segunda-feira, 5 de agosto de 2019

A referência sexual em 'Girl'

No final de 1965, os Beatles pareciam uma banda completamente diferente daquela que tocou a América cantando “I Want to Hold Your Hand”. Em vez de segurar as mãos, John Lennon estava escrevendo músicas como “Nowhere Man” e "In My Life".
Junto com o novo assunto, a banda adotou uma abordagem totalmente nova para gravar seus álbuns. George Harrison pegou a cítara e estreou no clássico “Norwegian Wood”, de John. Enquanto isso, John tinha todos os tipos de truques para “Girl”, outra música brilhante de Rubber Soul.
Nessa faixa, John gravou respiração pesada com a ajuda de um compressor no estúdio. Sendo este o primeiro álbum dos Beatles onde foram influeciados pela maconha, muitos consideram o som inalatório como uma referência às drogas.
Mas John e Paul McCartney tiveram outro deleite para os fãs na seção intermediária. Enquanto gravava os backing vocals, eles decidiram mexer com o produtor e colocar em uma referência sexual que os ouvintes podiam não entender.
John e Paul foram fortes na anatomia feminina nos backing vocals.
Depois dos lindos versos de abertura de “Girl”, a banda aborda a seção intermediária. "She’s the kind of girl who puts you down when friends are there/Ela é o tipo de garota que te derruba quando os amigos estão lá", canta John. "You feel the foo-ool/Você se sente um tolo" No fundo, ele e Paul cantam vocais que soam como "dit dit dit dit".
Obviamente, não havia nada fora de comum sobre isso. Você ouviria The Shirelles e outros grandes grupos vocais da época apoiando o vocalista dessa maneira. Em sua biografia Many Years From Now, Paul disse que queria tentar algo como o Beach Boys fizeram em um álbum recente.

 Mas, em vez de “la la la”, eles deram um giro com “dit dit dit”. Dando um passo adiante no que Paul chamou de “waggishness (brincadeira maliciosa)”, eles mudaram para “tit tit tit”. lembrou-se de George Martin, o produtor dos Beatles, perguntando-se o que exatamente eles estavam dizendo em um momento como aquele.
“George Martin disse: 'Isso foi' dit dit 'ou' tit tit 'que você estava cantando?'”, Disse Paul. “'Oh,' dit dit ', George, mas soa um pouco assim, não é? Então nós entrávamos no carro e caímos na gargalhada"
John falou sobre a música na entrevista para revista Rolling Stone em 1980 "Girl é real. Não existe tal coisa como a garota, ela era um sonho, mas as palavras estão bem. Não era apenas uma música, e era sobre aquela garota - que acabou se revelando ser Yoko, no final - o que muitos de nós estávamos procurando. "
Paul falou sobre a música "Minha memória principal era que John queria ouvir a respiração, queria que fosse muito íntimo, então George Martin colocou um compressor especial na voz, então John apelidou ... Eu me lembro de John dizer ao engenheiro (Norman Smith quando fizemos "Girl", quando ele puxa a respiração, ele quer ouvir. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário