sábado, 31 de março de 2018

O álbum London Town do Wings completa 40 anos

London Town é o sexto álbum de estúdio de Paul McCartney &Wings, lançado em 31 de março de 1978. 
A gravação do álbum foi um projeto longo e tumultuado, que viu a perda de dois membros da banda, o nascimento de um bebê e o lançamento do então single mais vendido do Wings que foi Mull Of Kyntire.Denny Laine fez a cover de "Children Children"" e "Deliver Your Children" em 2007 em seu álbum Performs the Hits of Wings.
História 
Após o auge comercial de 1976, com Wings at the Speed of Sound e sua bem recebida turnê 1975-1976,o líder Paul McCartney planejava fazer 1977 um ano semelhante.No entanto, as coisas não sairamm como planejado.
Em fevereiro de 1977, as sessões começaram no Abbey Road Studios e continuaram até o final de março. Plano inicial de McCartney para uma turnê novamente pelos os EUA foi frustrada pela descoberta que a esposa Linda estava grávida do terceiro filho do casal (Mary nasceu em 1969 e Stella em 1971). Com o conhecimento que eles tiveram o tempo à sua disposição - e sempre à procura de locais diferentes para gravar o grupo Wings encontrou ancorado em um iate chamado "Fair Carol" nas Ilhas Virgens durante o mês de Maio, onde várias novas canções foram gravadas. Refletindo o local náutico, o título do álbum de trabalho inicial era Water Wings. Como a gravidez de Linda progrediu, McCartney pediu a suspensão das sessões para o álbum, para salvar a gravação de uma faixa chamada "Mull of Kintyre" que em agosto e a conclusão de uma canção que já tinham começado intitulada "Girls School", o que seria um single do Wings lançado em 1977.
Antes do lançamento do single vieram duas deserções do Wings.O baterista Joe English que sentia saudades dos Estados Unidos e voltou para casa.O guitarrista Jimmy McCulloch que deixou para se juntar aos Small Faces em setembro; ironicamente, o homem que alertou os ouvintes contra as indulgências de drogas e álcool com as músicas "Medicine Jar" e "Wino Junko" foi encontrado morto aos 26 anos, dois anos depois de uma suspeita de uma overdose de drogas. Pela primeira vez desde 1973 com Band On The Run,o Wings eram apenas Paul, Linda e Denny Laine.
Poster promocional 
Em novembro, dois meses após o nascimento do filho James, e logo após as sessões para London Town retomada, a homenagem escocesa da música "Mull of Kintyre" foi lançada para o sucesso comercial enorme, tornando-se o single mais vendido do Reino Unido (mesmo superando o single mais vendido de todos os tempos,"She Loves You"). Apesar de ter perdido o posto em 1984 pelo Band Aid, "Mull of Kintyre" ainda classifica como o quarto maior single no Reino Unido.
Depois de algum overdubbing no final em janeiro de 1978, London Town foi concluído e lançado nos EUA ficando em 1º lugar "With a Little Luck" em março, enquanto o álbum foi lançado uma semana depois. O álbum também apresenta a música "Girlfriend", que também foi gravada pelo Michael Jackson, que contou com ela em seu álbum de 1979 Off the Wall. London Town geralmente saiu bem com os críticos e nas paradas, chegando a # 4 no Reino Unido e # 2 nos EUA, onde vendeu mais de um milhão de cópias e ganhou disco de platina. Mas depois do seu início forte, ele não tinha o poder de permanência de lançamentos anteriores, com singles posteriores "I've Had Enough" e a faixa-título se tornando sucessos pequenos.Embora o advento da música punk (que enviou a indústria da música em um período de mudança) certamente teria contribuído para as vendas um pouco menores do álbum London Town que é considerado agora o marco do fim do pico comercial do Wings e o início de uma queda pouco comercial para Paul McCartney.

Paul McCartney estava descontente com a Capitol Records nos EUA, onde "Mull of Kintyre" caiu (o seu lado B, "Girl's School", fez um modesto Top 40, chegando a # 33), e ficou ainda mais consternado com o que ele viu como a promoção sem brilho para London Town.Com seu contrato no fim, ele prontamente assinou com a Columbia Records para a América do Norte apenas (permanecendo com a EMI em todo o mundo) e ficar até 1984, antes de retornar ao Capitol,nos EUA. 
Em 1993, London Town foi remasterizado e relançado em CD como parte da série "Paul McCartney The Collection" com "Mull of Kintyre" e seu Lado B "Girl's School" como faixas bônus.
Músicas
Todas as músicas foram compostas por Paul McCartney, exceto quando anotadas.
1-"London Town" (Paul McCartney/Denny Laine) – 4:10
2-"Cafe On The Left Bank" – 3:25
3-"I'm Carrying" – 2:44
4-"Backwards Traveller" – 1:09
5-"Cuff Link" – 1:59
6-"Children Children" (Paul McCartney/Denny Laine) – 2:22 Vocais: Denny Laine
7-"Girlfriend " – 4:39
Michael Jackson regravou a música em seu álbum de 1979, Off the Wall
8-"I've Had Enough" – 3:02
9-"With a Little Luck" – 5:45
10-"Famous Groupies" – 3:36
11-"Deliver Your Children" (Paul McCartney/Denny Laine) – 4:17 Vocais: Denny Laine
12-"Name And Address" – 3:07
13-"Don't Let It Bring You Down" (Paul McCartney/Denny Laine) – 4:34
14-"Morse Moose And The Grey Goose" (Paul McCartney/Denny Laine) – 6:25

Bonus na versão 1993;
15-"Girls' School"       4:38
16-"Mull of Kintyre" (Paul McCartney/Denny Laine)   4:42


source: Wikipedia  e Paul McCartney

O álbum Please Please Me completa 55 anos - faixa Baby It's You

Baby It's You é o nome de uma canção escrita por Burt Bacharach (música), Barney Williams e Mack David (letra). Foi gravada pelas bandas The Shirelles e The Beatles, entre outras.
Os Beatles fizeram uma versão para a canção no álbum Please Please Me, produzida por George Martin. A voz principal na canção é de John Lennon. Foi a única composição de Bacharach cantada pelo grupo. A canção foi lançada nos Estados Unidos da América no álbum The Early Beatles, de 1965. Outra versão dos Beatles aparece no álbum Live at the BBC lançado em 1994

source: Wikipedia

sexta-feira, 30 de março de 2018

A revista MOJO apresenta The Beatles - The Red Issue 1962-1966

Em 1973, três anos após sua separação, os Beatles foram o tema dos lendários álbuns "Red" e "Blue", compilando as músicas mais icônicas de seus primeiros e últimos períodos. Para saudar essas coleções históricas, a MOJO está reunindo seus melhores textos sobre o grupo em dois volumes especiais de luxo, "Red" e "Blue". A Red Issue 1962-1966, à venda em 29 de março, vem em uma capa brilhante que também tem espaço para o The Blue Issue.
The Red Issue conta a história da transformação extraordinária dos Beatles de um grupo beat de Liverpool para os superstars que levaram a Beatlemania ao redor do mundo, enquanto elevavam suas composições e músicas a alturas cada vez mais extravagantes e alucinantes.
Ilustrada com fotografias raras e clássicas, a revista de 132 páginas inclui as histórias de:
-Sua audição pela EMI por Mark Lewisohn
-Beatlemania por Jon Savage
-O filme A Hard Day’s Night, de Paul Du Noyer
-Help! de Peter Doggett
-Os Beatles e o LSD por Ian MacDonald
-Revolver por Barry Miles
-George na Índia por Neil Spencer
E muito mais…
A Red Issue será seguido pelo The Blue Issue 1967-1970, à venda a partir de 30 de junho de 2018, que mostrará as aventuras do grupo na psicodelia, o despertar político, seu último show e sua dramática separação.

Colaboração: Claudia Tapety a fã nº 1 de Paul MccCartney

source: MOJO

O álbum Please Please Me completa 55 anos - faixa P.S. I Love You

"P.S. I Love You" é uma canção composta principalmente por Paul McCartney (creditada a Lennon-McCartney) e gravada pelo os Beatles. Ela foi lançada em 5 de Outubro de 1962, como o lado B de seu primeiro single "Love Me Do" e também está incluído no seu álbum de 1963 Please Please Me. Mais tarde, foi incluída na compilação dos Beatles Love Songs. 
Gravação
 A versão que aparece no single e no álbum foi gravada em 10 e 11 de Setembro de 1962, no Abbey Road Studios, em Londres.O produtor George Martin tinha reservado a sessão para o baterista Andy White como um substituto para Pete Best, que ele considerava tecnicamente não bom o suficiente para fins de gravações (Martin não sabia que Pete Best tinha sido demitido e substituído por Ringo Starr, que toca maracas na canção).Andy White era um músico freelance e baterista para sessões, e deu a gravação  leve toque de cha cha. 
George Martin não estava presente na sessão, que foi dirigida por Ron Richards em sua ausência. Richards disse ao grupo que a música não poderia ser o lado A do single por causa de uma canção anterior do mesmo título: "Eu era originalmente um homem de edição de música,então eu sabia que alguém tinha feito uma gravação com o título .Eu disse a Paul 'Você pode tê-la como lado-B, mas não o lado A' "(apesar de outros títulos terem sido utilizados para várias canções de sucesso sem dificuldades legais). 
Os Beatles (com Ringo tocando bateria) também gravou esta canção na BBC em 25 de outubro de 1962, 27 novembro de 1962, e 17 de Junho de 1963 para transmissão posterior sobre os programas da rádio BBC Here We Go, Talent Spot, and Pop Go The Beatles, respectivamente. 
Inspiração 
Escrita em 1961, enquanto que Paul McCartney estava em Hamburgo, essa música é às vezes considerada uma dedicação à sua então namorada Dot Rhone.No entanto, McCartney nega isso;. Ele descreveu "PS I Love You" como "Uma canção tema com base em uma carta ... Era muito bonito. Eu não acho que John tinha feito algo. Existem certas temas que são mais fáceis do que outros para fazer uma canção sobre, e uma carta é uma delas ... Não é baseado na realidade, nem eu escrevi para a minha namorada, de Hamburgo, que algumas pessoas pensam." 
John Lennon disse sobre esta canção:"Esso é uma música de Paul.Ele estava tentando escrever um "Soldier Boy", como The Shirelles. Ele escreveu que, na Alemanha, ou quando estávamos indo e vindo de Hamburgo. Eu poderia ter contribuído com algo. Não me lembro de nada em particular. Foi, principalmente, sua canção."("Soldier Boy" foi um single nº 1 nos EUA para The Shirelles, em 1962.) 
Fita master desaparecida 
Não existe as fitas master originais da versão de 11 de setembro da "PS I Love You".O procedimento padrão no Abbey Road Studios na época era para apagar a fita da sessão original de duas vias para os singles uma vez que tinha sido "mixada" para a fita master (geralmente mono) usada para pressionar discos.Este foi o destino de dois singles dos Beatles (quatro músicas): "Love Me Do", "PS I Love You", "She Loves You", e "I'll Get You". 

source: Wikipedia

quinta-feira, 29 de março de 2018

Paul McCartney anuncia relançamento de quatro álbuns em vinil e CD

Enquanto o novo álbum de Paul McCartney não chega, o músico tem aproveitado para divulgar alguns relançamentos em formatos diferentes: vinil comum, vinil colorido e CD digipack. 
Desta vez, não parece ter tido uma lógica na escolha dos discos a serem relançados, já que há alguns trabalhos mais antigos e também mais novos, como o último álbum de estúdio lançado pelo músico, “New”, de 2013. 
Além deste, já estão disponíveis para a pré-venda, os títulos: “Thrillington”, lançado em 1977, “Wings Greatest”, de 1978, e “Chaos and Creation at The Backyard”, de 2005.
 O preço dos vinis comuns é de US$ 23, enquanto os coloridos estão US$ 30. Já os CDs Digipacks estão US$ 13. 
Todos os itens já podem ser garatindos na pré-venda através da loja oficial de Paul McCartney. 
O envio aos fãs começará a partir do dia 17 de maio deste ano.
Anteriormente, o músico já havia relançado alguns outros álbuns nestes formatos, incluindo “Wings at the Speed of Sound”, “Band on The Run”, “McCartney” e “McCartney II”, “Pipes of Peace”, “RAM”, “Tug of War” e “Venus and Mars”.
No momento, Paul McCartney trabalha em um novo disco de inéditas. 
Até o momento, porém, pouco sabe-se sobre o trabalho, que, segundo o engenheiro de som Geoff Emerick, que trabalhou com os Beatles, está em fase de mixagem.

Colaborações: Claudia Tapety a fã nº 1 de Paul McCartney e Nancy Korn

fonte/source: Pop Cultura e Paul McCartney

O álbum Please Please Please Me completa 55 anos - faixa Love Me Do

 "Love Me Do" é a o nome de uma canção dos Beatles escrita por Lennon/McCartney. A canção é principalmente de Paul McCartney que a escreveu entre 1958–59 em sua escola. John Lennon escreveu a meia oitava. A canção foi a primeira a ser lançada pelos Beatles em forma de single, cujo lado B trazia a canção "P.S. I Love You", no dia 5 de outubro de 1962. O single atingiu a posição 17 nas paradas de sucesso do Reino Unido e quando foi reeditada atingiu o quarto lugar. Nos Estados Unidos, o single atingiu o primeiro lugar em 1964.
Gravações
"Love me do" foi gravada em três diferentes vezes e com três bateristas diferentes:
-A primeira gravação foi feita em 6 de junho de 1962 com Pete Best, como parte da audição feita na Abbey Road Studios e foi lançada no álbum Anthology 1
-A segunda em 4 de setembro do mesmo ano com Ringo Starr na bateria. O produtor George Martin não aprovou a bateria de Pete Best. Esta versão foi lançada no álbum The Beatles Past Masters, Volume One e One.
-A terceira em 11 de setembro com Andy White na bateria e Ringo tocando tamborim e foi lançada no álbum Please Please Me.
A primeira edição do single, entretanto, trazia a versão de Ringo Starr. para a reedição do single em feita em 1976 e a edição comemorativa de 20 anos de lançamento em 1982 foi usada a versão de Andy White. A versão de Pete Best ficou inédita até 1995, quando foi incluída no álbum Anthology 1.
"Love Me Do", com Ringo na bateria, também foi regravada oito vezes durante os programas de rádio da BBC (Here We Go, Talent Spot, Saturday Club, Side By Side, Pop Go The Beatles e Easy Beat) entre outubro de 1962 e outubro de 1963. A versão que foi gravada no dia 10 de julho de 1963 e foi ao ar dia [[23 de julho no programa Pop Go The Beatles pode ser ouvida no álbum Live at the BBC. Os Beatles ainda a tocaram ao vivo no programa de rádio no dia 20 de fevereiro de 1963, chamado Parade of the Pops, também da BBC.

História
No dia 4 de setembro de 1962, Brian Epstein levou os Beatles de Liverpool para Londres.Eles foram aos estúdios da Abbey Road e começaram a ensaiar "Please Please Me", "Love Me Do" e a canção escrita por Adam Faith e Mitch Murray chamada "How Do You Do It?" que o produtor George Martin pensava em fazê-la o primeiro single deles.Para George Martin, os Beatles tinha qualidades individuais e o impressionaram pela personalidade mas ainda não tinham escrito nada grande naquele tempo.Naquela sessão, os Beatles gravaram "How Do You Do It" e "Love Me Do". "Please Please Me" foi deixada de lado por Martin, o que desapontou o grupo que tinham esperança de lançá-la como lado B de "Love Me Do".
George Martin fez uma escolha histórica ao escolher "Love Me Do" ao invés de "How Do You Do It?" como primeiro single dos Beatles. Foi nesta mesma sessão que segundo Paul McCartney, Martin sugeriu que os Beatles usassem uma gaita, substituindo uma guitarra.[2] Entretanto, Martin disse diferente: "Eu escolhi 'Love Me Do' por causa do som de gaita".[9] Que ele teria ouvido então acontecido na audição do dia 6 de junho com Pete Best. John Lennon aprendeu a tocar gaita com seu tio George (marido de Tia Mimi) dada a ela quando ainda era criança. Mas o instrumento usado por ele na época tinha sido roubada pelo próprio Lennon em uma loja de instrumentos musicais em Arnhem, Países baixos, em 1960, durante seu caminho a Hamburgo.[9][10][11] A gaita tornou-se um importante elemento nos primeiros sons dos Beatles mas não a usavam em shows ao vivo. Os créditos pelo seu uso foram para George Martin em músicas como "Love Me Do", "Please Please Me" e "From Me to You".
Como George Martin não gostou da gravação de Ringo Starr, no dia 11 de setembro agendou uma regravação com o baterista de estúdio Andy White. A canção então foi regravada com White na bateria e Ringo na pandeiro.

