domingo, 25 de fevereiro de 2018

A música The Answer's at the End de George Harrison

"The Answer's at the End" é uma música de George Harrison, lançado em 1975 em seu álbum final pela Apple Records, Extra Texture (Read All About It). Parte da letra da música veio de uma inscrição na parede na casa do século 19 de Harrison, Friar Park, um legado do proprietário original de Sir Frank Crisp. Este aforismo, que começou "Scan not a friend with a microscopic glass/Não olhe um amigo com um microscópio",quando Harrison comprou Friar Park em 1970, e foi uma citação que ele costumava usar ao discutir sua difícil relação com Paul McCartney
A adaptação de Harrison do verso para "The Answer's at the End" coincidiu com um período de transtorno pessoal, seguindo a crítica severa que proporcionou sua turnê norte-americana de 1974 por vários críticos influentes. Em seu pedido de tolerância e um arranjo musical que inclui cordas orquestrais, a música lembra a balada de sucesso de Harrison em 1970, "Isn't It a Pity". O arranjo também tem a influência da versão de capa de Nina Simone em 1972 de "Isn't It a Pity", especificamente em um par de codas realizadas por Harrison no estilo soul.
George gravou a faixa básica para "The Answer's at the End" nos A & M Studios, em Los Angeles, em 22 de abril de 1975. Durante o mês anterior, Harrison participou de uma festa de imprensa realizada por McCartney e o Wings, a bordo do Queen Mary em Long Beach. Este evento marcou o primeiro encontro social entre os dois ex-companheiros de banda desde dezembro de 1970 e, de acordo com o biógrafo de McCartney, Howard Sounes, evidenciaram uma "aproximação dos Beatles", cinco anos após sua separação
De acordo com o teólogo Dale Allison  que escreveu sobre a composição "expressa as dúvidas pessoais e a incerteza religiosa que George experimentou em meados da década de 70". Essa incerteza temporária contrastava com sua devoção anterior a um caminho espiritual alinhado com hindu. Foi também um período marcado pelo uso excessivo de álcool e cocaína de George um sintoma de seu desânimo após a turbulenta turnê norte-americana de 1974 com Ravi Shankar e a recepção geralmente desfavorável oferecida pelo álbum Dark Horse
Composição
De acordo com a sua autobiografia de 1980, I Me Mine,George fez uma pequena alteração na terceira linha do texto original ("Life is one long enigma, true, my friend") por seu verso de abertura:
Scan not a friend with a microscopic glass
You know his faults, now let his foibles pass
Life is one long enigma, my friend
So read on, read on, the answer's at the end.
Em outra passagem de I, Me, Mine, lida por seu filho Dhani no documentário de 2011 George Harrison: Living in the Material World, Harrison explica que essas palavras o ajudaram a alcançar uma melhor compreensão das relações humanas e de outras pessoas ao seu redor 
 
Tradução
A Resposta Está No Fim

Não olhe um amigo com um microscópio
Você sabe seus defeitos, agora deixe as fraquezas pra lá
A vida é um longo enigma, meu amigo
Então leia, leia, a resposta está no fim

Não seja duro com quem você ama
São os que você ama que pensamos tao pouco
Não seja duro com quem você precisa
São os que você precisa que pensamos tao pouco

A fala das flores supera as flores da fala
Mas o que está em seu coração, é mais difícil de alcançar
E a vida é um longo mistério, meu amigo
Então viva,viva, a resposta está no fim

Não seja duro com quem você ama
São os que você ama que pensamos tao pouco
Não seja duro com quem você precisa
São os que você precisa que pensamos tao pouco

Não seja duro com quem você ama
São os que você ama que pensamos tao pouco
Não seja duro com quem você precisa
São os que você precisa que pensamos tao pouco

Oh, às vezes nós pensamos tão pouco naqueles que amamos ,
Não é uma pena como magoamos
Aqueles que amamos mais
Aqueles que não devemos machucar

Você sabe meus defeitos, agora deixamos as fraquezas pra lá
Pois vida é um longo enigma, meu amigo
Viva,viva, a resposta está no fim

Não seja duro com quem você ama
São os que você ama que pensamos tao pouco
Não seja duro com quem você precisa
São os que você precisa que pensamos tao pouco

Não seja duro com quem você ama
São os que você ama que pensamos tao pouco
Não seja duro com quem você precisa
São os que você precisa que pensamos tao pouco

Aqueles que amamos,
As vezes, nós machucamos mais
E não é uma pena como magoamos
Aqueles que amamos

source: Wikipedia e Letras

2 comentários: