sábado, 27 de maio de 2017

Brasil é o 4° país que mais ouve ‘Sgt. Peppers’, dos Beatles

“Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, clássico dos Beatles, está prestes a completar 50 anos em boa forma. O álbum continua sendo um dos mais ouvidos da discografia do quarteto de Liverpool, principalmente após o catálogo dos Beatles entrar nas plataformas de streaming.
O Brasil é o quarto país que mais ouve o álbum. Perde apenas para Estados Unidos, Reino Unido e México, segundo levantamento feito pelo Spotify. A cidade onde “Sgt. Peppers” foi gravado aparece em 4° lugar, enquanto a Cidade do México fica no topo.
Além disso, o Spotify indica que pouco mais da metade (50,1%) de todos os ouvintes do álbum no Spotify tem menos de 40 anos. E que 61% são do gênero masculino e 39% são do gênero feminino (já os ouvintes de Beatles são 56% homens e 44%. “Lucy in the Sky With Diamonds”, “A Day in the Life” e “With a Little Help From My Friends” são as faixas mais reproduzidas.

2 comentários:

  1. Aguardando a minha deluxe do Peppers, mas recebi o álbum versão 2 cds via Spotify. Fiz toda uma preparação : Fone de ouvido de primeira linha com a melhor qualidade do mundo em termos digitais, seja em plataforma de Streaming ou para download que é o Spotify. Pois bem, luzes apagadas, quarto escuro, silêncio total, olhos fechados.Cenário perfeitamente montado. Resultado : Um BAQUE, uma PORRADA de quase 40 minutos !!! Giles Martin dilacerou QUALQUER versão pré-existente do Pepper, ali eram os Beatles no ápice, no auge, cada detalhe desenterrado em cada faixa remixada, ao mesmo tempo respeitando a história e a tornando mais grandiosa do que ela realmente é !!! Grunhidos nas faixas, acordes perdidos em remasterizações pregressas, realce daquilo que engrandece cada faixa, o baixo de Paul nunca esteve tão poderoso, pulsante e swingado como nesta versão, ouça atentamente " Getting Better " caso tenha alguma dúvida se estará ouvindo ou comprando um " mais do mesmo ". A bateria do Ringo imponente, cristalina, alta, linda !!! As guitarras de John e George, com suas distorções e solos mostrando como o trabalho em grupo foi crucial para o resultado apoteótico do álbum. E os vocais ??? O que dizer ??? Angelicais, viscerais, etéreos, eternos !!! Isso é um relançamento ? Não, não e NÃO !!!!!! Isso é novo, com um frescor e vanguarda muito mais impactantes do que em 1967. Vale cada centavo investido. Obrigado George Martin, obrigado Giles Martin por honrar o trabalho de seu pai. E principalmente muito obrigado John, Paul, George e Ringo !!! Att, Thiago Trota.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Valeu Thiago....excelente trabalho do Giles

      Excluir