source: Wikipedia

quarta-feira, 28 de março de 2018

Exposição sobre John e Yoko será aberta em Liverpool em maio

 Imagem: Foto de Keith McMillan © Yoko Ono
O Museu de Liverpool vai sediar esta exposição inovadora contando a história de John Lennon e Yoko Ono com suas próprias palavras a partir de 18 de maio de 2018 até 22 de abril de 2019.A exposição explora a química pessoal e criativa desse casal icônico e sua campanha Imagine Peace em andamento.
Double Fantasy - John & Yoko é uma exposição gratuita, que celebra o encontro de dois dos artistas mais criativos do mundo, que expressaram seu profundo e poderoso amor um pelo outro através de sua arte, música e cinema. Eles usaram sua fama e influência para fazer campanha pela paz e pelos direitos humanos em todo o mundo, transformando não apenas suas próprias vidas, mas arte, música e ativismo para sempre.
Com objetos pessoais ao lado de arte, música e cinema produzidos por John e Yoko, a exposição é tirada da coleção particular da Yoko, alguns dos quais nunca foram exibidos.
"Estou muito feliz e grato por termos nosso programa Double Fantasy - John & Yoko em Liverpool.É aqui que John nasceu e sei que John também ficaria muito feliz.Nós éramos um casal muito simples, apenas amando um ao outro todos os dias e eu só queria mostrar a simples verdade de nós.Em nossa vida pessoal, éramos pessoas bastante simples e fazíamos todo tipo de coisa com amor um pelo outro. Tudo foi feito de amor. Descobrimos que ambos estávamos muito interessados ​​na paz mundial. Eu sinto que John e eu ainda estamos trabalhando juntos. Eu sempre sinto o seu calor ao meu lado." Yoko Ono Lennon 
Tomando uma jornada cronológica, a exposição começa com dois indivíduos únicos - uma figura de destaque no mundo da arte de vanguarda e uma estrela global do rock 'n' roll. De uma primeira reunião na Galeria Indica em Londres, 18 meses depois qie foi lançado o álbum 'Unfinished Music No. 1: Two Virgins'. O que se seguiu foi de tirar o fôlego em sua rapidez e produtividade até a morte trágica e prematura de John em 8 de dezembro de 1980.
Através de entrevistas, citações e letras, a história de sua relação pessoal e criativa, juntamente com seu ativismo político e campanha de paz, será contada em suas próprias palavras pela primeira vez.
Do íntimo ao icônico, a exposição reúne objetos e obras de arte imperdíveis, incluindo:
-Letras escritas à mão por John Lennon, incluindo 'In My Life', 'Give Peace a Chance', 'Happy Christmas War is Over' e 'Woman'.
-'Grapefruit' - livro de Yoko, que ela deu a John como um presente em 1966. Publicado em 1964, o livro representa uma peça seminal de arte conceitual e influenciou diretamente as letras e idéias por trás de 'Imagine'.
-Obras de arte originais de ambos, incluindo 'Ceiling Painting/Yes Painting', 'Painting to Hammer a Nail' and 'Apple' de Yoko e assim como 'The Daily Howl', um livro feito à mão por John de sua infância e numerosos exemplos de desenhos de linhas distintivas. A exposição também apresenta trabalhos conceituais que o casal produziu juntos, como 'War is Over', Plastic Ono Band 'e elementos de sua primeira colaboração'.
-Muitos itens pessoais, como os óculos de aros de John, os grandes óculos de sol Porsche da Yoko, itens icônicos de roupas, como a camiseta de John escrita New York City, e itens de suas roupas de casamento.
-Uma guitarra Sardonyx extremamente rara usada por John no álbum 'Double Fantasy', e a guitarra acústica Gibson, ilustrada por John, a partir do seu bed in em 1969.
- O Green card de John duramente conquistado.
-Itens dos Bed-Ins de 1969 do casal em Amsterdã e Montreal.
Um programa dos filmes que John e Yoko criaram, e vídeos musicais feitos sob a supervisão de Yoko. Uma sala de música, com vista para o Mersey, com os álbuns do casal tocados para os visitantes, contará com a capa do álbum.
-Uma recriação do círculo de mosaico "Imagine" em Strawberry Fields, Central Park, Nova York. Um espaço íntimo e contemplativo, também refletirá sobre o impacto global da morte de John.
Double Fantasy - John & Yoko é uma parte importante da celebração do 10º aniversário de Liverpool como Capital Europeia da Cultura.
Esta exposição foi possível com a gentil permissão de Yoko Ono Lennon.

