segunda-feira, 31 de outubro de 2016

A música Crackerbox Palace de George Harrison

George gravou essa música para o álbum Thirty Three & 1/3 lançado em 1976 e lançado como um single,ficando na 19º lugar na parada americana.
A música foi inspirada pelo encontro de Harrison com um homem chamado George Greif. No Midem Music Festival 1975, Harrison conheceu o homem e disse-lhe que ele se parecia com o falecido comediante Lord Buckley (Harrison admirava Buckley por muitos anos).Por acaso,Greif era ex-empresário de Buckley, e ele convidou Harrison para conhecer a sua casa em Los Angeles velha de Buckley, que ele chamava de "Crackerbox Palace".Pensando que a frase tinha os ingredientes de uma canção, Harrison anotou as palavras "Crackerbox Palace" em um maço de cigarros, e mais tarde escreveu a canção.
A canção inclui referências a Greif ( "Eu conheci um Sr. Greif") e ao Lord Buckley ( "sei que o Senhor está bem e dentro de você").
Um filme promocional lunático lançado junto com o single e foi exibido pela primeira vez em 20 de novembro de 1976, em um episódio de Saturday Night Live.
Dirigido por Eric Idle do grupo Monty Python, o filme mostra Harrison, Neil Innes dos Rutles empurrando um carrinho de bebê e um homem com um roupão de banho com um pato na cabeça, e como uma autoridade da igreja),também mostra a futura esposa Olivia Arias,John Cleese e vários outros amigos, em uma variedade de trajes selvagens.
O filme foi filmado na casa de Harrison, Friar Park.

fonte: Wikipedia

sábado, 29 de outubro de 2016

Paul McCartney divulga música inédita para trilha sonora de filme

O ex-Beatle compôs "In The Blink Of An Eye" para a trilha sonora da animação "Ethel e Ernest", adaptação de uma graphic novel
Paul McCartney pegou seus fãs de surpresa nesta sexta-feira (28) ao lançar “In The Blink Of An Eye”, sua primeira canção inédita desde o álbum “New”, de 2013. A música é parte da trilha sonora do filme “Ethel e Ernest”, animação baseada no livro homônimo de Raymond Briggs.
A faixa, que é tocada só nos créditos do filme, já está disponível para compra no iTunes, porém apenas para quem adquirir a trilha completa da animação.
Em entrevista ao jornal britânico Telegraph, o diretor do filme, Roger Mainwood, explicou que McCartney já era fã do livro que conta a história do casal Ethel e Ernest, então sua equipe precisou apenas mandar uma carta perguntando se o músico gostaria de fazer parte da produção – e ele concordou com a ideia. “In The Blink Of Na Eye” foi incluída, então, como o tema para “o pai e a mãe”, os protagonistas da animação.
O filme narra o romance vivido entre Ethel, uma empregada, e Ernest, entregador de leite, pais do autor do livro, Raymond Briggs. O casal, falecido na década de 1970, atravessou momentos importantes da história, como a Segunda Guerra Mundial e a "Grande Depressão", período de crise econômica global.
A faixa "In The Blink of an Eye" pode ser comprada no iTunes, mas ainda não foi lançada nos serviços de streaming.

fontes: Gente/IG ou Billboard

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Produtor Jack Douglas fala sobre as últimas gravações de John Lennon - Parte Final

Durante a entrevista,Jack falou de uma possível reunião de John com Paul "ele me disse que estava voltando para Bermuda para escrever,o plano era fazer um álbum para o Ringo, Paul já tinha assinado.Por isso, ia ser Paul e John juntos e estávamos tentando conseguir George para fazer também com Ringo, que teria sido inacreditável."
Jack relembra o dia da morte de Lennon quando ele foi ao estúdio e gravou alguns "rugidos" com a guitarra Rickenbacker 325 de 1958,onde desde 1964 ele não usava em estúdio durante a música da Yoko "Walking on Thin Ice" :
"Boa noite, vejo o na parte da manhã" no Sterling, o estúdio de masterização. E poucos minutos depois eu recebo um telefonema, ele foi baleado.Eu não podia acreditar. Subi para o Hospital Roosevelt, passei a noite lá. Mas ele já tinha ido embora."
John,Yoko e Jack Douglas na mesa
Quando John foi morto carregava nas mãos a fita da mixagem final da música que havia terminado minutos antes.
Jack disse que ele e o John ficavam horas no estúdio relaxando e conversando "John gostava de relaxar depois de uma sessão. Ele tinha um cachimbo de ópio velho que gostava de carregar com alguma erva,que eu acredito que ele ganhou do Paul.
Jack fala do amor de Lennon pelos Beatles "Ele falava o tempo todo.E quando uma música dos Beatles tocava no rádio,que ele adorava escutar rádio, ele dizia tudo sobre a sessão. Tudo o que aconteceu. Ele nunca teve um problema para falar sobre o quanto ele amava aquela banda. E o quanto ele amava aqueles caras. Ele estava um pouco irritado com George, porque George tinha escrito um livro chamado I Me Mine e ele não mencionou John muito no livro, na época. Mas ele sentiu que isso viria ao redor.Mas seu amor por aquela banda,era fenomenal.Ele os amava tanto quanto todos os amava."
Jack Douglas e Yoko
O jornalista perguntou a Jack Douglas sobre algum encontro de Paul com John durante essa época:
Alguma vez você viu os juntos, qualquer um deles? 
"Não. Mas eu sei que Paul estava no Dakota."
Será que eles tocaram juntos? 
"Eu não sei. Tudo o que sei é que Paul estava preparando material para o álbum de Ringo."

Carta de John Lennon devolvendo a MBE vai a leilão

Uma carta de John Lennon que escreveu à rainha explicando por que ele estava retornando a sua medalha MBE foi encontrada.
O proprietário anônimo levou o documento para um dia de avaliação da The Beatles Story, em Liverpool na quarta-feira - e descobriu que valia cerca de £ 60.000 ($73,000)
Um especialista acredita que o texto é um projeto da carta enviada por Lennon em 1969, que permanece nos arquivos reais.
Ele devolveu a MBE em protesto contra o envolvimento da Grã-Bretanha em uma guerra civil.
A carta diz: "Eu estou devolvendo esta MBE em protesto contra o envolvimento da Grã-Bretanha no caso Nigéria-Biafra e contra o fato de 'Cold Turkey' ter caído nas paradas"
Lennon, juntamente com os outros membros dos Beatles, inicialmente aceitaran a MBE, quando foi premiado em 1965 homenageiando o aniversário da rainha, mas mais tarde ele devolveu em 1969.
A carta, que foi recentemente descoberta no sótão da casa do proprietário, tem sido descrita como uma "relíquia" pelo especialista em memorabilia de música Darren Julien.
Ela foi originalmente descoberta dentro da capa de um disco de uma coleção de 45rpm.
"Minha teoria é que John Lennon nunca enviou este projeto devido as manchas de tinta", disse Julien.
"Se você está escrevendo para a rainha, você quer a letra fique bonita e perfeita, você não quer envie manchada.
"Isto sugere que ele escreveu uma segunda versão da carta, que foi a realmente enviada."
Outros itens no leilão incluem:
-Um programa assinado por todos os quatro Beatles, no valor de £ 10.000
-Uma guitarra elétrica jet vermelha, dada como um presente de aniversário, no valor de mais de £ 2.000
-Uma foto autografada pelo os Beatles, no valor de £ 5.000
-Um par de meias de nylon Beatles avaliada em £ 300
-Uma pintura de Ringo Starr, que foi resgatada do Cavern Club original quando fechou em 1973, foi avaliada em £ 5.000.

Colaboração: Nancy Korn

fonte: BBC

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

O álbum Stop and Smell the Roses de Ringo Starr completa 35 anos

Stop and Smell the Roses é o álbum de estúdio de Ringo Starr, lançado em 27 de outubro de 1981 nos Estados Unidos e 20 de novembro de 1981 no Reino Unido, após os desastres comerciais de Ringo the 4th (1977) e Bad Boy (1978).
História
Após conhecer que se tornaria depois a esposa Barbara Bach no set de filmagem de The Caveman no início de 1980,Ringo contactou Paul McCartney para iniciar algumas sessões.Com Wings,em seguida, no limbo e McCartney II sendo lançado, McCartney reservou tempo com Ringo de 11 a 21 de Julho na França para gravar três músicas: "Private Property" e "Attention" (escritas por McCartney), mais uma cover de "Sure To Fall" .
 Ringo e Paul  durante a filmagem do video Sure To Fall
Em seguida, Stephen Stills se envolveu, escrevendo "You've Got a Nice Way" para Ringo e produzindo sua gravação em agosto. Ronnie Wood dos Rolling Stones fez questão de ajudar e trouxe "Dead Giveaway" em setembro, que ambos co-produziram. Amigo de longa data Harry Nilsson era o próximo na lista de Ringo, apresentando-o com "Drumming Is My Madness" e faixa título do álbum, sendo que ambos foram gravados no início de novembro, com sessões iniciando em dezembro.
Depois de trabalhar com McCartney, era natural que Ringo iria estender o convite aos seus dois companheiros dos Beatles.Quando Ringo chegou ao Friar Park de George Harrison em 19 de Novembro (onde estava regravando o Somewhere in England, depois de algumas de suas canções tinham sidas rejeitadas), Harrison lhe presenteou com "Wrack My Brain" - composta especialmente para Ringo."You Belong To Me", outra cover do passado, também foi gravada, com Harrison produzindo.Ringo também gravou uma versão de "All Those Years Ago", mas Ringo disse para Harrison que o vocal era demasiado elevado para o seu alcance e ele não gostou da letra.(Harrison tomou a trilha de volta, mudou algumas das letras e, mais tarde, com overdubs com Paul e Linda McCartney, que saiu como um tributo a John Lennon e foi o single de Somewhere in England) Lennon foi o último dos Beatles que Ringo ainda tinha que visitar e tendo apenas lançado Double Fantasy - Lennon estava ansioso para se encontrar com Ringo.Em 26 de Novembro, em Nova Iorque, Lennon deu a Ringo as demos de "Nobody Told Me" e "Life Begins at 40", que Ringo fez questão de gravar. Lennon com produção marcada, que seria na data de 14 de janeiro de 1981 para gravar as canções. Em 8 de dezembro, no entanto, tudo mudou, quando Lennon foi morto a tiros em frente ao Dakota pelo ASSASSINO.
Devastado pelo assassinato de Lennon, Ringo não tinha coração para gravar canções de Lennon (que mais tarde seriam lançadas em álbuns póstumos de Lennon). Após um período de luto, Ringo voltou ao estúdio para a overdubs necessários e completou o álbum em fevereiro de 1981. Inicialmente intitulado You Can't Fight Lightning e com uma foto da capa alternativa, Portrait Records,nos EUA rejeitaram o álbum, deixando Ringo para encontrar um novo selo. Felizmente, a RCA Records (uma subsidiária chamada Boardwalk Records nos EUA) estava interessado. Com uma nova ordem das músicas e alteração de projeto, o álbum foi rebatizado para Stop And Smell the Roses após a canção doada por Nilsson.
"Wrack My Brain" foi o primeiro single em novembro daquele ano. Enquanto ele perdeu nas paradas do Reino Unido, conseguiu no Top 40 dos EUA, alcançando 38} lugar. Stop And Smell the Roses foi considerado o melhor álbum de Ringo desde 1974, Goodnight Vienna, mas não foi suficiente para torná-lo um sucesso, alcançando não mais do que 98º lugar nos EUA, apesar de ter sido o seu álbum mais vendido nos últimos anos.
No início de 1982, "Private Property" de McCartney foi lançado como o segundo single, mas não conseguiu gráfico em qualquer lugar. Perplexo, RCA deixou Ringo em 1982.Pela primeira vez em sua carreira, Ringo estava fora de um contrato de gravação - e desta vez,nenhuma empresa dos EUA e Reino Unido estaria disposto a contratá-lo.
Stop and Smell the Roses foi reeditado em CD nos EUA pela Capitol Records em 1994 com várias faixas bônus das sessões, mas excluído alguns anos mais tarde.
1. "Private Property" (Paul McCartney) - 2:44
Produzido por Paul McCartney
Participações de Paul McCartney no baixo e piano, bem como backing vocal com Linda McCartney, Laurence Juber na guitarra, Howie Casey no saxofone, e Green Lloyd na pedal steel guitar.
2. "Wrack My Brain" (George Harrison) - 2:21
Produzido por George Harrison
Participações de George Harrison na guitarra e backing vocals e Ray Cooper no piano, percussão e backing vocals, Herbie Flowers no baixo e tuba, Al Kooper no piano e guitarra.
3. "Drumming Is My Madness" (Harry Nilsson) - 3:29
Produzido por Harry Nilsson6. "Dead Giveaway" (Richard Starkey, Ronnie Wood) -. 04:28
4. "Attention" (Paul McCartney) - 3:20
Produzido por Paul McCartney
Participações de Paul McCartney no baixo e piano, bem como backing vocal com Linda McCartney, Laurence Juber na guitarra, Howie Casey no saxofone, e Green Lloyd na pedal steel guitar
5. "Stop and Take the Time to Smell the Roses" (Harry Nilsson, Richard Starkey) - 3:08
Produzido por Harry Nilsson
Produzido por Ronnie Wood e Ringo Starr
Participações de Ronnie Wood na guitarra, baixo acústico, saxofone, backing, vocal, Wilton Felder no baixo, Joe Sample no piano, Greg Mathison no piano
7. "You Belong to Me" (Pee Wee King / Redd Stewart / Preço Chilton) - 2:09
Produzido por George Harrison
Participações de George Harrison na guitarra e backing vocals e Ray Cooper no piano, percussão e backing vocals, Herbie Flowers no baixo e tuba, Al Kooper no piano e guitarra
8 "Sure to Fall" (Carl Perkins, Quinton Claunch, William Cantrell) -. 03:42
Produzido por Paul McCartney
Participações de Paul McCartney no baixo e piano, bem como backing vocal com Linda McCartney, Laurence Juber na guitarra, Howie Casey no saxofone, e Green Lloyd na pedal steel guitar.
9. "You've Got a Nice Way" (Stephen Stills, Michael Stergis) - 3:33
Produzido por Stephen Stills
Participações de Stephen Stills na guitarra solo, Michael Stergis na guitarra ritmo, Mike Finnigan no piano e órgão, e Harley Thompson no baixo
10 "Back Off Boogaloo" (Richard Starkey) -. 03:16
Produzido por Harry Nilsson
inclui o riff de guitarra de abertura de "It Don't Come Easy", como uma introdução
Participações de Harry Nilsson no backing vocal

