terça-feira, 9 de julho de 2019

Ringo Starr conta como será o novo filme Let It Be

Os fãs dos Beatles conhecem o icônico show no topo da Apple,mas eles não conhecem a história toda, de acordo com o baterista Ringo Starr.
Ringo falou sobre o próximo documentário Let It Be, criado pelo cineasta Peter Jackson, dizendo que este será "mais expressivo e mais como nós éramos", ao invés de focar em argumentos dentro do grupo como o documentário original de 1970 fez.
Em um vídeo postado no SiriusXM, Ringo explicou como ele e Jackson estão revendo algumas das cenas que não foram usadas no documentário original da banda.
"Antes de nós fazermos isso [o show no terraço], todos nós estávamos curtindo, e é muito divertido, muito humor, e não como aquele [o documentário] que saiu."
"Houve muita alegria e acho que Peter [Jackson] vai mostrar isso."
O filme sem título de Jackson usará 55 horas de imagens inéditas da banda, originalmente filmadas entre 2 de janeiro à 31 de janeiro de 1969. Cento e quarenta horas de áudio também serão usadas para criar o filme.
O remake foi previamente descrito por Jackson como "a derradeira experiência de 'voar na parede' com a qual os fãs dos Beatles há muito sonhavam".
Ringo explicou que estão animados com o projeto e as filmagens, com Jackson trabalhando para apresentar uma representação precisa da banda e como eles eram.
"Ele estava me mostrando pedaços, porque ele se sentia semelhante a mim que a outra versão estava um pouco para baixo. Não havia necessidade de que ele fosse para baixo.
"Michael Lindsay-Hogg [o diretor do documentário dos anos 1970] teve um ponto de vista - pequenos momentos - e construiu a coisa toda em torno disso".
Ele também comentou sobre o fato de que Lindsay-Hogg apareceu "bastante" no filme.
Mas o icônico show no telhado do escritório da Apple Corps Savile Row em Londres poderia ter sido um momento completamente diferente em um cenário completamente diferente.
"Tivemos grandes discussões sobre ir ao Havaí em uma cratera ou as pirâmides para fazer isso ... o Monte Everest".
A ideia de fazer o show no telhado foi tão simples.
"E então, 'Ah, vamos lá. Vamos apenas fazer no telhado.' Foi assim que aconteceu ”, disse ele no clipe postado.
Ele também falou sobre sua vontade de tocar ao vivo e como as filmagens da discussão da banda nunca foram incluídas no filme original.
"Paul [McCartney] disse: 'Bem, quem quer tocar ao vivo?' E eu sou o único. Eu vou, 'eu faço'”.
O Park Road Post de Wellington está trabalhando para restaurar a filmagem usando técnicas usadas no filme de Jackson, WW1, They Shall Not Grow Old.
"Fiquei aliviado ao descobrir que a realidade é muito diferente do mito. Depois de rever todas as filmagens e áudio que Michael Lindsay-Hogg filmou 18 meses antes de se separarem, é simplesmente um incrível tesouro histórico", disse Jackson anteriormente.
O documentário está sendo feito com a colaboração de Paul McCartney, Ringo Starr, Yoko Ono Lennon e Olivia Harrison. A data de lançamento ainda será anunciada.

Colaboração: Eric Bourgouin o correspondente na estrada do Canadá

source: Stuff NZ

4 comentários:

  1. Que havia clima legal era imaginado. Afinal no site Let it Be sessions isto está bem evidente. Conversas adoráveis e momentos descontraídos. Todos cortados do filme. Eu imagino que, devido a separação, optaram por mostrar o outro lado, e que também existiu, dos momentos de tensão. Combinou bem como forma de explicar e entendermos melhor a separação. Estavam sofrendo! Nossos meninos estavam sofrendo, se desentendo...Mas é bom ver que, mesmo assim, não deixaram de mostrar alguma coisa feliz. Eu vi nem sei quantas vezes sempre com emoção. Mas fico feliz ao saber que teremos a chance de ver num documentário ( já vemos muitos coisa boa na página sobre a qual me referi) mais concentrado no momentos de magia. Só estou preocupada com a presença de Yoko colaborando. Seria preciso um exercismo antes ou ela vai melar tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado de Paula

      A Yoko e a Olivia eram contra o lançamento do filme original mas deverá constar na caixa remasterizado

      Excluir
  2. Será que é diferente da versão pirata do filme Let it be?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim será bem diferente

      obrigado pelo comentário Blau59

      Excluir