quinta-feira, 17 de outubro de 2019

A caixa The Beatles The Singles Collection

A nova caixa de edição limitada, altamente colecionável, The Beatles: The Singles Collection será lançado pela Apple Corps Ltd./Capitol/UMe em 22 de novembro. Ela contém os 22 singles, com 44 faixas, que o grupo lançou no Reino Unido entre 1962 e 1970, além de um novo lado duplo A  com "Free As A Bird" e "Real Love"
Vinte e nove das faixas em destaque não estavam incluídas nos álbuns de estúdio originais dos Beatles na época. Os singles foram recentemente cortados para vinil a partir de suas fitas masters originais em estéreo e mono por Sean Magee no Abbey Road Studios em Londres. As 46 faixas, em 23 singles de vinil de sete polegadas e 180 gramas, estão em capas de imagens internacionais reproduzidas fielmente. O conjunto também contém um livreto de 40 páginas com fotografias, coisas efêmeras e ensaios detalhados do renomado historiador dos Beatles Kevin Howlett.
A coleção de singles oferece uma visão vívida da trajetória criativa de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr durante seus oito anos de gravação como quarteto. Como um exemplo da dramática evolução sônica e criativa dos Beatles, há, por exemplo, apenas três anos e meio entre o ano de 1963 "She Loves You"; e 'Strawberry Fields Forever', de 1967. O set leva ouvintes de sua estréia em 1962, 'Love Me Do', e seu lado B, 'P.S. I Love You' até o final de 1970 com 'Let It Be '/' You Know My Name (Look Up The Number).
As capas eram raras nos lançamentos de singles britânicos na década de 1960, de modo que os discos na caixa são apresentados em capas de figuras reproduzidas a partir de suas aparências originais em vários países. Isso inclui Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Chile, Dinamarca, França, Grécia, Holanda, Israel, Itália, Japão, México, Noruega, Portugal, África do Sul, Espanha, Suécia, Turquia, Reino Unido, EUA e Alemanha Ocidental.
The Beatles: The Singles Collection segue o lançamento do 50º aniversário, em 27 de setembro, do álbum Abbey Road, dos Beatles, em um conjunto de novas edições. Isso levou o álbum a figurar em cúpulas em todo o mundo, inclusive no Reino Unido, onde Abbey Road recuperou a posição número 1 após 49 anos e 252 dias. A conquista quebrou o próprio Guinness World Record dos Beatles, anteriormente detido pelo Sgt Pepper Lonely Hearts Club Band, que voltou ao primeiro lugar em junho de 2017, após sua reedição do 50º aniversário, após 49 anos e 125 dias.
01 : Love Me Do - P. S. I Love You [Cover art from USA]
02 : Please Please Me - Ask Me Why [Cover art from Italy]
03 : From Me To You - Thank You Girl [Cover art from Norway]
04 : She Loves You - I'll Get You [Cover art from Germany]
05 : I Want To Hold Your Hand - This Boy [Cover art from Chile]
06 : Can't Buy Me Love - You Can't Do That [Cover art from Argentina]
07 : A Hard Day's Night - Things We Said Today [Cover art from Holland]
08 : I Feel Fine - She's A Woman [Cover art from Spain]
09 : Ticket To Ride - Yes It Is [Cover art from Sweden]
10 : Help! - I'm Down [Cover art from Belgium]
11 : We Can Work It Out - Day Tripper [Cover art from France]
12 : Paperback Writer - Rain [Cover art from Thailand]
13 : Eleanor Rigby - Yellow Submarine [Cover art from Argentina]
14 : Strawberry Fields Forever - Penny Lane [Cover art from Denmark]
15 : All You Need Is Love - Baby, You're A Rich Man [Cover art from Germany]
16 : Hello, Goodbye - I Am The Walrus [Cover art from Belgium]
17 : Lady Madonna - The Inner Light [Cover art from Japan]
18 : Hey Jude - Revolution [Cover art from Spain]
19 : Get Back - Don't Let Me Down [Cover art from Portugal]
20 : The Ballad Of John And Yoko - Old Brown Shoe [Cover art from Mexico]
21 : Something - Come Together [Cover art from Italy]
22 : Let It Be - You Know My Name (Look Up The Number) [Cover art from UK]
23 : Free As A Bird - Real Love [Cover art from: World Wide]