Bonus no CD:
11. "Wake Up" (Richard Starkey) - 3:45
Produzido por Stephen Stills
Participações de Stephen Stills na guitarra solo, Michael Stergis na guitarra ritmo, Mike Finnigan no piano e órgão, e Harley Thompson no baixo.
12."Red and Black Blues" (Lane Tietgen) -. 3:20
Produzido por Stephen Stills
Participações de Stephen Stills na guitarra solo, Michael Stergis na guitarra ritmo, Mike Finnigan no piano e órgão, e Harley Thompson no baixo
13. "Brandy" (Joseph B. Jefferson, Charles B. Simmons) -. 4:08
Produzido por Ronnie Wood e Ringo Starr
Participações de Ronnie Wood na guitarra, baixo acústico, saxofone, backing, vocal, Wilton Felder no baixo, Joe Sample no piano, Jeff Baxter na guitarra
14. "Stop and Take the Time to Smell the Roses" (Versão Vocal Original) (Harry Nilsson, Richard Starkey) - 3:09
Produzido por Harry Nilsson
15. "You Can't Fight Lightning" (Ringo Starr) - 5:41
Produzido por Paul McCartney
Participações de Ringo na guitarra, Paul McCartney na bateria, Barbara Bach nas maracas e Linda McCartney, entre outros cantando backing vocals
16. "Hand Promos Gun" - 2:03

fonte: Wikipedia

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Produtor Jack Douglas fala sobre as últimas gravações de John Lennon - Parte 2


