terça-feira, 21 de abril de 2015

Há 25 anos,Paul McCartney fazia o primeiro show no Brasil


Parece que foi ontem,especialmente para mim que assisti o show do dia 20 de abril,o "show da chuva".
Tudo começou por volta de 1989 e 1990 quando anunciaram um novo álbum "Flowers in The Dirt" e Paul decidiu que iria fazer uma grande turnê,tocando depois de muitos anos,músicas dos Beatles.Boatos como os de agora,na época diziam que Paul iria tocar no Brasil.Fãs de todo o país ficaram loucos como eu,pois seria o 1º show de um Beatle na América do Sul.
Veio a confirmação e o dia para comprar os ingressos,não tive problemas para comprar e comparado hoje em dia o preço que paguei,que não me lembro,foi muito barato mas para a época foi alto pois tínhamos uma inflação no país que era terrível.
Quando o programa da Tv Globo exibiu um especial sobre a turnê e uma entrevista exclusica com o reporter Pedro Bial,ai que a ansiedade estava a mil por hora.
Nós contávamos os dias para o grande show que foi marcado para o dia 19 e 21 de abril apenas no Rio de Janeiro no Maracanã.
Muitos fãs com roupas e cartazes esperaram no Aeroporto do Galeão que agora se chama Tom Jobim,mas Paul saiu do avião e entrou num carro de forma super secreta indo para o Hotel Othon em Copacabana.Todos correram e fizeram vigília para ver na varanda o Paul acenar para o público que estava na porta do hotel e quando menos se espera aparece acenando da varanda com uma camisa da seleção brasileira e claro todos gritando.
Estava tudo maravilhoso até que mais tarde,começa a cair um tremenda chuva que inundou ruas de todo o Rio de Janeiro,isso na véspera do 1º show.
Paul esteve mais tarde numa conferência de imprensa onde falou especialmente da chuva pois tinha sido cancelado o show do dia 19 e passado para o dia 20.Paul falou " A chuva vai parar e todos irão se divertir!".
Chega o dia 20 o tempo tinha melhorado mas estava carregado,fui eu e uns amigos para a porta do Maracanã e começa a chuva de novo,o clima na cidade não estava boa pois era o grande dia,o show de um Beatle no Brasil,no Rio e o 1º na América do Sul.
Ás 17 horas abrem os portões,eu e uns amigos corremos pelo gramado para poder ficar o máximo possível na cara do palco.Bem,eu tinha na época 19 anos e ficamos bem na frente,só tinha umas grades,até os seguranças falaram para nós "Daqui não passa!".
Eu fiquei pasmo pois era 1ª vez que estava no Maracanã,no gramado e iria assisti o show do Paul.Olhando o palco e o tamanho imaginava o que viria.
Faltando algumas horas para iniciar o show e começa a cair a maldita chuva,que era tão forte e todos em volta apertados uns contra os outros que começava a dar algumas confusões.Tinha uma hora que a chuva incomodava tanto que dava agonia de ficar por lá,mas foi começando a diminuir bem devagar.
Passava das 21:00 horas se apagam as luzes do Maracanã,um breu total e no palco abre um telão imenso e com um som super forte começava a passar videos dos Beatles e a carreira solo do Paul.
Todos gritavam pois você escuta no Maracanã em alto bom som as músicas dos Beatles de todas as épocas não tinha como não ficar com o coração na boca,pois a fantasia estava se tornando real.No telão começou a aparecer no fundo a palavra AND NOW,surgia Paul McCartney e a banda entrando no palco ao som de Figure Of Eight.
A platéia que estava por lá que foi um pouco menor do dia 21 de abril que foi o recorde de maior público em um show,que foi de 184 mil pessoas,começaram a gritar,parecia que o Maracanã estava tendo um gigantesco orgasmo e ainda mais como Paul tinha falado na entrevista,a chuva tinha parado e não chuveu mais até o fim do show.
Era mágico pois assisti o Paul ali na sua cara tocando o que eu e muitas pessoas escutaram há anos.Lembro de Got To Get You Into My Life,estava tão perfeita ao vivo como no álbum Revolver.