Porque não tem nenhuma capa do Brasil nessa caixa ?
Bem,de acordo com o apresentador do programa  Web Go The Beatles,Leonardo Conde de Alencar ele explica:
"Muita gente está se perguntando "Por que nenhuma capa brasileira"? O que acontece é que os singles brasileiros dos anos 60 que vieram com foto na capa são singles com seleções de músicas diferentes, como "Ticket to Ride / This Boy", "I Feel Fine / If I Fell" e "I Wanna Hold Your Hand / She Loves You". Quando a Odeon passou a lançar seus singles seguindo os originais ingleses, os discos deixaram de vir com foto na capa, vinham com a tradicional capa "die-cut" (com buraco no meio".
Por isso não havia como a nova caixa trazer alguma capa brasileira.
Detalhe: para a caixa, não foram considerados os relançamentos de singles.
Se considerassem, aí sim poderia vir alguma capa brasileira, como as da coleção de 45 rotações."

Colaboração: Jorge Laporta e Leonardo Conde de Alencar

terça-feira, 15 de outubro de 2019

O álbum Abbey Road completa 50 anos - Parte Final

Poster promocional 1969
Material Inédito 
Três dias após a sessão de "I Want You (She's So Heavy)",George Harrison gravou demos solo de "All Things Must Pass" (que se tornou a faixa-título de seu álbum de 1970 triplo), "Something" e "Old Brown Shoe".Esta última foi regravada pelos Beatles em abril de 1969 e lançada como o lado B de "The Ballad of John and Yoko" no mês seguinte. Todos esses três demos de George Harrison foram posteriormente lançadas na Anthology 3.
Durante as sessões para o medley, McCartney gravou "Come And Get It", tocando todos os instrumentos. Supunha-se para ser uma gravação demo de outro artista, mas McCartney mais tarde afirmou que ele originalmente pretendia colocá-la em Abbey Road.Foi em vez lançada por Badfinger, enquanto a gravação original de McCartney apareceu no Anthology 3. 
A trilha original de apoio para "Something", com uma coda liderado pelo piano e "You Never Give Me Your Money", o que leva a uma jam session rápida de rock-n-roll,apareceram em bootlegs.
Curiosidades: 
-Durante as gravações de Abbey Road, o engenheiro de som Geoff Emerick fumava muito os cigarros da marca "Everest". Por algum tempo, ficou decidido entre os Beatles que este seria o nome do disco. Eles até pensaram em fretar um jato e ir até o Everest tirar a foto pro disco. Mas como estavam em cima do prazo, decidiram atravessar a rua, e chamar de Abbey Road em homenagem ao estúdio que serviu a eles durante quase 10 anos.
-Abbey Road é o álbum mais vendido dos Beatles.
-Foi o primeiro disco a ser gravado com oito canais de audio.
-Alan Parsons, o assistente de som, produziu o clássico de 73 "The Dark Side of the Moon" da banda inglesa Pink Floyd.
-John Kurlander, o engenheiro de som, foi produtor e diretor de som da trilogia "O Senhor Dos Anéis."
-O “beetle” da capa está atualmente no museu da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha.
-Esse foi mais um trabalho dos Beatles envolvendo o polêmico número nove. Sintomaticamente encerrando a carreira dos Beatles (Abbey Road = 9 letras), segue a linha de "Revolution 9" e que depois seria retomada por Lennon em sua carreira solo, # 9 Dream, e em diversas outras citações do ex-beatle.
-Depois de 40 anos relançado recentemente remasterizado é o disco mais vendido e voltando para as paradas pelo mundo superando bandas e artistas que nem nasceram na época.
-Quando assinaram contrato com Allen Klein não teve a assinatura do Paul por não concordar em pagar 20% do faturamento da banda para ele.
-Foi a primeira vez que um álbum dos Beatles saiu antes do single.o Single "Something" no lado A e "Come Together no lado B sairia apenas 5 semanas depois do lançamento do álbum no dia 31 de outubro.
-Na América, Abbey Road vendeu um milhão de cópias na primeira semana de lançamento (outubro/69) e ganhou um Grammy - não como 'melhor álbum' ou 'melhor canção'. Venceu como 'Melhor Engenharia de Gravação Não-Clássica'. Bairristas, os americanos não premiaram as canções dos Beatles, mas os engenheiros de som Geoff Emerick e Phillip McDonald.
- No Brasil, Abbey Road entraria para a história como o disco mais vendido dos Beatles nos anos 60. Considerando nossa eterna desigualdade sócio-econômica e o preço (caro) de um disco, o LP vendeu 260 mil cópias em solo nacional.
- George Harrison reclamaria, anos mais tarde, que o pior momento das sessões de Abbey Road foi a finalização de "Maxwell's Silver Hammer". "Perdemos tanto tempo naquilo, quando podíamos ter tentado outras canções melhores", desabafou durante uma entrevista nos EUA em 1974. Ringo Starr não deixaria por menos. Perguntado certa vez qual foi o pior momento ao lado dos Beatles, respondeu: 'sem dúvida, gravar "Maxwell's Silver Hammer". Aquilo não acabava mais, tive que marcar o tempo na coxa durante uma das etapas', disse ele. Paul insistiu nessa canção porque acreditava que seria um hit, o que não aconteceu.
- Uma das gafes mais monumentais da história envolve a composição de George Harrison. Frank Sinatra passou a cantar "Something" em shows a partir do final dos anos 60. Ele dizia: "essa é uma das maiores canções de amor do século 20 - de Lennon-McCartney". George reclamou em público, até Sinatra se retratar.

fonte: Wikipedia 

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

O álbum Abbey Road completa 50 anos - Her Majesty

É uma canção composta por Paul McCartney e é a última música do disco Abbey Road, dos Beatles.Não programada para constar no álbum, por ter sido descartada pelo autor, foi incluída no fim da fita master pelo assistente de gravação e gravada por engano com o restante das músicas do disco. Após a audição da gravação master, Paul McCartney gostou e aprovou a sua inclusão do jeito que ficou. A letra, irônica, fala de "Sua Majestade" (Her Majesty), a rainha da Inglaterra. Paul McCartney canta e toca um violão como acompanhamento.O estilo “dedilhado” foi tirado da música “They’re Red Hot” de Robert Johnson, que influenciou outros guitarristas como Eric Clapton e Keith Richards. Ela foi criada por Paul após os Beatles terem recebido os títulos de Membros do Império Britânico (MBE) das mãos de Elizabeth II, em 1965. 
Período de Gravação: 
Foi gravada só por ele nos estudios Abbey Road em Londres, no dia 2 de julho de 1969 e dura 23 segundos.Paul McCartney foi o primeiro a chegar no dia e enquanto esperava por George e Ringo,pegou um violão e gravou "Her Majesty". A intenção com a faixa de apenas 23 segundos era a de utilizá-la como uma vinheta. O trabalho foi completado rapidamente, em apenas 3 takes.Na visão de Paul, George Martin e demais técnicos que estavam no estúdio, "Her Majesty" poderia ser aproveitada no medley de canções pretendido para o novo disco,mas decisão de colocar no disco foi no dia 30 de julho. 
Curiosidades: 
-Esta é a "faixa escondida" de Abbey Road. Ela surge após um silêncio de 14 segundos, no fim de "The End", e dura apenas 23 segundos, com Paul cantando acompanhado do violão. Originalmente ela estava entre as músicas "Mean Mr. Mustard" e "Polythene Pam" (O primeiro acorde da faixa é na verdade a última nota de "Mean Mr. Mustard", e a música acaba abruptamente porque ela emendaria com o primeiro acorde de "Polythene Pam"), mas como Paul não gostou da posição original da música, e pediu para o engenheiro de som John Kurlander, para retirar e destruí-la, porém era norma da EMI nunca jogar fora nem destruir nada dos Beatles. Então ele adicionou a música no final do disco para separá-la e esperar por uma futura aprovação o que acabou acontecendo. Paul disse mais tarde: “Foi um acidente, coisa típica dos Beatles”.
-Na primeira edição do disco, ela não foi creditada na capa do LP (vinil), apesar de vir creditada no selo do disco vinil.
-No vinil lançado, a música não constou dos créditos. Isto só veio a acontecer com o lançamento do disco no formato CD.
-Ambos os lados do vinil original fecha com uma canção que terminou abruptamente (sendo o outro I Want You (She's So Heavy)).
-Na versão CD do disco contém os 14 segundos de intervalo antes de começar a música mas se colocar no MP3 player ou tocador de CD de forma aleatória a música começa logo.