Depois de escutar as fitas,John Lennon pediu para que Jack Douglas começasse o trabalho " "Olha, quando eu voltar, você começa a trabalhar sobre isso.Monte uma banda. Aqui está o que eu quero fazer, eu não quero fazer um álbum de rock. O que eu quero fazer aqui é um disco sobre um homem de meia idade. Eu quero que eles tenham essa sensação, um homem que está colocando juntos sua vida, que sobreviveu, para mim. Os Beatles. E tudo essa outra porcaria que está acontecendo na minha vida. Eu sobrevivi a tudo isso, eu sou agora um homem de família. Eu estou enfrentando a meia-idade, eu estou olhando para os 40. "E ele disse:" Eu quero caras paras as sessões com minha idade que eu possa falar, e dizer-lhes, algo parecido com isto, posso referir-se as músicas antigas e eles vão entender,o mesmo toque. " disse Jack Douglas referindo o que Lennon queria dele.
Yoko,John e Jack Douglas sentado
"Ele disse pra mim "Você monta uma banda. Você vai ensaiar. Eu não vou estar lá. Eles não saberão qual disco que eles estão fazendo."Você pode fazer os arranjos, fazer o que quiser. Você faz o que você quer, gravar os ensaios, e quando você deixar os ensaios, você volta ao Dakota e toca o para mim e vamos falar sobre o que pode mudar no que eu quero fazer. "
Então eu iria para o ensaio, eu voltaria para o Dakota, literalmente pular na cama com ele, porque ele gostava de trabalhar na cama. Ele tinha essa cama,cercado por instrumentos e guitarras e gravadores, teclados, tudo ao seu redor. E eu pularia na cama com ele e ele ouvia e dizia "Oh,está perto. Eu quero que você faça isso, mude aquilo um pouco. "E eu voltaria para o ensaio e todo mundo iria perguntar:" Quem é o artista?" disse Jack Douglas
A banda com a produção do álbum com Yoko e John sentados
Jack fala do último ensaio da banda "Rapazes este último ensaio,vai ser uma espécie de ensaio desconectado. Basta me encontrar na esquina da 77th e Central Park West "e para a maioria deles,as suspeitas foram confirmadas. Fomos até o Dakota e eu disse: "Agora vocês sabe quem é, mas vocês não podem contar a ninguém. O estúdio não sabia que eu estava trazendo.As sessões vão parar. Porque John ainda não sabe se vai a frente. E se isso não acontecer, ele ficaria deprimido porque que ele tentou e não podia. "De modo que o ensaio, nós apenas ficamos presos em torno do estúdio, o outro apartamento que ele tinha no 7º andar.Tocou piano, um pouco de guitarra acústica. Principalmente apenas para atender os caras. Alguns deles sabiam."
Na saída, todos estavam, deixando a porta do apartamento que ele tinha um piano Rhodes por isso, se ele tivesse uma idéia quando chegasse em casa, ele podia chegar no piano como gravador de fita.
Tony [Levin,o baixista] estava atravessando a porta, e Hugh [McCracken, guitarra] estava seguindo, e ele agarrou-os e disse: "Espere, eu escrevi algo," e ele tocou "(Just Like) Starting Over. "E ele disse:" o que você acha? ""Eu acho que é um sucesso, provavelmente o primeiro single. Por que não podemos gravar em primeiro lugar e assim ensaiando,a banda vai se conhecendo desta forma.Em um ponto eu tinha Cheap Trick entrando e gravando algumas faixas com ele, e eles foram liberados." disse Jack.
Jack disse que a banda Cheap Trick e John Lennon gravaram  “I’m Losing You.” mas estavam muito nervosos

Em breve a parte final....

Paul McCartney ficou irritado com declarações recentes de Phil Collins

Há alguns dias Phil Collins soltou algumas declarações bastante fortes em relação a Paul McCartney.
O músico se lembrou de um encontro que teve com o ex Beatle há 14 anos e disse que ele foi um tanto quanto arrogante:
"Eu o encontrei quando eu estava trabalhando numa festa no Buckingham Palace em 2002. McCartney veio com Heather Mills e eu tinha a primeira edição do The Beatles [o livro], de Hunter Davies, e eu disse, ‘Ei, Paul, você se importaria de autografar isso para mim?’. E ele disse ‘Oh, Heather, nosso pequeno Phil é um fã dos Beatles’. E eu pensei ‘Seu merda, seu merda’. Nunca me esqueci."
Para completar, ele ainda falou sobre o ar de superioridade que teria sentido a partir de Paul:
"Ele tem esse jeito de que, quando ele fala com você, ele te faz se sentir ‘Eu sei como isso deve ser difícil para você porque eu sou um Beatle. Eu sou Paul McCartney e deve ser bem difícil para você estar conversando comigo.’
Pois bem, parece que Paul McCartney não gostou nem um pouquinho das declarações.
Quem disse isso foi o próprio Phil Collins, que em nova entrevista para a Billboard, revelou que recebeu e-mails de Paul após a sua declaração:
"Ele tem entrado em contato porque ficou irritado. Certamente eu não recebi flores dele; recebi mais uma mensagem do tipo ‘Vamos seguir em frente com as nossas vidas.’ E eu sinto muito que ele esteja irritado porque eu meio que disse algo desagradável dele — bem, não foi realmente desagradável. Se as pessoas não disserem às outras que às vezes seu comportamento pode ser um pouco melhor, então você não irá melhorar, sabe?
Collins ainda completou:
"Eu acho que talvez eu deveria apenas jogar tudo isso para baixo do tapete e me esquecer de tudo que aconteceu, mas aconteceu, sabe."

Ringo Starr se apresentou em Nagoya

Ringo Starr se apresentou ontem em Nagoya no Japão dia 25 de outubro.