O álbum Please Please Me completa 55 anos - faixa Please Please Me

"Please Please Me" é uma canção lançada pelos Beatles em seu segundo single no Reino Unido e primeiro nos Estados Unidos. Ela também foi a canção título do primeiro álbum pelo grupo no Reino Unido. É uma composição típica mais de John Lennon,embora tenha em seu formato uma influência significativa do produtor dos Beatles, George Martin.
O single foi lançado com a canção "Ask Me Why" no lado B, não conseguiu o impacto nos Estados Unidos como conseguiu no Reino Unido, mas quando a canção foi relançada em 3 de janeiro de 1964 (com "From Me to You" no lado B) ela atingiu o terceiro lugar nos Estados Unidos (US Hot 100) 
Composição
Os Beatles já tinham feito um pouco de sucesso com a canção "Love me do", mas fora a cidade natal deles, Liverpool, e a cidade onde tocaram por uma temporada, Hamburg, eles ainda eram praticamente desconhecidos do público. Parte do problema foi que o grupo tinha compromisso para fazer alguns shows em Hamburgo e não puderam promover a canção recém lançada pelo Reino Unido.Mesmo assim, o produtor George Martin sentiu que os Beatles eram promissores e começou a trabalhar em um novo single.
Segundo George Martin, a canção "Please Please Me" era originalmente mais lenta e tinha poucas chances de se tornar o sucesso que a banda procurava. Martin disse: "Eu pensava que nós deveríamos lançar um single com How Do You Do It" - uma composição de Mitch Murray que George Martin tinha insistido para que os Beatles gravassem com uma possibilidade alternativa para o single lançado "Love Me Do". O grupo insistia que estava somente interessado em escrever suas próprias canções.
John Lennon inspirou-se em Roy Orbison para escrever a canção. John Lennon disse: "Eu me lembro do dia que escrevi a canção, eu ouvi Roy Orbison fazendo "Only The Lonely" na rádio. Eu também estava intrigado com as palavras de Bing Crosby em uma canção "Please lend a little ear to my pleas". O duplo sentido para a palavra "please". Por isso a minha canção era uma combinação de Roy Orbison com Bing Crosby". Por sugestão de George Martin os Beatles consideraram mudar a canção, inclusive acelerando-a em seu tempo.Quando eles voltaram para um sessão no estúdio em 26 de novembro de 1962, o arranjo da canção tinha sido radicalmente alterado. Agora ela era mais rápida e os Beatles usaram 18 takes para gravá-la.
A harmônica que Lennon usou para iniciar a canção era similar a outras compsições da fase inicial dos Beatles como em "Love Me Do" e "From Me to You". Paul McCartney e John Lennon inicialmente dividem os vocais com McCartney cantando a nota mais alta enquanto Lennon diminui a escala, um truque que eles aprenderam com a canção que era sucesso no Reino Unido dos Everly Brothers, "Cathy's Clown" (abril de 1960).Os Beatles tocaram "Please Please Me" no programa de televisão britânica Thank Your Lucky Stars.
Há três diferentes mixes para a canção, duas em mono e uma em estéreo. A mono mix aparece no single e não é a mesma do álbum Please Please Me, que tem uma eco extra. O estéreo mix foi retirado dos 16, 17 e18 
Lançamentos
Inicialmente foi oferecido o direito para Capitol Records, um selo da EMI nos Estados Unidos para lançar a canção. Mas a Capitol não aceitou."Please Please Me" foi então oferecida para a Atlantic Records, que rejeitou a canção.Finalmente, a Vee-Jay Records, aceitou lançar a canção nos Estados Unidos. Por décadas a data de lançamento da canção ficou desconhecida, mas pesquisas publicadas em 2004 mostraram que o single da Vee-Jay foi lançado em 7 de fevereiro de 1963.
Coincidentemente, isto foi extamente um ano antes dos Beatles desembarcarem pela primeira vez em solo norte-americano.
Dick Biondi, um disc jockey da WLS de Chicago e amigo do executivo Ewart Abner da Vee-Jay, tocou a canção pela primeira vez e se tornou o primeiro a tocar uma canção dos Beatles nos Estados Unidos.A primeira impressão do single pela Vee-Jay, tinha um erro tipográfico: o nome da banda tinha dois "T" ou seja "The Beattles".Mais tarde as novas cópias foram corrgidas.
No Brasil, a canção foi laçada em um single em 1963 junto com "From me to You" como lado B e no álbum Beatles Again de 1964.