fonte: Wikipedia

domingo, 13 de outubro de 2019

O álbum Abbey Road completa 50 anos - The End

Photo © Paul Wane
É uma canção composta por Paul McCartney,o título desta música de Paul McCartney diz tudo: ela não só fecha o disco, mas também a carreira dos Beatles antes da separação. Foi a última canção a ser gravada pelos Beatles e a última canção do medley. Lennon disse na entrevista da Playboy: “Aquilo é Paul McCartney. A frase final carrega uma filosofia cósmica que prova que quando Paul quer algo, ele consegue.” Ringo faz, o único solo de bateria em toda sua carreira. Paul dividiu o solo de guitarra em 3 partes e deu para George e John tocarem uma parte fazendo assim uma sobreposição de solos.Essa seqüência está presente até hoje nos shows de Paul McCartney e a frase final ecoará para sempre como o epitáfio da banda na história da música: “And in the end/The love you take/Is equal to the love you make” ou “E no final/O amor que você recebe/ È igual ao amor/Que você faz.” 
Período de Gravação: 
A gravação começou em 23 de julho de 1969, quando Os Beatles gravaram 1 m e 20 s que foi prorrogado através de overdubs de dois minutos e cinco segundos.A primeira voz para a canção foi adicionado em 5 de agosto, vocais adicionais e overdubs de guitarra foram adicionados em 7 de agosto, e baixo e bateria em 8 de agosto,a parte da orquestra foi colocada overdubs e foram adicionados 15 de agosto, e o piano de fechamento e acompanhamento vocal em 18 de agosto.Os solos começam cerca de 53 segundos do final da canção e imediatamente antes da parte final do piano. Lennon descreveu em sua entrevista de 1970 com a Rolling Stone: "Há um pequeno pedaço eu toquei no Abbey Road.Paul deu nos um pedaço para cada,uma pausa,onde  Paul tocou...George tocou e depois eu toquei" 
Curiosidades: 
-“The End”, antes chamada de “Ending” era para ser a última música do disco, mas “Her Majesty” acabou entrando no disco.
-O solo de bateria de Ringo Starr que dura 16 segundos foi a primeira e única vez que gravou e dizia que odiava e que gostava mas de acompanhar.
-Apesar da grande participação de George e Ringo a música é creditada à dupla Lennon/McCartney.
-O solo originalmente tinha guitarra e pandeiro como acompanhamento,mas outros instrumentos foram silenciados durante a mixagem dando o efeito de um solo de bateria.
-O solo de bateria também foi usado mais tarde no início de "Get Back" do álbum Love 2006.
-É a única música que foi gravada tocada pelos 4 Beatles e foi à noite e de manhã tinham sidos fotografados para fazer a capa do disco.

fonte: Wikipedia

sábado, 12 de outubro de 2019

"Não era o fim": Ringo Starr confirma que 'Abbey Road' não seria o último álbum dos Beatles

