segunda-feira, 5 de agosto de 2013

A amizade entre Harry Nilsson e os Beatles

(John Lennon beijando May Pang e Harry Nilsson)
Em algum lugar três horas - quatro horas na segunda-feira de manhã, em abril de 1968, o telefone tocou no pequeno escritório na RCA Records, em Los Angeles, onde o cantor e compositor obscuro chamado Harry Nilsson estava mantendo seus habituais noturnos. 
"Eu estava meio que dormindo", Nilsson lembrou. 'A voz dizia: "Olá, Harry. AQui é John. Cara, você é muito foda,você é ótimo. Nós temos que ficar juntos e fazer alguma coisa. " 
"Eu disse:" Quem é? " 
"John Lennon". 
"Eu disse:" Sim, bem, quem é esse? " 
"É John Lennon. Eu só estou tentando dizer que você é fantástico. Tenha uma boa noite de sono. Vou falar com você em breve. Adeus. " 
"Eu pensei:" Isso foi um sonho? '"Não é um sonho, mas o começo de uma associação que iria mudar a vida de Nilsson. 
No ano anterior, Nilsson gravou uma música dos Beatles You Can’t Do That, inteligentemente usando citações de outras 14 canções dos Beatles.
Isso levou a um convite para uma festa na casa alugada de George Harrison em Hollywood Hills. 
Harry lembrou que o Beatle ',estava com um manto branco pelo vento, com uma barba e cabelos longos, parecendo Cristo com uma câmara de vídeo, tinha escutado suas músicas e sido "muito elogioso.
George Harrison levou demos de Nilsson e tocando as para os outros Beatles, que chamaram Harry no meio da noite. 
A segunda-feira após o chamado de Lennon, Paul McCartney ligou. "Olá, Harry. Sim, aqui é o Paul. Só queria dizer que você é ótimo, cara! John me deu o álbum. É ótimo, você é fantástico. Ansiosos para vê-lo. ' 
Na outra segunda-feira, Nilsson vestido e esperou por uma chamada de quatro horas de Ringo. Ele não veio. Mas em 14 de maio, Lennon e McCartney apareceu em uma conferência de imprensa em Nova York. 
(Ringo Starr, Lynsey de Paul e Harry Nilsson)
Questionado sobre o nome de seu artista favorito americano, Lennon respondeu: "Harry Nilsson. Os dois deram a mesma resposta quando perguntado seu artista favorito. 
Mais tarde naquele dia, quando um jornalista perguntou o que eles pensavam sobre música americana, Lennon respondeu: "Nilsson! Nilsson para presidente! " 
A relação única formariam entre Harry Nilsson e os Beatles. Ele iria escrever uma canção para McCartney, fazer filmes e festas durante os anos 70 com Ringo Starr, e disco e viver com Lennon no período dos 18 meses "The Lost Weekend" em 1973 e 1974, quando John deixou Yoko Ono por uma vida selvagem em Los Angeles
Não muito tempo depois de Lennon e McCartney voltarem de Nova York, Derek Taylor, assessor de imprensa dos Beatles na Apple, fez uma chamada para Harry. 
"Derek disse:" Os rapazes,os Fabs gostariam que você viesse e juntasse a eles em uma sessão: "Nilsson lembrou. "Eles estão gravando em Abbey Road. Eles estão morrendo de vontade de vê-lo '.
Dentro de alguns dias, Nilsson estava sentado em um avião cruzando o Atlântico. 
(Nilsson,Paul McCartney e John Lennon em Santa Mônica 1974)
Chegando no aeroporto de Heathrow, ele descobriu que Ringo tinha gentilmente deixado sua limusine Daimler no aeroporto para ele. 
De repente, famoso, tendo sido aprovado pela maior banda do mundo, Nilsson foi direto para uma recepção,onde os outros três Beatles foram as estrelas de uma lista de convidados que incluía todos os grandes de Londres. 
Naquela tarde, uma outra limusine chegou para levar Harry para a casa de Lennon no cinturão suburbano em Surrey. 
Nilsson foi recebido calorosamente por Lennon, e um único olhar entre eles era o começo de uma longa amizade. 
"Passamos a noite inteira conversando até de madrugada", disse Nilsson. 
'Yoko acabou como um gato aos pés de John, enrolada. E John e eu estávamos conversando sobre casamento, vida, morte, divórcio, as mulheres. E eu estou pensando, "É isso aí! Isto é verdadeiro. Isso é bom. Este é honesto. Isso é emocionante. É inspirador. "' 
Lennon deu a Nilsson uma jaqueta que tinha usado em Magical Mystery Tour.
(Harry Nilsson e George Harrison)
No dia seguinte, McCartney anunciou que estava chegando no hotel de Nilsson,par mostrar algumas músicas recém-escritas. 
Nilsson então pediu uma ou duas garrafas dos melhores vinhos na lista do serviço de quarto do hotel, e eles continuaram cantando músicas um para o outro,até que houve um barulho estrondoso na porta dos ocupantes do quarto ao lado : 'Que diabos vocês pensam que estão fazendo? Você não sabem que algumas pessoas trabalham para viver? Algumas pessoas têm que se levantar de manhã! " 
Nilsson calmamente apresentou aos seus visitantes, e Paul se desculpou gentilmente. Os vizinhos ficaram impressionados ao descobrir que o distúrbio tinha sido criado pelo tão famoso convidado e não fez mais reclamações. A noite terminou com McCartney dirigindo com Nilsson em torno de Londres em seu Aston Martin.
Durante as sessões de gravações para o álbum Rock'n'Roll,John Lennon e Harry Nilsson ficavam bêbados no estúdio e Phi Spector incomodado,tentando fazer valer a sua autoridade, Spector pegou a sua arma e disparou no ar. 
Tapando os ouvidos, Lennon brincou: "Ouça Phil, se você vai me matar, me mate. Mas não fode os meus ouvidos - Eu preciso deles. " 
A bebedeira entre Lennon e Nilsson chegavam a acontecimentos nada agradáveis como em 
13 de março de 1974,quando foram expulsos do  Troubadour club depois de uma briga e aparecer em manchetes nos jornais.
(John e Nilsson durante as sessões do álbum Pussy Cats)
Lennon e Nilsson decidiram fazer algo e alugaram uma casa de praia perto de Santa Monica e John decidiu produzir o decepcionante álbum Pussy Cats de Harry Nilsson,mas as sessões iriam trazer a reunião dos Beatles nessa casa em Santa Mônica. 
Na primeira noite, McCartney apareceu com Stevie Wonder. Lennon estava passando a cocaína ao redor, e fizeram uma jam.Foi a última vez que os dois ex-Beatles iriam tocar juntos em um estúdio.
Depois da morte de Lennon,Harry Nilsson não trabalhou em nenhum outro álbum,somente na década de 90.Depois de anos de abusos com bebidas e drogas e falido,tendo uma ajuda de Ringo fornecendo uma casa a família,Nilsson morreu em 15 de janeiro de 1994, aos 52 anos.
"Quando ele chegou a fazer discos com John Lennon e ser amigo de Ringo Starr, sua vida estava completa", disse um amigo próximo e lendário compositor Jimmy Webb. 
'Isso é tudo o que sempre quis. Ele queria saber dessas pessoas, para ser admirado por eles.O resto foi a pequena impressão.

fonte: http://www.dailymail.co.uk/home/event/article-2382537/The-Beatles-When-Harry-met--John-Paul-George-Ringo-The-American-Beatles-18-month-lost-weekend-Lennon.html?ito=feeds-newsxml

Nenhum comentário:

Postar um comentário