fonte/source: Wikipedia EN e Wikipedia PT

terça-feira, 27 de março de 2018

O álbum Please Please Me completa 55 anos - faixa Boys

Boys é uma canção escrita por Luther Dixon e Wes Farrell, originalmente gravada pelas The Shirelles e lançada como lado B de um single delas junto a canção "Will You Love Me Tomorrow" em novembro de 1960. A música seria regravada pelos Beatles em 1963 para o álbum Please Please Me 
A Versão dos Beatles
Os Beatles gravaram a canção "Boys" no primeiro álbum da banda lançado no Reino Unido, Please Please Me. A canção foi gravada no Abbey Road Studios em 11 de fevereiro de 1963 em um único take, e foi a primeira gravação de Ringo Starr fazendo o vocal principal.Os Beatles incluíram duas canções no álbum que já haviam sido gravadas pelas the Shirelles, além de "Boys" a canção "Baby It's You também fez parte do álbum."
Em uma entrevista para a revista Rolling Stone em outubro de 2005, Paul McCartney disse: "'Boys' era uma das favoritas da multidão e era ótima, embora se você pensar sobre isso, éramos nós cantando uma canção e realmente esta era uma canção de garotas. Mas nós não ligávamos. É uma grande canção. Eu acho que isto é uma coisa ótima sobre a juventude: você não dá a mínima. Eu amo a inocência daqueles anos".
"Boys" sempre foi um número do baterista dos Beatles mesmo no tempo do Cavern Club, quando o baterista era Pete Best.Coincidentemente, Ringo Starr também tocava a canção quando fazia parte do Rory Storm and the Hurricanes.

source: Wikipedia

segunda-feira, 26 de março de 2018

O álbum Please Please Me completa 55 anos - faixa Chains

"Chains" é uma canção composta por Gerry Goffin e Carole King, que na época eram marido e mulher. A canção fez pouco sucesso com Little Eva, the Cookies, e mais tarde foi regravada pelos Beatles.
O single do grupo The Cookies foi uma cover popular para bandas de Liverpool depois de seu lançamento em novembro de 1962, e foi incluído brevemente nos sets ao vivo dos Beatles.
Eles gravaram em 11 de fevereiro de 1963 para inclusão em seu álbum Please Please Me.O crítico musical Ian MacDonald criticou o desempenho dos Beatles, escrevendo que era "um pouco fora de sintonia" e "faltava espontaneidade"
Eles tocaram a música ao vivo de uma série de programas de rádio da BBC, incluindo Side by Side, Here We Go e Pop Go to The Beatles (embora nenhuma dessas performances foram incluídas na compilação de 1994 Live at the BBC)