Na semana passada, o Abbey Road dos Beatles voltou ao número um, 50 anos após seu lançamento original.
Até recentemente, acreditava-se que a banda havia entrado no estúdio sabendo que eles estavam fazendo seu último álbum - na esperança de sair em alta após as sessões violentas de Let It Be.
Mas o especialista em Beatles, Mark Lewisohn, descobriu recentemente uma fita dos Fab Four discutindo um acompanhamento em 1969.
Agora, Ringo Starr confirmou que a banda queria continuar gravando nos anos 70.
"Fizemos o Abbey Road e ficamos tipo 'Ok, isso é muito bom'", disse ele à BBC 6 Music ", mas nenhum de nós disse: 'Ok, é a última vez que tocamos juntos'. Ninguém disse isso. Eu nunca senti isso.
"Nós gravamos esse disco e, em seguida, saíamos e fazíamos o que queríamos. E então Paul nos chamava e dizia: 'Ei, vocês querem ir ao estúdio?' e faríamos outro.
"Então não foi o fim - porque no fim o amor que você recebe é igual ao amor que você dá. Então, eu nunca senti que [o fim da banda] era para valer".
Ringo Starr também lembrou a criação do famoso medley que compôs o final de Abbey Road
"Todo mundo estava escrevendo em um ótimo nível, porque sempre escrevíamos - mas no lado dois, todo mundo não estava terminando as músicas. Mas esse medley? Funciona tão bem."
"É como se não pudéssemos errar: você não precisa terminar a música! Vamos editá-las juntas e funciona como uma mini peça. Adoro essa seção. Foi muito divertido".
(Embora Abbey Road tenha sido lançado antes de Let It Be, na verdade era o álbum final em que a banda trabalhou. As sessões de Let It Be ocorreram no início de 1969, com o produtor Phil Spector terminando o disco no início de 1970, adicionando novas mixagens e overdubs.)
Ringo falou sobre o lançamento de seu último livro, Another Day In The Life, que é o terceiro de uma série de coleções de suas próprias fotografias - traçando sua vida desde a infância até as turnês recentes com seu grupo atual The All-Starr Band.
 Paul,Joe Walsh e Ringo
A banda também toca ao lado de Ringo em seu novo álbum, seu vigésimo, intitulado What's My Name?
Ele trabalhou com um grande elenco de colaboradores, incluindo Joe Walsh, do The Eagles, o tecladista de Tom Petty e The Heartbreakers, Benmont Tench e, na música Grow Old With Me, seu ex-colega de banda Paul McCartney.
"É o melhor. Adoro brincar com ele", diz Ringo sobre a parceria com seu velho amigo. "Tocamos muito juntos nessa 'banda' e ele ainda é o baixista mais melódico. Ele ainda é incrível, para mim, sinto a emoção quando toca."

Grow Old With Me foi uma das últimas músicas que Lennon escreveu e apareceu nas famosas fitas de Bermuda,uma coleção de demos que John gravou em 1980 com o produtor Jack Douglas.
Ringo foi solicitado a gravar sua versão depois de descobrir que John havia feito uma introdução inesperada na fita.
"Eu não fazia ideia dessa música", disse Ringo, "esbarrei com Jack este ano e ele disse: 'Você já ouviu a fita?'
"Eu disse: 'Que cassete?'
"Ele disse: 'De John fazendo as músicas! Fazendo as demos nas Bermudas!'
"Eu disse: 'Não, nunca ouvi', e então ele disse: 'Bem, eu mostro para você'.
 Em 1976
"De qualquer maneira, ele tinha as fitas e o gravou em um CD para mim. No começo deste CD, John diz: 'Oh, isso soa como uma boa música para Richard Starkey. Isso seria ótimo para você, Ringo Ainda estou pensando.
"Eu amo a música. É muito romântica e, provavelmente, acho, foi escrito para John e Yoko. Então, eu coloquei minha peça nela e é para Barbara [Bach - sua esposa]
"Eu acho que toda noiva deve fazer seu marido cantar para ela. Quero que se torne como a canção de casamento do século!"
Ringo admitiu anteriormente que tinha chorado quando ouviu a fita pela primeira vez.
'A ideia de que John estava falando de mim naquele tempo antes de morrer, bem, eu sou uma pessoa emocional.
'E eu simplesmente amei essa música. Eu cantei o melhor que pude. Eu me levanto quando penso em John tão profundamente. E eu fiz o meu melhor. Nós fizemos o nosso melhor.
Ele acrescentou: 'A outra coisa boa é que eu realmente queria que Paul tocasse, e ele disse que sim. 'Paul veio e tocou o baixo e cantou um pouco comigo. Então, John está de certa forma. Eu estou nisso e Paul está nisso.