Ringo Starr se apresentou em Osaka

Ringo Starr se apresentou dia 24 de outubro em Osaka no Japão abrindo a sua turnê com a sua All Starr Band no Orix Gekijo

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Produtor Jack Douglas fala sobre as últimas gravações de John Lennon - Parte 1

Jack Douglas,Yoko e John Lennon
Jack Douglas é um produtor musical bem conhecido durante os anos 70 onde trabalhou com Patti Smith,New York Dolls,Mile Davis e Aerosmith.
Ele foi convocado por Yoko Ono para trabalhar no que viria a ser os dois últimos discos de Lennon, Double Fantasy e Milk and Honey e ele falou sobre a noite onde Lennon foi morto; e o amor duradouro de Lennon pelo os Beatles.
"Eu recebi um telefonema estranho perguntando se eu gostaria de fazer um "trabalho especial" e que devesse aparecer na 30th Street e que teria um avião que me pegaria para levar em um lugar.Como você poderia resistir a isso?" disse Jack
"Nós fomos para Cold Spring Harbor e chegando lá tinha uma pessoa me esperando "Vem por aqui, Yoko está esperando por você." E eu disse: "Yoko?" Fui até lá, Yoko estava lá, "Oh Jack, é muito bom te conhecer.O que eu vou dizer agora, você não pode dizer a ninguém. "Ok. Bem. Os meus lábios estão selados. O que é ? "" John quer fazer um disco, ele quer que você o produza.Mas você não pode contar a ninguém sobre isso, ele está em Bermuda agora. Ele vai chamar e falar com você em poucos minutos. "
John e Sean em Bermuda
Isso soa muito reservado. "Ok." Então o telefone tocou e John disse: "Você sabe, eu quero fazer um disco,mas eu não sei se eu quero fazer.Eu tenho algum material, eu tenho escrito por um tempo, anotando aqui em Bermuda "e, claro, ele teve uma experiência onde quase morreu em um barco durante uma tempestade,o que eu acho que mudou sua perspectiva completamente. Porque quase todas as músicas foram escritas em Bermuda." disse Jack.
"E foi em 1979.E assim concordamos que eu iria ouvir o material. E ele disse: "Yoko tem" e ela me entregou um envelope que dizia: "Somente para os ouvidos de Jack" E eu o levei para casa e ele me chamou em casa no dia seguinte e perguntou: "O que você acha?" E minha opinião honesta era que eram muito primitivas, um monte de cassetes, havia comentários nelas.Explicando como começaram,várias de forma engraçadas, e todas terminava com, "Um pedaço de merda. Vou dar a Ringo para seu álbum solo ".
John em Bermuda
O jornalista que entrevistava Jack Douglas perguntou:Foram todas essas músicas que acabaram entrando nos álbuns? 
Não, ainda havia um pouco mais. E havia tantas naquela fita que eu não colocaria no álbum.Mas os Beatles tinham completado "Real Love" muitos anos mais tarde, a partir desse cassete. Eles construíram fora dessa cassete. Na verdade, eu tinha o original, de modo que eles construíram de uma cópia que talvez Yoko tinha.
Essas demos foram lançadas nas caixas John Lennon Anthology e Signature Box,não é?
Sim, a maioria dessas demos foram lançadass ... Talvez não com os diálogos, que são muito engraçados, mas ele está cantando em um gravador de fitas como uma beatbox , como uma Panasonic no dia.Ele está cantando para ele, tocando violão, e depois toca em outro, a partir dos alto falantes e, em seguida, cantando junto com ele, como tocar percussão ou dobrar seus vocais. Era tão primitivo. Batendo em panelas e frigideiras. Muito primitivo"

A entrevista é muito grande e eu vou separá-la em partes...em breve a parte 2

sábado, 22 de outubro de 2016

O duelo de guitarras entre George Harison e Eric Clatpton

George e Eric em 1969
Pattie Boyd, que inspirou "Something", de George Harrison e algumas músicas de Eric Clapton,como a balada, "Wonderful Tonight", e o hino do rock incendiário, "Layla",foi casada com ambos.
Pattie Boyd escreveu uma autobiografia chamada Wonderful Tonight algum tempo e tem uma passagem interessante,a noite que George e Eric disputaram o amor dela mas ao estilo deles.
George,Pattie e  Jim Clark no Grande Prêmio de F1 em Mônaco-22 de maio de 1966
Pattie Boyd e George Harrison se casaram em 1970, mas Clapton capturou sua atenção quando ele tocou "Layla" para ela em sua honra. "Nós nos conhecemos secretamente em um apartamento em South Kensington. Eric tinha me pedido para vir, porque ele queria que ouvisse uma música que ele tinha escrito ", lembra Boyd. "Ele ligou o tape, aumentou o volume e tocou para mim a mais poderosa música que eu já tinha ouvido. Era "Layla".
Pattie e Eric se casando em 1979
George Harrison, mais tarde, naquela mesma noite, encontrou-os juntos no jardim da casa do empresário Robert Stigwood. "[Harrison] ficava perguntando: 'Onde está Pattie? Mas ninguém parecia saber. Ele estava prestes a sair quando ele me viu no jardim com Eric ", lembrou Boyd. "George se aproximou e perguntou: 'O que está acontecendo?" Para meu horror, Eric disse,' Eu tenho que lhe dizer,cara,que eu estou apaixonado por sua esposa. "Eu queria morrer. George estava furioso. Ele virou para mim e disse: (. Ela foi para casa com Harrison) "? Bem, você está indo com ele ou vem comigo '"
Paul McCartney, Lonnie Donegan, George Harrison e Ringo Starr na festa do casamento de Pattie e Eric em 19 de maio de 1979
A provação chegou a um ponto quando Clapton bêbado apareceu na casa de Harrison e desafiou-o para um duelo de guitarras. "George entregou-lhe uma guitarra e um amplificador - como um cavalheiro do século 18 que entregou ao seu rival uma espada - e por duas horas, sem uma palavra, eles duelaram", disse Pattie Boyd. "No final, nada foi dito, mas o sentimento geral era de que Eric tinha vencido. Ele não se permitiu ficar irritado ou ir para os instrumentais como George tinha. Mesmo quando ele estava bêbado, sua guitarra era imbatível. "
 George e Pattie em Friar Park 1991
Ela se separou do George Harrison em 1974 mas o divórcio só saiu em 1977 e casou com Eric Clatpton em 1979 se separando em 1989.Em 2015,Pattie se casou pela 3ª vez com Rod Weston.

fonte: The Nerdist

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Fotos da capa para o Abbey Road vão a leilão

crédito:  Heritage Auctions
A fotografia da capa do álbum dos Beatles Abbey Road é uma das imagens mais icônicas da história pop.
Tirada em 1969, mostra o grupo que anda através de um cruzamento.
Liderados por John Lennon de terno branco, com. Paul, é claro,descalço.
Mas há outras versões, incluindo o grupo de atravessando para o outro lado, e há até mesmo fotos com Paul vestindo sandálias.
Ora, estas fotos alternativa raramente vistas irão a leilão em Nova York na próxima quinta-feira.
Ao todo, são seis fotos tiradas por Iain Macmillan que morreu em 2006
Este conjunto foi dado a um executivo da gravadora Capitol, que tinha os direitos norte-americanos para a música dos Beatles na época.
crédito:  Heritage Auctions 
Foi vendido para um colecionador que vai colocá-los à venda. O paradeiro dos outros conjuntos restantes é desconhecida.
"Não parece que o resto foi vendido em uma galeria, nós pensamos que foram dadas a outras pessoas envolvidas em 1969", disse ele.
As fotos foram tiradas em 8 de agosto 1969, quando o grupo chegou nos estúdios de gravação em Abbey Road.
 crédito:  Heritage Auctions
Por volta das 11h30 um policial foi convencido a parar o tráfego, enquanto Macmillan colocou uma escada e,se estabilizou, fazendo 6 fotos rápidas.Ele levou 10 minutos.
A coleção que foi tirada a partir dos negativos deverá ser vendida por $ 80.000 (£ 66.000), quando vai à venda em Nova York e on-line através do site da empresa Heritage Auctions 

Paul McCartney "Sem esses lugares pequenos,minha carreira seria diferente"

Paul durante um show no 100 Club em Londres em 2010
Paul McCartney afirmou o seu apoio aos esforços da Music Venue Trust,que é uma instituição registrada que consiste proteger locais de música do Reino Unido para futuros artistas.
O ex-Beatle, que no sábado fez a segunda e última semana 'megafestival' Desert Trip na Califórnia, disse "Ao longo da minha carreira eu tive sorte o suficiente para tocar em locais de todas as formas e tamanhos diferentes, a partir de pequenos clubes aos estádios enormes em todo o mundo. Sem clubes populares, bares,a minha carreira poderia ter sido muito diferente.
"Eu apoio a Music Venue Trust porque os artistas precisam de lugares para começar, desenvolver e trabalhar em seu ofício, e os pequenos locais têm sido a pedra angular para isso. Se nós não apoiamos a música ao vivo, a este nível, então o futuro da música em geral está em perigo ".
Paul durante um show no 100 Club em Londres em 2010
O comediante e apresentador Stephen Fry comenta: "Você está farto como os nossos locais de música que estão sendo fechados por desenvolvedores gananciosos e míopes e pessoas sem senso de cultura? Vamos ao clube juntos e #Fightback. "
O artista musical J. Willgoose acrescenta: "Estamos firmemente atrás da Music Venue Trust e seu apoio para os locais populares em todo o país.Muitos locais foram perdidos nos últimos anos e aqueles que sobrevivem estão sob uma pressão sem precedentes de desenvolvedores sem escrúpulos, com pouca proteção oferecida a eles pelo governo, seja ele nacional ou local ".

