve interesse dos compradores em todo o mundo no disco demo da Dick James de 7 polegadas, que apresenta uma versão de dois minutos da música It's For You. 
A canção foi escrita e gravada na fita por Paul McCartney e John Lennon -, mas foi escrita para Cilla Black, que teve um hit top 10 com a faixa em 1964.
O comprador estava disposto a desembolsar milhares de libras por uma gravação que não tinha sido lançado - que especialistas sobre Beatles dizem que é extremamente rara. 
A demo,pouco menos de dois minutos, foi vendida no Leilão de Memorabilia dos Beatles hoje dia 27 de agosto no Teatro Unity. 
Cerca de 300 itens raros estão à venda durante todo o dia no evento anual do dia 25, organizado pela Beatles Shop na Mathew Street que confirmou ter vendido por £ 18.000, depois de prever que iria buscar entre £ 15.000 a 20.000. 
Mas a identidade do novo dono da demo é ainda um mistério nesta fase. 
A gravação foi originalmente dada pelos Beatles para Cilla Black, quando ela estava se apresentando no London Palladium em 1964

USA Tour 1966 - A última turnê dos Beatles - Los Angeles


penúltimo show ao vivo aconteceu no Dodger Stadium em Elysian Park Avenue, em Los Angeles, Califórnia no dia 28 de agosto de 1966. Aconteceu no dia anterior do seu último show no Candlestick Park, em San Francisco.
Vários shows dos Beatles na sua última turnê haviam falhado em vender todos os ingressos, em um contraste marcante com suas visitas anteriores à América. Em uma tentativa para contrariar as críticas da imprensa,Brian Epstein, divulgou um comunicado.
"Esta turnê compara fenomenalmente bem com o do ano passado. É muito melhor durante todo este ano, do ponto de vista do interesse que aumentou e estamos realmente tocando para platéias maiores. Aqui em Los Angeles, por exemplo, 36.000 pessoas viram os Beatles no Hollywood Bowl.O show de hoje no Dodger Stadium vai atrair mais 10.000. As pessoas têm dito coisas sobre diminuir a popularidade.No momento em que deixamos, 400.000 pessoas terem vistos esta série de shows, e Sid Bernstein já entregou o convite formal para os Beatles retornarem ao Shea Stadium, no verão de 1967."   Brian Epstein
A conferência de imprensa foi realizada antes do concerto, em que os comentários controversos de John Lennon que os Beatles eram "mais populares do que Jesus", mais uma vez dominaram a entrevista.Ele repetiu a observação, mais uma vez, mas, ao contrário das conferências de imprensa antes da turnê, optou por não pedir desculpas.
Os Beatles tocaram para 45.000 pessoas em Los Angeles.Os ingressos custavam $ 3,$ 4,50, $ 5,50 e $ 6. O mais barato eram reservados para os membros do Exército dos EUA.
As músicas que tocaram foram:Rock And Roll Music, She's A Woman, If I Needed Someone, Day Tripper, Baby's In Black, I Feel Fine, Yesterday, I Wanna Be Your Man, Nowhere Man, Paperback Writer e I'm Down.Durante a turnê eles ocasionalmente substituíam a última música com Long Tall Sally.
"Em 1966 a estrada foi ficando muito chata e também foi chegando ao fim para mim. Ninguém estava ouvindo nos shows.Foi muito bom no início, mas estávamos tocando muito mal, e a razão pela qual eu entrei para os Beatles era porque eles eram a melhor banda de Liverpool.Eu sempre quis tocar com bons músicos.Isso foi o que se tratava.Em primeiro lugar, nós eram músicos: cantores, escritores, artistas. Onde acabou em um louco enorme pedestal que não era realmente no meu plano. Meu plano era continuar tocando uma boa música. Mas era óbvio para nós que a turnê tinha que terminar logo, porque não estava funcionando mais.
Na última turnê da América a coisa mais emocionante foi conhecer pessoas que vieram para o show. Nós tínhamos tocado nos estádios, tínhamos tocado para às grandes multidões, e ainda estávamos apenas fazendo o nosso show de trinta minutos!"    Ringo Starr no Anthology
O promotor do show tinha arranjado apenas 102 funcionários de segurança para o Dodger Stadium, e dezenas ficaram feridos e 25 presos quando os fãs enfrentaram a polícia durante uma corrida para os portões principais, o show terminou.A limousine dos Beatles foi forçada a voltar depois dos fãs subirem sobre ela, e eles se retiraram para os escritórios abaixo da arquibancada.
Os portões foram quebrados por fãs empunhando barricadas de madeira.Garrafas e paus foram atirados contra a polícia antes que o controle pudesse ser restaurado.A multidão permaneceu no estádio durante algum tempo depois dos Beatles deixarem o palco.
O grupo acabou deixando em uma van blindada do lado oposto do local. Eles retornaram para sua casa alugada em 7665 Carson Road, Beverly Hills, antes de voarem para San Francisco às 16:00 no dia 29 de Agosto de 1966. 