O álbum Abbey Road completa 50 anos - Carry That Weight

É uma canção composta por Paul McCartney,que aproveita para voltar a trocar farpas com os Beatles e com Allen Klein: “Boy, your gonna carry that weight/ for a long time” ou “Rapaz, você vai carregar esse peso/por um bom tempo”. Paul poderia estar cantando para Lennon, algo como “se você deixar a banda, você vai carregar esse peso por muito tempo” ou para si próprio que tentou ser o gerente da banda após a morte de Epstein. No filme “Imagine” de John Lennon, ele diz: “Paul estava cantando sobre todos nós”. No meio dela ele introduz trechos de “You Never Give Me Your Money”, com a letra diferente. 
Período de gravação: 
A gravação teve início em 2 de julho de 1969, e concluída em 19 de agosto de 1969. A canção dura 1 min e 36 s. Apesar de vir separada, foi gravada com Golden Slumbers como se fossem uma única só música.O melhor foram os takes 13 e 15, que foram editados em conjunto, em 3 de julho. Naquele dia e no seguinte, McCartney fez overdub do seu vocal e guitarra ritmo, George acrescentou guitarra, e os três cantaram o refrão.
Em 30 de Julho Lennon voltou a todas as sessões e acrescentou vocais mais. No dia seguinte, mais vocais foram gravados, e Ringo fez overdub de tímpano e bateria extra. A orquestra foi gravado em 15 de Agosto. 
Curiosidades:
-É uma referência a duas pessoas, John Lennon e Paul McCartney. Na opinião de Paul McCartney, Lennon permitiu que os Beatles quebrassem que ele estaria "carregando o peso" para o resto de sua vida. McCartney essencialmente culpa Lennon e Yoko Ono pela diminuição da relação da banda. A segunda referência, para o próprio McCartney, é sobre "carregando o peso" da banda, atuando como o gerente após a morte de Brian Epstein. Até que ele assumiu o cargo, McCartney nunca tinha percebido o quanto Epstein fez por eles, nem como foi difícil gerir a parte financeira dos Beatles. Semelhante sentimentos encontram eco em outras canções de McCartney no Abbey Road, "You Never Give Me Your Money", e uma linha de "Oh Darling!".
-Em seu livro "Revolution in the Head", de Ian McDonald interpreta esta letra como um reconhecimento pelo grupo de que não fariam como artistas individuais no futuro que seria sempre igual o que tinha conseguido em conjunto, como os Beatles. Em outras palavras, que eles sempre carregam o peso de seu passado Beatle. No filme, Imagine: John Lennon,McCartney diz que estava "cantando sobre todos nós."

fonte:  Wikipedia

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

O álbum Abbey Road completa 50 anos - Golden Slumbers

Photo Apple Corps
É uma canção composta por Paul McCartney,foi criada após o beatle ter visto em um livro de sua meia-irmã Ruth, um poema de Thomas Dekker, do século XVII, em formato de canção de ninar. Paul disse: “Pensei que eram muito tranqüilizadores, uma antiga canção de ninar, mas não conseguia ler a melodia na partitura. Então peguei os versos e coloquei minha música neles.” Ele também tentou atingir sua voz num ponto alto como se fosse uma ópera, porque era um tema muito épico.McCartney não sabia ler música, ao mesmo tempo e era incapaz de ler a partitura, e assim ele criou sua própria melodia e arranjo. 
Período de Gravação: 
A gravação teve início em 2 de julho de 1969, e concluída em 19 de agosto de 1969.Dura 1’31” e é seguida, sem intervalos, por Carry that Weight. Na realidade, as duas músicas foram gravadas juntas, como se fossem uma só música.No dia 2 de julho resultou em 15 takes da base rítmica, com Paul ao piano e vocal guia; Ringo na bateria; e George tocando um baixo modelo Fender (jazz bass), de 4 cordas. Por ocasião desses registros, "Carry That Weight" foi incluída como parte de "Golden Slumbers", ou seja, gravada como uma peça contínua. No dia seguinte os takes 13 e 15 foram editados junto. Nas sessões de overdubs Paul adicionou guitarra-base e dois 'lead vocals'. George incluiu a guitarra-solo.Dia 15 de agosto gravam a parte da orquestra para a música com Gorge Martin na regência.Dia 18 de agosto entre 14h30 e 22h30 são produzidos mixes estéreo para "Golden Slumbers"/"Carry That Weight". 
Curiosidades 
-John Lennon não participou da gravação por estar se recuperando de um acidente de carro na Escócia.Gravou mais tarde apenas backing vocals.
-No dia 4 de julho tiveram pouco trabalho para essa música pois George, Ringo, Paul e todos os demais, passaram muito tempo diante de um receptor de rádio, ligados na BBC 2-AM acompanhando as finais do campeonato mundial de tênis feminino, evento sediado na Inglaterra, e que literalmente parou o país.