Ringo Starr se apresentou em Portland

Ringo Starr se apresentou com sua All Starr Band dia 18 de outubro em Portland no Keller Auditorium.Ele inicou uma nova turnê dia 15 de outubro e vai passar pelos Estados Unidos,Coréia do Sul,pela primeira vez e Japão.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Paul McCartney tem música inédita em adaptação de “Ethel and Ernest”

No último sábado (15), a adaptação da Graphic Novel de Raymond Briggs teve sua estreia no Festival de Cinema de Londres com uma bela surpresa. Paul McCartney faz parte da trilha-sonora da animação!
A canção, chamada “Blink of An Eye”, foi escrita e gravada pelo músico britânico, e é reproduzida nos créditos do filme, assim como quando a canção “I Want To Come Home” fez parte da trilha de “Estão Todos Bem” [Everybody’s Fine].
“Ethel And Ernest” conta a história do casal, desde seu casamento, passando pelo nascimento de seu filho (Briggs, interpretado por Luke Treadaway), até suas experiências durante a Segunda Guerra Mundial e os anos que a seguiram.
O diretor do filme, Roger Mainwood, contou ao jornal inglês Telegraph um pouco sobre como foi ter Paul McCartney na trilha-sonora da animação: “Eu sabia que Paul era um grande fã de animações e que o livro ‘Fungus’, de Raymond Briggs, tinha inspirado a música ‘Bogey Music’. Então, eu perguntei a Raymond se ele não gostaria de escrever uma carta para Paul e ver se ele estaria interessado em escrever uma música para “Ethel And Ernest”.
“Deu tudo certo e ficamos muito animados quando Paul disse estar interessado. Nós nos encontramos e ele fez um CD que incluía uma canção chamada “Mum And Dad”. Eventualmente, ela se tornou “Blink Of An  Eye”, a qual nós usamos no filme”.
A música ainda não foi divulgada oficialmente, mas já estamos ansiosos para ouvir algo novo de Sir Paul McCartney!

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Paul McCartney dividiu palco com Rihanna no Desert Trip

Paul McCartney se apresentou dia 15 de outubro na segunda semana do Desert Trip Music Festival em Indio na California.
Semana passada,Paul surpreendeu os fãs com um set list bem modificado com músicas que nunca tinha tocado ao vivo antes.Nesse 2º show,repetiu e com um set list diferente de novo.No lugar de Can't Buy Me Love,tocou Got to Get You Into My Life.

photo:Kevin Winter
O destaque do show foi quando Paul chamou Rihanna para cantar.Ao receber a artista de Barbados, McCartney brincou: "Finalmente encontramos alguém com menos de 50 anos".O comentário fazia referência ao line-up do festival, apelidado de "Oldchella", que também reunia outros dinossauros do rock, como Bob Dylan, The Rolling Stones, The Who, Roger Waters e Neil Young, que, assim como na semana passada, cantou com Macca "A day in the life","Give peace a chance" e mais uma vez,"Why Don’t We Do It in the Road?".

photo:Kevin Winter
Mas Paul tocou um clássico do rock da época quando os Beatles tocavam em Hamburgo quase no fim do show,a música Rip It Up .
Esse foi o set list:
1-A Hard Days Night
2-Jet
3-Got to Get You Into My Life
4-Letting Go
5-Day Tripper
6-Let Me Roll It
7-I've Got A Feeling
8-My Valentine
9-1985
10-Maybe I'm Amazed
11-We Can Work It Out
12-In Spite of All the Danger
13-I've just seen a face
14-Love Me Do
15-And I Love Her
16-Blackbird
17-Here Today
18-Queenie Eye
19-Lady Madonna
20-FourFiveSeconds (com Rihanna)
21-Eleanor Rigby
22-Being For The Benefit Of Mr Kite
23-A Day In The Life/Give Peace A Chance (com Neil Young)
24-Why Don't We Do It In The Road (com Neil Young)
25-Something
26-Ob La Di Ob La Da
27-Band On The Run
28-Back In The USSR
29-Let It Be
30-Live And Let Die
31-Hey Jude
32-Birthday
33-Rip It Up
33-Helter Skelter
34-Golden Slumbers/Carry That Weight/The End
Por enquanto,Paul fechou a turnê One On One 2016,aguardando novidades para 2017...