A música The Long And Winding Road deu uma relaxada grande na platéia,mas tarde essa versão iria entrar para o álbum Tripping The Live Fantastic,já que a produção do Paul disse que não daria tempo para colocar algum registro do show nesse álbum.A música The Fool On The Hill foi sensacional,pois ele acrescentou uma melodia,um coro diferente no final e o efeito do palco girando com o piano foi incrível.Outra que me lembro bem,foi a Good Day Sunshine onde ele cantava o refrão e apontava para o céu.Paul depois foi para o piano e antes de tocar Ain't That A Shame,se me lembro bem se foi nessa,o público com a alegria e o ansiedade a flor da pele gritavam "Paul!"Paul!Paul!" e ele brincando socando o ar entendendo outra coisa,brincando com o público como foi o show todo.Na música Hey Jude a platéira veio abaixo,pois cantava tão alto que ás vezes mal escutava a banda,lembrando que eu estava todo cercado,não podia mexer nem um dedo.Na Yesterday a mesma coisa como pode ver no vídeo,pois o público cantou junto e alto.
O show do Rio ganhou um grande presente pois somente nesse show de toda turnê ele cantou uma versão chamada P.S. Love Me Do,de forma mais dançante,que viria a sair num single raríssimo até hoje.
O grande final foi sem dúvida sensacional,Paul tocou Golden Slumbers,Carry That Weight e The End,era o Abbey Road ao vivo,era a sensação na hora.A banda agradeceu e saiu do palco,mas Paul voltou com a bandeira do Brasil e o público todo gritava "Brasil!Brasil!" e Paul no microfone se despede dizendo para o público "Até a próxima!!"
O show foi tão mágico,lindo e sensacional que todos acharam que tinha passado rápido as 2 horas e meia.Eu e vários pessoas que estavam no Maracanã ficamos por vários minutos olhando para todos os lados e um para a cara do outro dizendo "Cara!isso foi demais!não dar para acreditar!".Ninguém queria sair de lá e estavam pessoas de todo o Brasil,sem dizer da América do Sul como argentinos e chilenos.
Esse show marcou para todos como para mim,pois foi o 1º show de um Beatle na América do Sul,no dia 21 de abril seria o de maior público de todos os tempos entrando para o livro dos Recordes,Paul disse que a chuva iria parar e quando pisou no palco ela parou.Sairia um VHS oficial do Paul chamado GOING HOME mostrando e detalhando tudo o que aconteceu antes e depois do show do Rio,comentando sobre o que ele falou sobre a chuva.Chato que ainda não saiu em DVD oficial,mas existe em dvd bootlegs com vasto material sobre os shows do Rio de Janeiro.No show em 2008 na Ucrânia.,Paul lembrou da chuva no Rio para a tv pois lá tinha acontecido a mesma coisa.Paul foi super bem humorado e simpático desde que entrou no hotel até quando foi embora num ónibus saindo pelos fundos do hotel Othon,acenando para todos.
Paul,não se esqueça do que disse no final do show,"Até a próxima!".Passou 25 anos e estaremos esperando para mais uma vez para assistir e guardar as lembranças do show.
Ao amigo Guilherme que esteve comigo no show "Cara!!Isso jamais iremos esquecer!!!!UhUUUU!"

12 comentários:

  1. Depois de ler esse relato, não tem como a gente não se emocionar e relembrar daqueles momentos! Passei por tudo isso, mas como fiquei em um lugar um pouco distante no show de sexta, por causa do tumulto, fui de novo no sábado (e iria de qualquer maneira) para entrar correndo e me grudar lá na frente! Foi, sem dúvida, o maior show de minha vida, seguido pelos outros que vi do Macca em 93 aqui na America do Sul, tirando o Chile. Macca foi magistral e, aquele momento pós telão com desfile a todo volume de vídeos dos Beatles e do Macca, culminando com sua entrada após o "NOW", foi algo tão emocionante quanto andar na montanha russa do Hopi-Hari à mil! Espero que possamos sentir isso de novo sim, com a vinda e cumprimento de sua promessa!

    ResponderExcluir
  2. É isso aí, Brenão!!!!!!!!!!!
    Nós estávamos lá!!!!! Realmente, uma apresentação inesquecível de Paul!!!!!! O blog está demais!!!!!!
    Um abração,
    Guilherme

    ResponderExcluir
  3. Valeu Álvaro!o dificil foi resumir sobre esse show pois foi uma sensação incrível!!

    ResponderExcluir
  4. Guilherme!! Cara!eu e você no meio daquela galera!como estava cheio e só tinha mulher na nossa frente!!!

    ResponderExcluir
  5. Amigo, eu fui aos 2 shows. É indiscritível a sensação. Amanhã, dia 22, é a comemoração mais importante como fã, o dia que subi ao palco, apertei a mão, ganhei um abraço e autógrafo do Beatle.
    Só mais uma coisa, eu acho que Paul não tocou Maybe I'm amazed não! É uma música que eu sempre quis ouvir e ele tocou pela primeira vez nesta última turnê.
    Hermilo


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Hermilo...é verdade...já corrigi!

      Foi um excelente show a sensação no primeiro dia é que parecia que o Maracanã iria te engolir!

      Excluir
    2. Parabéns Hermilo! se depois de 23 anos eu ainda lembro do show do Maracanâ..imagino você que esteve cara a cara com ele no palco!

      Excluir
  6. Estive na segunda noite dia 21/04. No meu relato, vejo que o mais considerável é que lembrei disso, exatamente 25 anos depois – hoje 21/04/15. Liguei o micro e procurei na internet sobre o assunto e achei seu blog e li os relatos e comentários. Acrescento que comprei e tenho até hoje um bonezinho vermelho do “Paul in Rio” e também uma camiseta. Lembro também que logo no começo da espera (eu cheguei ao portão que iria abrir para o gramado às 6hs da manhã) um pessoa distribuía um pôster da Lacta que junto com a Coca era os patrocinadores da tour brasileira. Lembro do som mecânico rolando no Maraca antes do show e que tocou “Pais e Filhos” da Legião, “Chorando se foi” do Kaoma, “Toda forma de amor“ do Lulu. Vinte e cinco anos depois, vejo que tudo isso ainda continua e continuará na memória de muita gente que estava lá. Tornei a vê-lo em 03/12/93 no Pacaembu e 22/11/10 no Morumbi, mas o primeiro é e sempre será o mais marcante. Lembram do round, the round.... de The Fool on the Hill?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ismael

      Sim...lembro-me especialmente da Fool On The Hill e o palco giratório....sem dizer da chuva era fortíssima e não parava....

      valeu

      Excluir
    2. Mencionei no comentário dia 21/04, nesse dia não choveu nem um pouco. Valeu.

      Excluir
    3. Ok eu me lembro

      Obrigado Ismael

      Excluir
  7. prezado BRENO , excelente relato, pois certamente eu estava ao seu lado na grade que separava-nos do palco. Dia 21 de abril foram muito pontuais, exatamente às 21 h!! O céu limpou, não choveu e vi até estrelas. Chorei em vários momentos, pois o som era perfeito, eram os BEATLES cantando na minha cara!!! Além "da minha gatinha LINDA!!" , como disse Paul. Grande abraço!! fernando moya - SP - capital

    ResponderExcluir