fonte: Wikipedia

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

O álbum Abbey Road completa 50 anos - She Came In Through the Bathroom Window

photo Linda McCartney
É uma canção composta por Paul McCartney,faz parte da última canção do primeiro medley.No começo da emenda, John Lennon diz, "We'll listen to that now. (risos) Oh, look out!" Então alguém diz "You should…" que é cortado pela entrada da música.Mike Pinder da banda de R&B The Moody Blues, conta no DVD The Classic Artists Séries: The Moody Blues lançado em 2006, que contou ao Paul uma história de uma groupie que entrou pela janela do banheiro de Ray Thomas, outro membro da banda e passou a noite com ele. Paul ouvindo o conto com sua guitarra na mão, em seguida disparou: “Ela entrou pela janela do banheiro...”. 
Período de Gravação: 
A gravação teve início no dia 24 de julho de 1969, e concluída em 21 de agosto de 1969. A canção dura 1 min e 57 s.Junto com Polythene Pam de autoria de John Lennon, formam um só bloco, e foram gravadas juntas. É introduzida por um grito de aviso de Paul: "Oh! Look out! She came in through the bathroom window." (Atenção! Ela entrou através da janela do banheiro.).Paul gravou a guitarra solo enquanto George Harrison gravou o baixo. Levaram 39 takes para gravar a guitarra base e a bateria.Em 28 de Julho, acrescentaram mais vocais, guitarra, percussão e piano. A canção foi concluída dois dias depois, com guitarra e percussão adicionais 
Curiosidades: 
-Reza a lenda, que uma fã mais afoita certa vez invadiu o apartamento londrino de Paul, próximo a Abbey Road, entrando pela janela do banheiro. "...protected by a silver spoon", "...sucks her thumb" e "...wonders by the banks of her own lagoon", respectivamente, "protegida por uma colher de prata", "chupa seu dedo" e "se deslumbra pelas margens de sua própria lagoa" seriam referências à preparação de uma dose de heroína. Paul McCartney sempre negou esta versão. Há outras versões para o significado da letra da música e sua gênese.
-No entanto, uma série de "Apple Scruffs" (um certo tipo de fã dos Beatles), bem como o próprio McCartney, insistem que a canção é sobre elas. Eles dizem que um grupo de Apple Scruffs entrou em sua casa em St John's Wood. Diane Ashley, uma do grupo, diz: "Nós estávamos entediadas, ele estava fora e por isso, decidimos fazer-lhe uma visita. Encontrámos uma escada em seu jardim e entramos pela janela do banheiro que ele havia deixado um pouco aberta.Eu era a única que subiu e ficou dentro " Ela então abriu a porta para deixar para as outras, e elas roubaram uma série de fotografias. Outra Apple Scruff, Margo Bird, lembra-se de ser amigo de McCartney - ela costumava levar seu cachorro para passear - e mais tarde conseguiu um emprego na Apple Corps. Ela diz que ela foi convidada para recuperar uma fotografia certa, o que ela fez.

fonte: Wikipedia

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

* HAPPY BIRTHDAY JOHN LENNON *


Paul McCartney anuncia lançamento de duas faixas inéditas

O músico Paul McCartney anunciou, durante a manhã desta terça-feira (08), o lançamento de duas músicas inéditas em novembro. São elas Home Tonight e In a Hurry. 
Com lançamento marcado para o dia 22 de novembro deste ano, ambas as faixas foram gravadas durante as sessões do álbum Egypt Station sob o comando do produtor Greg Kurstin, que produziu quase todo o disco, com exceção da música Fuh You, produzida por Ryan Tedder.
Tanto Home Tonight quanto In a Hurry serão lançadas digitalmente em todo o mundo. Porém, fora do Brasil, a partir do dia 29 de novembro, os fãs também terão a opção de comprar um compacto duplo com uma arte de capa criada exclusivamente para o lançamento.
As faixas marcam os primeiros lançamentos de Paul McCartney desde setembro do ano passado, quando o músico lançou o disco Egypt Station, que atingiu o número 1 das paradas musicais.