fonte: The Beatles Bible

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Exposição sobre os Beatles é inaugurada na Cidade do México

A exposição "The Beatles: Ontem, Hoje e Amanhã, a maturidade (1965-1967)" que tem uma coleção que permanecerá até o final de outubro no Museo Soumaya;começando a segunda fase da campanha TheBeatlesCDMX na Cidade do México.
Os itens nessa amostra é composta por 256 peças de colecionáveis como Bobby Delgada; Além disso, a oferta inclui mesas redondas, exposições e shows da série "The Beatles: Ontem, Hoje e Amanhã", que serão realizados em diferentes áreas da capital.
A partir de 20 de agosto a 25 de setembro no fórum aberto do Plaza Loreto, também desenvolverá o "Sábado com os Beatles", onde haverá espectáculos ao vivo; Além disso,nos domingos serão exibidos filmes e documentários.
Note-se que a inauguração foi assistida por Michelangelo Torruco, secretário de Turismo da Cidade do México.

fonte: Angulo 7

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

USA Tour 1966 - A última turnê dos Beatles - Seattle


Os Beatles realizaram dois shows no Coliseu em Seattle no dia 25 de agosto de 1966, às 15:00 e 20:00, na 12º data de sua turnê final. O show foi visto por 23.000 pessoas.
O grupo voou de Los Angeles às 10h, e ficou em Edgewater em Seattle. Eles realizaram uma conferência de imprensa no hotel, onde Paul McCartney foi perguntado repetidamente sobre falsas alegações de que ele iria se casar com Jane Asher no dia seguinte.
"Em Seattle, Paul foi questionado por jornalistas sobre um boato de que ele estava prestes a se casar. Fofoca se espalhou pela cidade, sugerindo que Jane deveria voar para se juntar à Paul. A palavra foi que um bolo de casamento tinha sido ordenado e uma suite nupcial reservada em um hotel local. Um repórter disse: "Sr. McCartney, você poderia por favor confirmar ou negar relatos de que você pretende se casar com Jane Asher aqui em Seattle esta noite.Paul abriu um largo sorriso e disse: 'É hoje à noite, yeah' Então, ele acrescentou mais a sério: "Não, ela não está vindo hoje à noite, tanto quanto eu sei. Eu espero que isso não seja verdade. Eu vou voltar para Los Angeles hoje à noite assim que se juntar com Jane eu não vou nem vê-la, muito menos casar com ela!"   Tony Barrow
Os Beatles tinha tocado no Coliseu uma vez antes, em 21 de agosto de 1964, durante a primeira turnê completa.
As músicas que tocaram foram:Rock And Roll Music, She's A Woman, If I Needed Someone, Day Tripper, Baby's In Black, I Feel Fine, Yesterday, I Wanna Be Your Man, Nowhere Man, Paperback Writer e I'm Down.Durante a turnê eles ocasionalmente substituíam a última música com Long Tall Sally.
Apenas 8.000 dos 15.000 ingressos disponíveis haviam sido vendidos para o show das 15:00. O concerto da noite estava cheio, no entanto.
Os Beatles voaram de volta para Los Angeles mais tarde em um vôo das 23:00, para mais dois dias de descanso.Sua partida foi adiada por cinco horas após uma das rodas do avião que estava desgastada e precisavam de substituição.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Conheça a exposição "Beatlemania Experience" de São Paulo