source: Wikipedia

O álbum Ringo Rama completa 15 anos

Ringo Rama é o 13º álbum de estúdio de Ringo Starr, lançado em 25 de março de 2003.
História e Gravação
"Eles realmente não deram nenhum apoio ao álbum de Natal então nós nos separamos devido a sua incompetência, eles me deixaram ir. Eu espero gravar outro álbum de estúdio ... e espero que seja em qualquer outro selo além da Mercury."
- Ringo Starr, discutindo sua escolha de deixar Mercury, 2000
No seguimento de I Wanna Be Santa Claus (1999), continua a aliança de Ringo Starr com Mark Hudson, bem como a maioria dos seus colaboradores deste último projeto. Não se afastando muito de sua fórmula experimentada e testada, Ringo contratou os serviços de alguns de seus amigos músicos famosos para Ringo Rama. Irritado com a Mercury não feito promoção suficiente para I Want to Be Santa Claus, Ringo deixou o selo em 2000. Contribuintes desta vez incluem Willie Nelson, Charlie Haden, Van Dyke Parks, David Gilmour do Pink Floyd, Shawn Colvin, Timothy B. Schmit e Eric Clapton. A disponibilidade de Gilmour e Clapton dependia do fato de viver próximo a Ringo, enquanto ele comentava: "As pessoas perguntavam:" Então quem está no disco? "E dizíamos:" Apenas alguns caras locais. Você sabe, como Eric Clapton e Dave Gilmour. “Porque os dois moram logo depois da esquina.” A gravação foi feita no estúdio de gravação de Ringo em Londres, Rocca Bella e de Mark Hudson em Los Angeles, com as sessões sendo produzidas

Música e Letras
Ringo comentou que a faixa de abertura, "Eye to Eye", soou "como se houvesse uma guerra acontecendo e estamos tentando fazer uma guerra de amor".A música "Missouri Loves Company" apresenta Gilmour na guitarra. "Instant Amnesia", como Ringo menciona, "alguns dos melhores percussionistas que já toquei nos últimos dez, quinze anos.""Memphis in Your Mind" faz referência a vários artistas da Sun Studio, como Elvis Presley e Roy Orbison.
Com George Harrison no final de 2001 falecendo antes de Ringo Rama ser iniciado, Ringo compôs "Never Without You" em homenagem ao seu amigo, fazendo com que Clapton executasse os deveres do solo de guitarra. A música originalmente começou como uma homenagem a John Lennon e Harry Nilsson, mas Ringo achou que a música estava ficando "muito confusa". [8] Depois de escolher focar unicamente em Harrison, as linhas das canções de Harrison - "Within You Without You","Here Comes the Sun e "All Things Must Pass" - foram incluídas. Ringo perguntou a Clapton com base em sua estatura como amigo de Ringo e George Harrison: "Somos todos bons amigos. Então pedi a Eric que tocasse e ele disse 'sim'."
Ringo queria incluir um "grunhido" de Roy Orbison na música "I Think Therefore I Rock and Rolll" e chamou a viúva de Roy Orbison, Barbara Orbison; ela enviou um "grunhido" em um CD, com uma mensagem "I'm sending over a growl/Estou enviando um grunhido". A música também apresenta Gilmour na guitarra.
O título de "Trippin' on My Own Tears" surgiu durante uma noite entre Ringo Starr e Mark Hudson, quando Hudson disse "Eu estava tropeçando em minhas próprias lágrimas, eu estava tão triste" e Ringo respondeu "Isso é uma ótima frase".
Edição com 3 CDs
Lançamento
Em 20 de maio de 2002, Ringo assinou um contrato de gravação com Koch [17]. Lançado pela Koch em 25 de março de 2003, Ringo Rama conseguiu um pico número 113 nos EUA na Billboard 200, seu primeiro álbum no século 21 a fazê-lo. O álbum também ficou em 6º lugar na parada Top Independent Albums nos EUA. As primeiras 100.000 cópias incluíram um DVD das sessões de gravação. Para ajudar a promover o álbum e o single "Never Without You", Ringo apareceu no The Tonight Show com Jay Leno nos Estados Unidos em 13 de março. Durante um show organizado para a imprensa em 22 de março, Ringo Starr e The Roundheads apresentaram "Memphis in Your Mind" e "Never Without You", no Bottom Line Club em Nova York. Ele novamente cantou "Never Without You" para o The Conan O'Brien Show em 25 de março; mais tarde naquele dia para o Total Request Live da MTV; e para o Good Morning America em 9 de abril. No dia 21 de outubro foi anunciado que uma versão de 3 discos do álbum seria lançada em 11 de novembro, e incluiu três faixas bônus, um disco de entrevista e um DVD contendo o documentário "Making Of" e o videoclipe de "Never Without You". "As faixas bônus foram" OK Ray "," I'm Home "e" Blink ", todas gravadas para um filme.

source: Wikipedia