Colaboração: Claudia Tapety a fã nº 1 de Paul McCartney

O álbum Abbey Road completa 50 anos - Polythene Pam

photo Apple Corps
É uma canção composta por John Lennon,ele se inspirou no encontro que tivera anos antes com um amigo poeta de Liverpool, Royston Ellis (descrito por John na famosa entrevista pela Playboy em 1980, como “o homem que introduziu os Beatles nas drogas.”) e sua namorada Stephanie onde o casal amigo de John que dizia que eles faziam sexo "selvagem" dentro de um saco de polietileno.Na ocasião, ela estava vestida com uma roupa de polietileno. Há também a história sobre Pat Hodgett, fã dos tempos do Cavern que costumava comer polietileno e era conhecido como Polythene Pat. 
Período de Gravação: 
A gravação teve início em 24 de julho de 1969, e concluída em 21 de agosto de 1969. Dura 1’12”.A gravação foi feita junto com She Came in Through the Bathroom Window de autoria de Paul McCartney, formam um só bloco,e foram gravadas juntas.No dia 25 de julho eles começam a gravar para o medley "Polythene Pam", de John, e "She Came in Through the Bathroom Window", de Paul. Novamente tudo foi registrado em seqüência, como se fosse uma única composição. 39 takes da base rítmica foram gravados. Nas últimas quatro horas eles trabalharam pacientemente em overdubs nos quais regravaram baixo, bateria, e então acrescentaram os lead vocals. O clima, de acordo com técnicos que trabalharam com os quatro era de pura cooperação e cordialidade, apesar de todos os problemas.Dia 28 de julho regravaram o lead vocal, violão, guitarras, piano elétrico, bateria e percussão para as 2 músicas.Uma das ações que concentrou esforços da banda foi na ligação de uma faixa para outra. O resultado foi a mixagem de um take numerado como 40 por George Martin. 
Curiosidades: 
-John canta essa música no sotaque bem típico de Liverpool 
-A música foi composta na Índia, em fevereiro de 1968.

fonte: Wikipedia

terça-feira, 8 de outubro de 2019

O álbum Abbey Road completa 50 anos - Mean Mr. Mustard

photo Linda McCartney
É uma canção composta por John Lennon,foi baseada num fato real descrito por um jornal sobre um homem miserável que escondia dinheiro onde podia para que as pessoas não o forçassem à gasta-lo. Ele não se inspirou muito para escrever e obviamente descreveu no Anthology, anos depois como “um lixo escrito num pedaço de papel na India”. 
Período de Gravação: 
A gravação teve início em 24 de julho de 1969, e concluída em 21 de agosto de 1969. Dura 1’06”.Junto com Sun King, formam um só bloco. Apesar de não terem sido gravadas como uma só música, desde o início foram tratadas com se fossem, até a sua conclusão. 
Curiosidades: 
-Foi encontrada uma versão DEMO gravada na casa de George Harrison em Esher que aparece no Anthology 3, nela é possível saber que o nome da irmã de Mustard era Shirley que foi mudado para Pam pela oportunidade de associar com a música seguinte: "Polythene Pam".
-O final da música é abruptamente interrompida A explicação é que a seqüência inicial registrada em um acetato master era: Sun King-Mean Mr. Mustard-Her Majesty-Polythene Pam. Após ouvir, Paul McCartney não gostou da ordem e pediu para retirar Her Majesty da fita master e descartá-la. O técnico de gravação, seguindo orientação da gravadora EMI de que não era para apagar nada que fosse gravado pelos Beatles, inseriu-a no fim da fita, após um certo intervalo. Nenhuma mixagem foi feita então. Desta fita master, outro acetato foi criado e o resultado, incluindo Her Majesty no final por acidente, agradou a Paul e assim ficou.

fonte: Wikipedia