A partir desta quarta-feira, 24 de agosto, São Paulo abriga a maior exposição sobre os Beatles já produzida no mundo: a “Beatlemania Experience”, montada no estacionamento do shopping Eldorado. Dentro de uma estrutura de mais de 2 mil metros quadrados, fãs da banda poderão andar entre os ambientes que marcaram a história da beatlemania: o caminhão em frente à igreja St. Peter onde a banda de John Lennon, The QuarryMen, tocou no dia em que Lennon conheceu Paul McCartney; a fachada e o interior da Cavern Club, onde os Beatles tocaram quase trezentas vezes; a famosa faixa de pedestres na rua Abbey Road que estampa o álbum homônimo e a cobertura do prédio da gravadora Apple, onde o grupo tocou pela última vez em 1966.
Além dos cenários cuidadosamente reconstruídos, a exposição também traz milhares de fotografias (cedidas pela GettyImages), réplicas de instrumentos e figurinos, brinquedos popularizados no auge da fama, capas de álbuns e algumas experiências interativas: numa, o público pode se sentir dentro de um show dos Beatles, com a ajuda de um óculos de realidade virtual; na outra, uma sala decorada como o interior do submarino amarelo exibe imagens da animação, criando uma imersão psicodélica.
A “Beatlemania Experience” vem na onda das exposições interativas que se popularizaram em São Paulo nos últimos anos, graças a montagens do MIS como as sobre Stanley Kubrick, François Truffaut, David Bowie e, mais recentemente, Tim Burton. Como aquelas, esta também coloca o fã dentro do universo sensorial de seu ídolo, mas, talvez em contraste com elas, aqui o volume de informação e reflexão propostos sobre o tema não é tão grande.
Para uma mostra que propõe estudar a história de um grupo que conquistou o mundo em menos de dez anos de carreira, falta colocar todo esse rock n’ roll em contexto, explorando a influência da banda sobre o visual de uma geração, sua relação com outros gêneros musicais da época ou o uso de sua música como hino de rebeldia e de paz. O fã mais curioso também sentirá falta de vídeos com entrevistas ou momentos raros de bastidores, que pudessem aproximá-lo da intimidade e do pensamento dos músicos, quando não estavam sobre os palcos.
A “Beatlemania Experience” tem, ainda, um lado filantrópico muito especial: em parceria com a fundação ActionAid, que ofereceu um cavaquinho autografado por Paul McCartney à exposição, moradores de Heliópolis poderão visitar a instalação gratuitamente com o apoio do projeto, que auxilia cerca de 300 mil pessoas em situação de pobreza atualmente no Brasil. Para quem quiser ajudar, haverá um cofre para doações na loja de souvenirs, ao final da exposição.
Os ingressos para a exposição custam R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia) e estão à venda no site IngressoRápido, na bilheteria do Tom Brasil, no interior do shopping Eldorado e na própria tenda de eventos.

fontes: Guia da Semana (photos) e UOL/Vírgula  (photos)

terça-feira, 23 de agosto de 2016

USA Tour 1966 - A última turnê dos Beatles - Nova York 1º dia


Depois do show em St Louis,os Beatles viajaram para Nova York para uma entrevista coletiva de imprensa no dia 22 de agosto.Após a sua conferência de imprensa no Hotel Warwick, Nova York,os Beatles realizaram uma segunda com a presença de jovens fãs.
A conferência de imprensa para os fãs foi idéia dos Beatles, e foi concebida como uma mudança do formato usual, na esperança de que seriam feitas perguntas diferentes.Foi co-organizada pela estação de rádio WMCA de Nova York, e DJ Gary Stevens convidava os ouvintes a enviar um postal com o seu nome, endereço e telefone.
Cerca de 50 mil inscrições foram recebidas e 75 vencedores foram escolhidos aleatoriamente.Uma competição semelhante foi realizada por um funcionário americano do Beatles Fan Club, para 150 fãs no total participaram da conferência no Hotel Warwick.
Após a sua chegada na sala de conferências cada uma das fãs foi dada um pacote de presente contendo fotografias individuais assinados pelos Beatles.Quando o grupo entrou na sala, havia gritos, a emoção e continuou por toda parte.
No final da conferência,John Lennon foi presenteado com uma guitarra, um presente feito por encomenda da empresa de guitarras Guild, com sede em Hoboken, New Jersey.
O instrumento foi uma guitarra Guild Starfire XII elétrica de 12 cordas,estilo maple modelado com folheados a ouro.Outra foi apresentada ao Lennon por Mark Dronge, filho do fundador Alfred Dronge Guild.
Algum tempo depois da conferência de imprensa, a guitarra entrou na posse do ex-marido de Yoko Ono Tony Cox, que a vendeu para a Hard Rock Café. Não se sabe se alguma vez apareceu em uma gravação dos Beatles.
Depois da entrevista,os Beatles tiraram o dia livre em Nova York.

fonte: The Beatles Bible