domingo, 13 de agosto de 2017

Centenas juntam-se na Mongólia para defender monumento local aos Beatles

Em Ulaanbaatar, na Mongólia. há um mural dedicado aos Beatles que está no centro do debate.
O monumento em bronze a John, Paul, George e Ringo, os 'Fab Four' de Liverpool, encontra-se numa das principais praças da cidade.
Foi ali construído para recordar como nos anos 70 a comunidade mais jovem da Mongólia desafiava a rigidez do regime.
Os jovens juntavam-se e cantavam músicas não só dos Beatles mas de outros artistas ocidentais, como por exemplo os ABBA, cuja música só entrava no país através de contrabando.
Além da universalidade da música dos Beatles, o monumento acaba por ser também simbólico da procura de mais democracia.
O monumento foi oficialmente inaugurado em 2008, após ter sido construído com a ajuda de donativos. Mas aquisições de terrenos poderão pôr em risco o próprio monumento, que poderá vir a ser demolido.

Centenas de cidadãos da Mongólia, dá conta a Reuters, já se juntaram na tentativa de evitar este desfecho.
Os primeiros protestos iniciaram-se a 2 de agosto. Os manifestantes não querem que o monumento seja demolido ou movido para outro local. O projeto pensado para a praça onde a estátua se encontra inclui alterações na rua, para que passe a ser uma rua sem circulação automóvel, um centro comercial no subsolo e mais espaços verdes.

fonte/source: Mundo ao Minuto ou Reuters

2 comentários:

  1. Torcendo para que consigam manter o monumento. Seria terrível porque, como disseram, simboliza a própria democracia local.
    Bem Beatles mesmo. Pois sempre foram muito mais do que uma banda. Ali eles entenderam os Beatles. E talvez por isso mesmo queiram derruba-lo. Que o monumento fique. The Beatles forever. E tudo que eles representam.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Sim a liberdade é a chave para a vida

      obrigado depaula

      Excluir